Mensagem

Mensagem

domingo, 31 de julho de 2011


O CASO DA DÍVIDA AMERICANA

A fantochada dos republicanos estarem a armados em “maus” a fingir que não vão autorizar o Governo Democrático a aumentar o tecto da dívida, é absolutamente ridículo.
Hollywood transferiu-se para Washington, para numa coboyada em 31 partes, semelhante às que na minha juventude se projectava no velho Coliseu dos Recreios e que se repartiam em duas semanas de 15 partes cada.
Na segunda semana, tínhamos inicialmente um pequeno resumo das primeiras 15, para os espectadores se integrarem na história.
As cavalgadas, com passagem pelos mesmos cenários vezes sem conta, dava lugar a castiços impropérios de protesto dos espectadores.
É o que está a acontecer com o actual espectáculo do Congresso americano.
Obama, na versão actualizada do Tim Mcoy, herói idolatrado das fitas de cowboys do meu tempo, a correr á desfilada, até ao dia 2 de Agosto, dia em que salva a sua dama, por acordo com os bandidos republicanos, que finalmente cedem a autorização, sob a mira das justiceiras pistolas do Obanal herói.
Entretanto, quando no calor das cavalgadas, os bandidos emboscados, queriam á traição matar o herói, havia sempre uns espectadores que gritavam para o ecrã, “é pá….olha que está atrás da ti... ou da casa, consoante as circunstâncias…e o herói acabava sempre por escapar, matando todos os bandidos com dezenas de tiros de revolver com cinco balas, que miraculosamente nunca era recarregado, terminando num mimodramático beijo na sua amada e a palavra FIM num “plongée” fundindo a negro, enquanto a cortina corria, garantido que nada mais havia para ver, ao fim daquela aventurosas 6 horasde projecção.

Assim está a política americana, para os papalvos de todo o mundo verem!!!


O enredo desta nova “coboyada” é semelhante.
O equivalente á segunda parte (final) tem lugar no dia 2 de Agosto, para manter a “Suspense”.
Teremos ocasião de ver, não o Obamal herói beijar a sua Michelle, num “Fundido Encadeado”, mas num “Travelling, começarmos a ver as impressoras da Reserva Federal a desfilarem os milhões de cédulas verdinhas que o Congresso afinal aceitou lançar no mercado, para cobrir os 200.000 milhões de dólares de déficit diário a acrescentar aos 16 triliões contabilizados (fora o resto que anda em circulação ilegal e se presume ser 4 vezes mais!!!)
Numa “Cortina Vertical” Sarcozy sentado ao colo da senhora Merkel num Himalaia de Euros, vêem aproximar a onda gigante de um tsunami de triliões e triliões de dólares , que ameaçam afogar o mundo, tendo como som de fundo uma sinistra gargalhada dos sete membros, do Conselho de Administração da Reserva Federal.

DE FACTO O DÓLAR É A MOEDA

DOS ESTADOS UNIDOS E O

PROBLEMA DO MUNDO

VAMOS AJUDAR (MAIS UMA VEZ) OS NOSSOS LEITORES A FAZER UMA IDEIA DO QUE É UM TRILIÃO DE DÓLARES...SÓ PARA IMAGINAR O TRABALHÃO QUE OS AMERICANOS TÊM PARA OS IMPRIMIR!!!
.
ISTO SÃO 100 DÓLARES











.
.
ISTO SÃO 10.000 DÓLARES










.
.
ISTO SÃO 100.000 DÓLARES














.
.
ISTO É UM MILHÃO DE DÓLARES













.
.
ISTO É UM BILIÃO DE DÓLARES













.
.
ISTO É QUE É UM TRILIÃO DE DÓLARES!!!


VEJA A DIMENSÃO DO HOMENZINHO DE ENCARNADO, QUE SE CALHAR ANDOU A ARRUMAR ESTA PAPELADA TODA!!!


















sexta-feira, 29 de julho de 2011

UMA CURIOSIDADE CIENTÍFICA

Esta experiência com origem na Universidade de Harvard, utiliza 15 pêndulos, de comprimentos diferentes e crescentes, aos quais imprime um movimento oscilatório sincronizado e partindo de uma posição estacionária, rigorosamente igual.


“O período de um ciclo completo da oscilação é de 60 segundos.

O comprimento do pêndulo maior foi ajustado de modo que ele executa 51 oscilações no período de 60 segundos.

O comprimento de cada pêndulo, sequencialmente menor, é cuidadosamente ajustado de forma que ele executa uma oscilação adicional nesse período.

Assim, o 15º pêndulo (o menor) executa 65 oscilações.

Os 15 pêndulos, que iniciam as oscilações ao mesmo tempo, depressa deixam de estar em sincronia.

No entanto, após 60 segundos de oscilações, todos eles estarão de volta à sincronia, prontos para repetir a dança.”

RECOMENDAMOS QUE VEJA EM ECRÃ INTEIRO.

PARA TANTO BASTA CLICAR NO QUADRADO DO VÍDEO

QUE TEM UMA SETA NO CANTO INFERIOR ESQUERDO

NESTE LINK

quinta-feira, 28 de julho de 2011

A EUROPA FECHADA

O primeiro texto que colocámos hoje no Blogue, “GUINÉ EQUATORIAL, UM APELO, UM GRITO DE REVOLTA,UMA REALIDADE INACREDITÁVEL!” é o impressionante relato do drama da Guiné Equatorial, a propósito de um “power point” que abordava a exploração a que está sujeito aquele desgraçado povo.
O relato dessa ignomínia, trouxe á nossa memória o caso dos africanos que forçam a entrada clandestina na Europa, arriscando