Mensagem

Mensagem

segunda-feira, 31 de março de 2008


Finanças perdoam 10 milhões de euros de IVA
Sindicato dos Bancários do Sul e Ilhas da UGT
Respeitante a reembolsos obtidos indevidamente pelo sindicato entre 2003 e 2007.
O perdão foi concedido no pressuposto de que o contribuinte, apesar de ter agido à margem da Lei, estava de "boa-fé" quando obteve as referidas vantagens fiscais.
O perdão fiscal, concedido no final do ano passado, mereceu a concordância de toda a hierarquia do Fisco, desde o subdirector-geral para o IVA, passando pelo Director-Geral dos Impostos e pelo então secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Amaral Tomaz, e tem contornos muito semelhantes ao caso noticiado pelo Jornal de Negócios há cerca de um ano, envolvendo o sector bancário.
No Jornal de Negócios ECONOMIA (Publicado em 11 Março 2008)

MUSICA NO BLOGUE

A escolha desta semana recai no conjunto "THE BAND".


The Band decidiu encerrar a carreira em grande estilo, com um mega-concerto de rock documentado por Martin Scorcese e chamado "The Last Waltz", realizado em novembro 1976. O concerto contou com a participação de grandes nomes do rock e do blues á época: Neil Young, Eric Clapton, Ringo Starr, Dr.John, Muddy Waters, Bob Dylan, entre outros. Este show rendeu um álbum triplo, considerado um dos melhores discos ao vivo de todos os tempos.

domingo, 30 de março de 2008



1000 VISITAS TEM PRENDA

Mas depois explicam-me como se faz isto?


video

quinta-feira, 27 de março de 2008


E O QUE VÃO VER!!!!
Exitei em colocar aqui este faaaaabuuuuulooooooso site, que é um presente aos meus "olhadores", por terem sido ultrapassadas as 900 visitas. Em tão poucos dias é obra!!!!!
A minha hesitação deve-se ao facto de recear que o interesse deste site faça distrair a atenção dos visitantes á PETIÇÃO sobre o grave problema da PRAIA AZUL, que se encontra um pouco mais abaixo, no dia 26.
Então não se distraiam e depois de gozar as delícias turísticas do site, deem uma vista de olhos e assinem a petição, porque é uma luta justa de todos os Torreenses .
E agora ide viajar!!! E quando chegarem.......leiam a PETIÇÃO e se concordarem assinem!!!!
Um conselho-Podem utilizar o rato, mas com as setas de direcção controla-se melhor
BRUXO!!!!!!!
Dizia hoje, Octávio Teixeira, no programa da manhã da Antena Um, "Conselho Superior", a propósito de o Governo ir baixar 1% (!!!!!!!) o IVA (Imposto de Valor Acrescentado):
"Se houvesse eleições todos os anos, a vida dos portugueses seria bem melhor"

SER PROFESSOR

video

AINDA A INVASÃO DO KUWAIT
O Blogue “Impressões” , publica a tradução de um artigo de Stephen M. Walt e John J.Mearscheimer, publicado no site “Foreign Policy Archive”*** que confirma a “impressão” do Iraque ter invadido o Kuwait, com o beneplácito do governo americano.

«A decisão de Saddam de invadir o Kuwait foi em primeiro lugar uma tentativa de resolver a situação de contínua fragilidade do Iraque. A economia do Iraque, profundamente danificada pela sua Guerra contra o Irão, continuou a declinar após o fim da guerra. Uma das causas importantes para as dificuldades do Iraque foi a recusa de emprestar 10 biliões de dólares além da recusa de perdoar dívidas em que o Iraque incorreu durante a guerra Irão-Iraque. Saddam acreditava que o Iraque tinha direito a ajuda adicional porque o seu país tinha ajudado a proteger o Kuwait e os outros estados do Golfo do expansionismo iraniano. Para piorar a situação, o Kuwait excedia as quotas de produção fixadas pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo, o que fez descer os preços do petróleo e reduzir os lucros do petróleo iraquiano. Saddam tentou usar a diplomacia para solucionar o problema mas o Kuwait pouco ou nada cedeu. Como Karsh e o biógrafo de Hussein Inari Rautsi observaram, os kuwaitianos “suspeitaram que algumas concessões seriam necessárias mas estavam determinados a reduzi-las ao estritamente necessário”. Saddam decidiu-se alegadamente pela guerra algures em Julho de 1990, mas antes de enviar o seu exército para o Kuwait, sondou os Estados Unidos para saber como reagiriam. Numa entrevista agora famosa com o líder iraquiano, o embaixador dos Estados Unidos April Glaspie disse a Saddam, “Não temos opinião formada sobre os conflitos envolvendo países árabes, nomeadamente a vossa disputa de fronteiras com o Kuwait.” O Departamento de Estado americano tinha dito anteriormente a Saddam que “não temos compromissos especiais de defesa ou de segurança com o Kuwait.” Os Estados Unidos podem não ter tencionado dar ao Iraque uma luz verde, mas foi o que efectivamente fizeram.»

*** hhttp://www.foreignpolicy.com/story/cms.php?story_id=169

quarta-feira, 26 de março de 2008

PETIÇÃO A FAVOR DA PRAIA AZUL

A Praia Azul está em perigo!!!
Com o artíficio da criação de postos de trabalho, investidores pretendem a colaboração da Camara Municipal de Torres Vedras, para autorizar um complexo turístico, numa área de 150 hectares (o equivalente a 300 campos de futebol), que viola:
-Espaços Agrícolas (áreas agro-florestais e agrícolas especiais - RAN)
- Reserva Ecológica Nacional
- Rede Natura 2000
- Área de Enquadramento Paisagístico
Além disso, o terreno encontra-se igualmente abrangido pelo Plano de Ordenamento da Orla Costeira Mafra-Alcobaça, abrangendo as seguintes classificações de solo: - Área de Protecção Integral - Área Agrícola Especial
COLABORE NESTA LUTA - PARTICIPE - ASSINE A PETIÇÃO

http://www.petitiononline.com/praiazul/petition.html

terça-feira, 25 de março de 2008



Hoje trago ao vosso conhecimento a existência de uma revista electrónica que dá pelo nome ODiário.info.
Foi para mim uma surpresa e uma enorme alegria.
Surpresa, por já existir há pelo menos dois anos e eu não ter conhecimento.
Alegria, por aliado á saudosa lembrança de um antigo jornal a quem tão gratificantes recordações me ligam, descobrir que afinal, já há um órgão politicamente integro, plural e com o corpo redactorial fantástico, que preenche integralmente a lacuna que considerava existir deste lado da trincheira, onde estão todos os que se batem pelo fim da exploração do homem pelo homem e desejam proporcionar a toda a humanidade, uma vivência de paz e felicidade.
Termino com um veemente apelo : Por favor, divulguem ao máximo este órgão de informação, pois só no conhecimento da perspectiva correcta, se pode criar uma consciência justa e isso é obrigação de todos

O seu endereço electrónico é http://www.odiario.info/

segunda-feira, 24 de março de 2008


Depois de vos ter oferecido os ovos da Pascoa
Está na altura de oferecer hortaliça e "queijandos".
É "chato" mas tem de esperar um bocadinho e depois não esqueça clicar em F5.
Para mudar as imagens clicar na seta "da direita", na parte de baixo, á esquerda
http://juvenallucas.googlepages.com/PaisagensComestveis-P.pps
E depois da "refeição" anterior, um passeiozinho pelas montanhas, para fazer a digestão!
Sigam as instrucções do anterior e desta dou-lhe musica para melhorar o passeio e deixe que
as imagens passem por si..........para encantá-lo!!!!

domingo, 23 de março de 2008

MUSICA NO BLOGUE

A partir de agora há musica no Blogue
Para gozar em plenitude a musica que oferecemos, pode utilizar o ecran inteiro.
Para tanto basta clicar num dos videos que apresentamos no lado direito e depois de o YOUTUBE abrir, clicar no icone que está mais á direita, da parte inferior do ecran.

sábado, 22 de março de 2008



LÁ COMO CÁ...............MAUS GOVERNOS HÁ!!!!!

Na minha opinião.......

Quem se lixa é o mexilhão
Seja alemão ou inglês
Português ou francês
(Tenha pachorra para esperar um bocadinho que apareça a apresentação e depois clique em F5)
(Depois, quando for nas eleições........Pense nisto....e escolha bem......não se esqueça!!!!!)

http://juvenallucas.googlepages.com/3-comparatif-JL.pps

quarta-feira, 19 de março de 2008



Como estamos na Pascoa, este é ovo que ofereço

http://www.jibjab.com/sendables/view/0V6bArFKtqywRvqprP0d2Y9d


A grave crise económica e financeira mundial

A crise económica e financeira actual, é muitíssimo grave. Na realidade, esta crise é muito mais grave do que as instâncias oficiais e os “média”, querem fazer crer.
Os Estados Unidos da América, o dólar e a questão do petróleo, estão a arrastar a economia mundial para uma das mais graves crises por que passou o sistema capitalista.
A razão de fundo deste problema está no facto de há muito os Estados Unidos estarem a viver acima das suas possibilidades.
A questão dos “subprime” foi apenas o detonador.
Os “subprimes” são créditos hipotecários, que serviram á banca dos Estados Unidos quando tinha excesso de liquidez, para aliciar milhões de famílias americanas, oferecendo baixíssimas taxas de juro e reembolsos de longo prazo e muito pouco significativos, no inicio. Estas condições eram oferecidas até a clientes, quase insolventes
Compraram-se casas, carros, barcos e tudo aquilo que se desejava, num autêntico regabofe. Posteriormente com o progressivo aumento dos juros, associado às cláusulas de variabilidade e indexação que cobriam esses empréstimos, originaram a falência da imensa maioria dos endividados.
Outro dado significativo, para se compreender a natureza desta crise, prende-se com o seguinte:
Em consequência da 2ª Guerra Mundial, quando a libra inglesa deixou de ser a moeda de referência, os Estados Unidos da América, com o peso do seu enorme potencial económico, a sua gigantesca indústria transformadora, as enormes reservas de ouro existentes no Fort Knox, juntamente como facto de ser credor de todo o mundo, conseguem no chamado Acordo de Bretton Woods, estabelecer o dólar como moeda de Reserva Mundial.
No pós-guerra, ao abrigo do “Plano Marshall”, inunda a Europa com os chamados “euro-dólares”, a fim de financiar a sua recuperação.
Paralelamente, os países árabes acordaram que o dólar fosse a moeda suporte do mercado do petróleo, nascendo assim o “petro-dolar” .
Uma parte do petróleo e a totalidade da sua indústria transformadora, eram propriedade exclusiva das Multinacionais e do grande capital financeiro, representado pelos Bancos.
O conjunto destes dois factores económicos /financeiros, produziu uma enorme liquidez na Banca americana que mais se acentuou, após o aumento vertiginoso do petróleo que se verificou a partir de 1973.
Para aplicar esses excedentes e aproveitando o facto de países de África, América Latina e Ásia, que se terem tornado independentes e estarem carentes de capital para se desenvolverem, o Banco Mundial e o FMI propunham empréstimos com juros muito baixos e atraentes condições de pagamento.
Subjacentes a esses empréstimos estavam sempre cláusulas de variabilidade e indexação.
Essas cláusulas, quando foram aumentados os juros para sustentar o valor do dólar, passaram absorver a maior parte das receitas desses países.
Este fenómeno, particularmente grave, está na origem das dificuldades que esses países atravessam, em virtude da violentíssima escalada das taxas dos juros, impostas pelo Banco Mundial, o FMI ou Bancos Centrais.
Hoje, muitos desses países socorrem-se de novos e leoninos empréstimos, somente para reembolsarem esses empréstimos, em consequência dos quais estão reduzidos á fome e á miséria milhões de pessoas.
É evidente que a dimensão planetária desta exploração vai criar problemas sociais de natureza, dimensão e consequências, imprevisíveis.
Em 15 de Agosto de 1971, o então presidente Nixon suspendeu unilateralmente o Acordo de Breton Woods, o que quer dizer que, a partir daí, a Reserva Federal Americana passou a poder resolver o problema da liquidez, socorrendo-se da emissão de dólares, sem se preocupar com a respectiva cobertura em ouro.
Outra questão fundamental para explicar a crise que estamos a viver, tem a sua génese nas consequências do gigantesco comércio com os países asiáticos. Este fenómeno tem provocado reservas de dólares tão desmedidas, que países como a China, Japão, e as economias emergente do sueste asiático, nomeadamente Singapura, Hong Kong, Coreia do Sul, e até mesmo a Formosa, para evitar o superavit de dólares, se viram na necessidade de tomar medidas correctivas, a principal das quais, visando não prejudicar as exportações, utiliza o artificio de devolver á América os dólares, em troca de obrigações de tesouro, ficando como credores dessas gigantescas verbas
Se por hipótese, os bancos centrais asiáticos deixassem nesta altura de aceitar a moeda americana, esta cairia subitamente no mínimo 50 %, podendo até provocar o colapso dessa moeda e o fim do consumismo americano, com consequências sociais incalculáveis para os países exportadores e por arrasto para o resto do mundo.
Nestas circunstâncias levanta-se uma dúvida: até quando será possível prolongar esta situação?
Nos próximos anos o dólar vai continuar a cair e se a Reserva Federal Americana decidir subir as taxas de juro, mas se o fizer com demasiada rapidez, a economia americana entra em recessão.
Se mantiver as taxas de juro baixas, a inflação subirá a níveis incontroláveis.
Não menos preocupante, é saber até que ponto os Bancos Centrais terão capacidade e vontade de ajudar os americanos a saírem do sarilho em que estão metidos e a meter o resto do mundo.
Não há duvida que esse artifício ajuda a dificultar a faculdade que a Reserva Federal Americana tem de transformar quase indiscriminadamente, papel, em mercadorias e serviços.
Simbolicamente, poderíamos comparar esta situação, com a de um indivíduo que não tem emprego ou dependendo da produção de outros , para pagar as suas dividas, dê como garantia de pagamento o dinheiro que irá ganhar no casino.
As questões ligadas ao petróleo, também estão muito complicadas e são a outra face do problema.
Até há pouco, a versão oficial das razões que justificaram os Estados Unidos e a Inglaterra para invadir o Iraque, era a necessidade segundo uns, tirar Sadam Hussein do poder por ele ser um criminoso tirano, segundo outros, para se poderem apoderar do petróleo iraquiano.
Havia uma terceira versão que justificava a invasão, não por qualquer das razões atrás citadas, mas pelo facto de Sadam Hussein tencionarir criar uma Bolsa do Petróleo, para obrigar o seu pagamento não em dólares, como até aí, mas em euros e noutras moedas.
O tempo está a justificar que esta, de facto, foi a verdadeira razão e clarifica a facilidade com que uma medida destas, que apesar de ter sido tão condenada internacionalmente, aliciou os governos dos principais países capitalistas a acompanhar os americanos nesta monstruosa aventura.
São também as mesmíssimas razões que levaram o governo americano a considerar o Irão como fazendo parte do ”Eixo do Mal”, desencadeando uma terrível campanha contra este pais, com a falsa argumentação de que estão a fabricar a bomba atómica.
Os Estados Unidos procederam assim, para em desespero de causa, tentar evitar o desenvolvimento dessa medida, cujas consequências estão a levar o mundo capitalista a uma crise, que é certamente a maior que tiveram em toda a história da humanidade.
O problema agora é que não só o Irão criou mesmo a Bolsa do Petróleo e diversificou a moeda de pagamento, como também a Rússia já exige o pagamento do petróleo e do gás, em rublos.
Segue-se a OPEP (Organização dos Países Exportadores do Petróleo), a Venezuela, Indonésia e a própria super aliada dos Estados Unidos, a Arábia Saudita, que também já falam em exigir o pagamento do petróleo em Euros.
Os problemas do dólar não se ficam por aqui. A situação é tão grave, que se calcula que para os americanos poderem manter o seu estilo vida, são necessários 75% das poupanças de todo o mundo e dois biliões diários, para financiar o seu deficit.
Se atendermos que a China, a Rússia e a Índia, já começaram a diversificar também as reservas para Euros e metais preciosos e que as maiorias dos Bancos Centrais está sem liquidez, podemos concluir que definitivamente o dólar como moeda de referência está condenado.
O melhor sinal dessa realidade é verificar o desvio que o capital financeiro está a fazer na direcção do investimento em matérias-primas, tais como petróleo, cobre, café, cereais, etc.
O ouro que em 1970 valia 40 dólares a onça já está a mais de 1000 dólares a onça
Os grandes representantes do capital/financeiro, entre os quais George Soros, Warren Buffet (actualmente o homem mais rico do mundo) tem avisado sobre a queda do dólar e todos os seus investimentos são feitos tendo isso em conta, segundo afirmam.
Warren Buffet, confessou que com 72 anos nunca tinha negociado moeda. Resolveu faze-lo em 2003 e investiu 9 biliões de dólares em divisas estrangeiras. No primeiro semestre de 2004 ganhou 10 biliões de dólares, o que o tornou o homem mais rico do mundo, destronando o Bill Gates que tradicionalmente era o mais rico, segundo a revista Forbes.
Não queria terminar sem a conclusão lógica e talvez profética, que está aberta a Caixa de Pandora, que irá desenhar o futuro dos nossos filhos e netos.
Talvez esteja chegado o tempo das populações poderem construir aquele futuro que salvaguarde a sobrevivência da espécie humana, e corresponda finalmente ao estágio de evolução natural, em que a exploração do homem pelo homem, seja um pesadelo na memória do passado.

segunda-feira, 17 de março de 2008





PORTUGAL NO SEU MELHOR

Como irão ver não é preciso ir á Polinésia para ter imagens de sonho.
Aqui, pertinho de nós……..continentais, está um Portugal desconhecido e espantosamente bonito.
Reconheçamos que a Natureza foi pródiga connosco e que deve ser único no mundo, um país tão pequeno, ter paisagens tão belas e diversificadas.
Babe-se, por ser português e não se esqueça de exigir que o governo o trate bem !!!!!
Agora tenha um pouquinho de paciência, (depois de clicar no link ) a esperar por a apresentação do “power point” abrir, e vai ver que vale a pena.
Não se esqueça de clicar em F5 depois, para ter musica

sábado, 15 de março de 2008




EU ESTOU DE ACORDO

Soube hoje que há uma forte hipótese de o Partido Comunista Português se apresentar, no conjunto dos próximos actos eleitorais, sem ser na forma habitual de coligação CDU.
Eu estou de acordo
Eu estou de acordo e desde já confesso que senti um frémito de emoção e uma vontade imensa de levantar o punho fechado e gritar P….C……P!!!. P…….C…….P!!!.
Acontece que de imediato me lembrei de que estava a ser injusto para com as forças que empenhadamente tem participado em coligações com o Partido e das duras condições em que a maioria das vezes o tinha feito.
Que me perdoem esses camaradas o meu reflexo, mas ele não significa menos apreço e compreensão pelo precioso empenhamento que sempre constituiu a sua colaboração, mas reflecte sim, o enorme significado que acho ter o facto de a Direcção do meu Partido admitir que “já”poderemos dar esse pequeno passo.
Se isso se concretizar, tenho a certeza que será fruto de negociações leais e concertadas entre o meu Partido e as forças que habitualmente constituíam a coligação CDU e terão sempre em vista em primeiro lugar o desenvolvimento da luta política, na defesa dos superiores interesses dos portugueses.
Não tenho dúvidas de que, sendo uma decisão aparentemente complexa, se reveste de um significado histórico e constitui uma relevante alteração na correlação das forças políticas.
Fica assim o PCP liberto para, com a pureza do seu programa e a sua natureza de classe, poder exprimir sem nenhum constrangimento a alegria de defrontar os seus adversários com a total fidelidade às suas convicções.
Nós precisamos de ser autênticos, porque nos é atávico. Sempre que isso foi possível, a adesão dos militantes foi excepcional, o que sempre despertou um natural e intenso sentimento de inveja nos nossos adversários.
Peçam sacrifícios aos comunistas, mas deixem-nos ser autênticos.
Que felicidade, que alegria, poder gritar e agir como nós somos, sem constrangimento de qualquer espécie
É verdade que esta decisão não diminuirá as dificuldades que se nos irão deparar, antes pelo contrário, mas de certeza que iremos enfrentá-las com maior disponibilidade e assumindo, em total unidade, todas as consequências e responsabilidades que tal decisão acarreta.
Pelo meu lado, embora caminhando a passos largos para ter de trespassar aos jovens a bandeira da nossa luta, pois a idade não perdoa, resta-me a enorme alegria de poder dizer a esses jovens que despontam para a luta:
Camaradas, é uma honra fazer parte deste Partido que, pela sua coerência exemplar no passado e no presente, se tornou uma referência não só para Portugal mas também para o resto do mundo.
Camaradas, que belo e que orgulho é ser-se comunista.

AINDA A PROPÓSITO DE GABRIEL GARCIA MARQUEZ

O MEU PEDIDO DE DESCULPA

Uma querida amiga, escreveu-me a informar que o poema que atribui a Gabriel Garcia Marquez e que reproduzi neste Blogue integrado numa apresentação em "Power point", um pouco mais abaixo, era uma fraude.
Esclarecia-me essa amiga: "É um abuso dos catequistas em versão new age, que aproveitaram o nome de uma lenda tão consensual como ele. Fui espreitar ao Google e confirmei que se trata de um boato que correu em 1999.
Este mundo está cheio de armadilhas, ainda que com as vestes mais nobres"…
Concordo inteiramente com esta minha amiga.
Parece que afinal o texto é de um tal "Johnny Welch" segundo informa o Google.
Fica-me a lição e a necessidade de pedir desculpa, a quem por ter confiado em mim, acreditou naquela mentira e talvez se tenha emocionado tanto como eu.


Podia, como toda a música
que vestes,
saber-te o milagre inteiro.

Podia, podia, podia,
mas a última vontade
será fazer parte
do que tens sempre de céu
em cada dia.

(Miguel Martins)


sexta-feira, 14 de março de 2008

ALGUÉM QUE NUNCA TE ESQUECE

Quando recebi este "Power point", fiquei muito desconfiado!!!!!
Depois de o abrir.......rendi-me á evidência......Tem toda a razão.
Rendo-me!!!!!!

(Para ouvir com música clicar em F5 , depois clicar na seta da direita que se encontra no fim da página á esquerda, sempre que queira mudar de imagem)

http://juvenallucas.googlepages.com/Algumquenuncateesquece-P.pps

quinta-feira, 13 de março de 2008



NÃO DÁ PARA ACREDITAR

A capa da revista de Turismo e Negócios que publico abaixo, tem larga circulação no Brasil.
Não há comentários possiveis a tanta asneira junta e a tanta ignorância.
Na realidade não dá para acreditar!!!!
Vejam e comecem desde já a aprender espanhol, porque pelo caminho que as coisas estão a tomar em Portugal, há algo de profético neste conselho.

quarta-feira, 12 de março de 2008

terça-feira, 11 de março de 2008

A NOSSA UTOPIA

LEMBRANDO A DESPEDIDA DE GABRIEL GARCIA MARQUES

Quando vemos uma obra-prima como esta, só em lágrimas de
deslumbramento, se pode exprimir o que nos vai na alma.
Quando ao fascínio da musica, se junta o prodígio de um texto genial ,
comove-me pensar que visitei a utopia.

Clique no link e quando começar a apresentação, deixe fluir a musica
a seu belo prazer, gozando esses momentos de felicidade e rara
beleza.

(Para mudar a imagem, clicar na seta da direita, que fica na parte baixa do ecran do lado esquerdo )
http://juvenallucas.googlepages.com/GabrielGarciaMarques-Despedida-JH.zip

segunda-feira, 10 de março de 2008

A VINGANÇA DO CAVALO

Para ser mais util a "função" do cavalo, devia estar a Ministra da Educação no lugar da "brasa".

Clique no link ........ e faça-se justiça!!!!

http://rd3.videos.sapo.pt/play?file=http://rd3.videos.sapo.pt/l1Sbs5iCWmVIi7n6bG7l/mov/1

UMA POLÍTICA DA TRETA

lº - Clique no Link
2º - Espera um pouco e quando aparecer uma janela, clica em "só leitura".
3º - Clica em F5, para ouvires com musica e em ecran inteiro

http://juvenallucas.googlepages.com/Diplomex-JH.pps

87º ANIVERSÁRIO DO PCP

A pensar nas lutas que estamos a travar e nas que temos pela frente, depois de cantar o segundo verso, dos "Parabens a você" terminaria como Ary dos Santos disse:


E a cada novo assalto
cada escalada fascista
subirá sempre mais alto
a bandeira comunista


http://juvenallucas.googlepages.com/ParabensAVoce-PortugueseHappyBirthda.mp3

sábado, 8 de março de 2008

A ARTE E BELEZA NO "POWER POINT"

Esta é a 1ª prenda que ofereço por ter visitado este blogue.
Goze o prazer desta apresentação com musica.
1º - Clique sobre o endereço, para abrir
2º - Clique em F5, para ver em ecran inteiro e com música

http://juvenallucas.googlepages.com/water-2007-JH.pps

quinta-feira, 6 de março de 2008

PORQUE "JÁ" NÃO SOU CRISTÃO

De alguém que não conheço pessoalmente, recebi a imagem do Papa João Paulo II e da Madre Teresa de Calcutá, acompanhada de uma oração e da solicitação para manter a "corrente".
A minha resposta, trancrevo-a a seguir, porque julgo ter algum interesse, na medida em que reflete no binómio religião/politica, a versão da minha evolução.


Você é um dos onze, viu?

Escolhi 11 pessoas que tocaram minha vida e que eu acho que gostariam de receber este e-mail. Por favor, mande de volta para mim (você verá por que). Se acaso você não sabe, Santa Teresa é conhecida como a santa dos pequenos caminhos, o que significa que ela acreditava que deveria fazer as pequenas coisas da vida sempre bem e com amor. Ela também é a padroeira dos floristas. Ela é representada pelas rosas.
Que todas as pessoas que receberem esta mensagem sejam abençoadas. A prece de madre Teresa não pode ser apagada. Lembre-se de fazer um pedido antes de ler a prece. É somente isso que você tem que fazer. Depois mande esta mensagem para 11 pessoas e veja o que acontecerá no quarto dia. Desculpe-me por você ter que encaminhar a mensagem, mas tente não quebrar esta corrente, por favor. Oração é um dos melhores presentes que podemos receber.
Prece de Santa Teresa:

Que a paz esteja dentro de você hoje.
Que você creia estar exatamente onde você deve estar.
Que você acredite nas infinitas possibilidades que nascem do destino.
Que você usufrua as graças que recebeu e passe adiante o amor que lhe foi dado.
Que você seja feliz sabendo que é um filho de Deus.
Que você deixe a presença de Deus entrar em teu corpo e permita à tua alma a liberdade de cantar, dançar, orgulhar-se e amar.
Ele está lá, para cada um de nós.
Agora mande esta prece para 11 pessoas e não se esqueça de me mandar de volta também. Você verá por que!



A MINHA RESPOSTA

Amiga………se me permite!!

À inteligência do homem se deve o computador e podermos contactar com esta fantástica facilidade.
E porque somos de uma forma geral seres inteligentes, ao ler a mensagem que me enviou há pouco confesso que fiquei um pouco perplexo e preocupado. Explico porquê:
Tenho-lhe enviado alguns materiais que me tem chegado por duas ordens de razões: ou por terem interesse jornalístico ou por terem interesse cultural.
É evidente que este meu julgamento é muito subjectivo mas fico de consciência tranquila porque é o seu critério que influencia e determina o valor da sua utilidade.
Eu não tenho o prazer de a conhecer pessoalmente.
Para mim valorizo o facto de ser jornalista e certamente estará atenta a tudo o que se passa à sua volta.
No campo político, génese da razão do nosso contacto, ficou claro, certamente, que sou comunista.
Como tal sofro pelo facto de não termos, de uma forma geral, a mesma facilidade que os outros partidos têm de chegar aos meios de comunicação social.
É evidente que não descuramos, ou pelo menos não devemos descurar, qualquer janela de oportunidade que nos apareça para transmitir a nossa mensagem ou a nossa maneira de ver o mundo e a sua problemática.
Foi este raciocínio que presidiu sempre á minha intenção.
Se alguma vez não foi assim interpretado deve-se certamente á má avaliação que fiz do seu interesse ou por lapso na avaliação da sua substância.
Serei o primeiro a pedir-lhe desculpa se, por ventura, no entusiasmo da defesa dos meus ideais, alguma vez belisquei os seus sentimentos.
Acredite que nunca seria essa a minha intenção, antes pelo contrário.
É ao mais profundo respeito pelo próximo, à luta pelos seus direitos e pela sua dignidade, que vou buscar os argumentos que enchem a minha alma de alegria por estar deste lado da trincheira.
Não nasci comunista.
Fiz-me comunista quando, nas duras lutas que a vida me proporcionou, descobri que esta teoria política, pela sua filosofia e conteúdo científico, correspondia integralmente ao meu projecto de vida.
Tenho a certeza de que corresponde também ao que o Deus que senhora admira-penso eu-reservou para a humanidade, de forma a atingir a paz e a felicidade.
Acreditar ou não acreditar em Deus não resolve nenhum dos problemas com que se debate a humanidade.
Pertence ao foro íntimo de cada um e deve ser absolutamente respeitado.
Para não lhe deixar nenhuma dúvida da minha sinceridade vou-lhe contar dois episódios que marcaram a minha infância.
Minha mãe foi uma das primeiras miraculadas de Fátima.
Já li um referência a esse fenómeno no seu jornal, num artigo do senhor Manuel Jorge.
Pode também ler o relato oficial da Igreja no livro "Os Episódios Maravilhosos de Fátima", autorizado a ser publicado por D.José, Bispo de Leiria, em 13 de Dezembro de 1927 (página 301 a 307 ).
Eu próprio, num entusiasmo místico que antecedeu a minha comunhão solene, vi nitidamente a imagem do Sagrado Coração de Jesus a rir para mim.
Hoje não tenho a crença da minha juventude e até invejo quem a mantém, pois isso facilita imenso a vida.
Quem vive a doutrina da Igreja encontra na caridade uma solução fácil para a consciência, no que diz respeito aos problemas materiais.
No que diz respeito á mensagem de Cristo, já a questão é mais complexa e difícil, porque na relação de forças entre os que produzem os bens que usufruímos e os donos dos meios de produção, sempre foram criados grandes problema à humanidade.
A forma como politicamente se tem procurado disfarçar esse dilema tem sido, desde tempos imemoriais, a consigna "Sempre houve ricos e pobres".
Isso, de facto, é verdade. O problema é que cada vez os ricos ficaram mais ricos e os pobres aumentaram exponencialmente a cada rico que foi criado.
A esta problemática a Igreja tentou responder a partir da encíclica "Rerum novarum" com doutrina socialmente correctiva, baseada na convicção de que essa Carta Apostólica seria suficiente para rectificar os erros e exageros de que enfermava a actividade económica e social.
Quando após a adolescência tomei consciência do mundo que me rodeava, procurei outras respostas a esse desiderato por achar que esta solução era paradoxalmente frágil.
O comunismo apareceu como uma via que respondia de forma mais concreta.
Era a resposta que, para além do indivíduo visto isoladamente, procurava a resolução dos problemas numa perspectiva colectiva tal como acontecia no Cristianismo primitivo.
Lembro que esta razão constituiu no seu tempo um trunfo fundamental para o seu enorme desenvolvimento e rápida proliferação.
Creio e acredito que a doutrina social da Igreja está cheia de boas intenções mas, como reza o ditado popular, "de boas intenções.....!!!! "
Talvez seja a diferença entre mim, no dia de hoje, e aquele jovem que, com a influência de um padre que idolatrava, viu o "Tal" sorriso.
Vem tudo isto a propósito da oração que me mandou e de que eu agradeço a intenção que lhe julgo estar subjacente, atribuindo outra qualquer ao simples facto de não nos conhecermos e dada a originalidade da circunstância serem permitidas todas as conjecturas.
Na sua mensagem atribui-me o nº onze com a obrigação de não quebrar a corrente.
Infelizmente, como já deve ter percebido, vai ter de arranjar outra pessoa para que esta não se quebre.
Na sua mensagem consta um retrato da recepção que o Papa João Paulo II fez á freira Madre Teresa de Calcutá.
Teria preferido ver a freira com o Papa João XXIII, que quanto a mim representou muito melhor aquele Cristo, cujo valores continuam na minha alma e de cuja imagem e mensagem tantos abusos se tem feito. O Papa João Paulo II teve na sua acção, como a história há-de reconhecer, um comportamento politico extremamente negativo.
Por outro lado, como deve saber, apesar das dúvidas religiosas que teve, Madre Teresa soube ultrapassá-las e resolveu consagrar-se a ajudar o próximo, humildemente, com todas as forças que estavam ao seu alcance.
Nós, comunistas, também com as forças que temos procuramos ajudar o próximo.
Nós, comunistas, também lutamos pela felicidade de toda a humanidade.
Nós, porque somos comunistas, encontramos no colectivo e na análise científica da vida a inspiração para a prática dessas virtudes, em harmonia com a dialéctica da Natureza.
Tal é o horizonte inspirador da nossa acção.
Tal foi o do aparecimento, em tempos idos, de Cristo, Maomé, Buda, Confúcio etc., etc.
Esperando a sua compreensão
Despeço-me
Juvenal

quarta-feira, 5 de março de 2008

QUEM SERÁ?

Baixa, de olhos ruins, amarelenta,
Usando só de raiva e de impostura,
Triste de facha, o mesmo de figura,
Um mar de fel, malvada e quezilenta

Arzinho confrangido que atormenta,
Sempre infeliz e de má catadura,
Mui perto de perder a compostura,
É cruel, mentirosa e rabugenta.

Rosto fechado, o gesto de fuinha,
Voz de lamento e ar de coitadinha,
Com pinta de raposa assustadinha,
É só veneno, a ditadorazinha.

Se não sabes quem é, dou-te uma pista:
Prepotente, mui gélida e sinistra,
Amarga, matreira e intriguista,
Abusa do poder... e é MINISTRA.

segunda-feira, 3 de março de 2008

DO POETA PEDRO LUCAS

ESTÁTUA(poema vertical)
Alta.
Nua.
Esguia.
Figura.
Os olhos.
Presos.
Na sua.
Transparência.
Insinua.
A lua.
Sua loucura.
A alma deixa.
Branqueada.
Extasiada.
Invertebrada.
Tanta brancura.
Redime.
Liberta.
Salva.
Sua candura.
Transforma.
Vazio.
Nasceria.
O dia.
Sem esta estátua.
E os soluços.
Desta miragem.
Tão branda.
Tão branca.
Que fica quase.
A ser.
A única.
Viagem.





No jornal BADALADAS

Um extrato do artigo de Fernando Miguel, com este titulo esclarecedor :

Saúde é filão a explorar pelo Oeste
Nas Caldas da Rainha, Daniel Bessa defende nova teoria económica

Este ex-ministro da economia afirmou "com toda a convicção" :
Hoje já é possível realizar uma operação ás coronárias num determinado hospital e colocar o doente quase de imediato num helicóptero, fazendo-o deslocar para outro tipo de unidade de saúde de recobro e recuperação, onde ele irá terá sua disposição todo um conjunto de serviços de qualidade nos cuidados que ainda carece".

Que a saúde era um filão para a Direita, já todos sabíamos, o que não sabíamos é que o "Professor" Bessa, era um contador de anedotas.
Eu sempre achei que havia um "s" a mais e um "t" a menos, no nome da criatura.
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Agora que Portugal se prepara para reconhecer a independência do Kosovo, eis o que diz Milan Rados Radenic sobre o que é este pretenso "novo" pais:

P:E o futuro do Kosovo?


MR:Aquilo é um território pequeno, pobre, muito atrasado, uma organização social parecida com o século XIX, 60 por cento são desempregados... aquilo é pior do que Timor-Leste. Vemos o que se passa em Timor independente. O Kosovo é pior. Economicamente...


P:Então o que espera que aconteça?


MR:Aquilo vai ser um território que depende dos EUA e nada mais. Um protectorado dos EUA. Aliás, já é. Os EUA construíram lá o maior aeroporto militar que têm na Europa, perto da capital. Durante todo o conflito após a guerra fria durante os anos 90, a Sérvia foi considerada como uma parte da Rússia. Um erro gravíssimo dos EUA, como já se provou. Desencadeou lá conflitos desnecessários. A guerra de 99 foi absolutamente desnecessária. Foi inventada para desviar atenções de problemas internos dos EUA. Não há outra razão.
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- Do
Jornal de Negócios

- As acções americanas seguiam em queda acentuada, depois da UBS ter estimado que o sector financeiro deverá registar novas perdas relacionadas com o mercado de crédito que poderão ascender a 600 mil milhões de dólares. O Dow Jones caía 1,36% e o

- Nasdaq descia 1,20%.As bolsas norte-americanas têm apresentado uma tendência negativa depois dos dados económicos acentuarem a perspectiva de uma recessão económica nos EUA.

- Disse Belmiro de Azevedo que os bancos, "para garantirem lucros, aumentam preços prejudicando o cliente, que é o mesmo que o Estado faz quando não tem dinheiro e aumenta impostos".
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
- BUFFET- Dono da cadeia Wal-Mart e um dos 3 homens mais ricos do mundo afirma:
No sistema de Segurança Social do Governo Federal, existe numa "bolha" que está prestes a rebentar.
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
- A Rádio Renascença vai abrir uma nova estação de rádio. Uma estação dedicada aos estratos etários entre 55 e 75 anos. Pergunta-se como, se não há espectro radioeléctrico, como é que isso vai acontecer?-


Como?- Vai acontecer com a compra de rádios locais por parte da Renascença. E vai fazer uma cadeia com essas rádios.


- O que foi sempre impedido à TSF, por exemplo.


- Evidentemente. Mas o engraçado disto é que isso é impedido pela lei. A lei impede que as rádios locais façam cadeia entre elas. A lei impede que o mesmo programa esteja em difusão por um conjunto de estações e tudo isso vai ser permitido.


- O que é vai mudar com essa nova estação?


- Isto vai significar uma perda de um património interessante e importante. Isto é, não vou dizer que não haverá mais rádios locais, mas vou dizer com uma grande segurança que uma boa parte das rádios locais desaparece, morre. Tiveram sempre uma vida difícil e a maior parte das rádios locais vai ser integrada na Renascença.


- Canibalizada?


- Exactamente. E por isso vamos ter poucas rádios locais. O que eu acho que é uma grande perda. As rádios locais não são rádios tecnicamente avançadas, não são rádios com grande qualidade, mas são rádios que fazem um papel insubstituível em cada zona, em cada região. Não nem damos por elas. Estamos aqui em Lisboa, nem vemos isso acontecer.


- Só se dá por elas em viagem.


- Só em viagem é que se dá por isso. Mas elas servem pequenos núcleos de público, fazem debates sobre as suas questões regionais e, parecendo que não, isto tem uma grande importância, sobretudo quando se discute o poder local. Claro que houve uma parte das rádios locais que se deixou tomar pelos poderes das câmaras. Todas essas perversões aconteceram, mas o que do meu ponto de vista era acertado era apoiar as rádios locais. Era dar-lhes algum apoio, era encontrar formas de as ajudar para poderem existir e não matá-las. Acho que isso vai ser uma grande perda.


- É um regresso ao passado?


- Exacto. E depois acho que a RDP tem redes de frequência subaproveitadas. A Renascença tem praticamente as mesmas redes que a RDP, redes nacionais, tem várias redes nacionais, que também acho que vão ficar subaproveitadas. Em vez de se jogar um jogo aberto, claro, com a possibilidade de haver mais estações nacionais, faz-se isto. - A Rádio Renascença vai abrir uma nova estação de rádio. Uma estação dedicada aos estratos etários entre 55 e 75 anos. Pergunta-se como, se não há espectro radioeléctrico, como é que isso vai acontecer?


- Não deixa de ser irónico, porque o ministro da Comunicação Social anda a preparar uma lei contra a concentração.


- Eu confesso que tenho, em relação a este ministro, a pior das impressões. Já o manifestei publicamente. Provavelmente fará bem o seu trabalho como ministro dos Assuntos Parlamentares, como ministro da Comunicação Social é um incompetente, não sabe o que anda ali a fazer.


- Já o manifestou em diversas ocasiões.


- Em diversas ocasiões teve oportunidade de mostrar e de provar que não sabe o que está a fazer.


- Não acha que tem alguns tiques de autoritarismo?


- Eu também acho que tem alguns tiques de autoritarismo. Tem pelo menos, se não tiques de autoritarismo, uma atitude muito arrogante. Fala de cátedra, fala como se porventura possuísse grandes conhecimentos neste domínio e nesta matéria. Eu acho que é um ignorante nestas coisas, tem feito grandes asneiras, tem adoptado soluções muito erradas nesta matéria.


- Como a Entidade Reguladora para a Comunicação Social?


- A sucedânea da Alta Autoridade para a Comunicação Social. Ele não teve a coragem de eliminar o vício da indicação de pessoas que são comissários políticos.
- É quase uma sina.


- Olhe, eu lembro-me perfeitamente de ter tido no Centro Nacional de Cultura uma discussão em público, um debate em público, em que dirigentes importantes do PS, numa altura em que se discutia as rádios locais, defendiam a nacionalização da Renascença e nunca a abertura de novas estações de rádio. Depois, quando se tratou da televisão, não foi o PS que avançou com esse processo, não teve a coragem e o orgulho de abrir novas estações de televisões.
-E a ERC monitoriza as televisões.


- A ERC é uma espécie de ASAE das televisões. Mas, com toda a franqueza, eles podem fazer esse exercício mas nenhum deles esteve em funções de responsabilidade em televisão e em rádio. Enfim, são pessoas que estiveram nos últimos quinze anos envolvidos em tarefas de comissariado político.


.






QUINTA DAS LÁGRIMAS

.




Hoje, 7 horas da manhã, programa de João Gobern “Pano para mangas”.

Diz LUIS FILIPE MENEZES, o gaiano autarca:

Há um paradoxo! Da mesma maneira que o PSD ainda não merece, mas vai merecer, ser Governo, o PS já não merece ser Governo.

Sobre esta tonitruante afirmação, reflecte incrédulo o João Gobern:

Se o Partido do Governo, não merece ser governo, mas o Partido da oposição também não, ficam duas questões:

Quem merece ser o Governo que o país merece?

E se partidos com vocação de poder não merecem ser Governo, será que merecem ser Partidos? Gobern termina assim a sua reflexão:

“São dilemas que nos remetem para o campo da ciência política e para o terreno da duvida metódica e talvez mereçam ser estudados, assim que nos acabarmos de rir”.

.


Quando acabei de ouvir esta crónica fiquei a pensar: porque não teria nenhuma vontade de rir.???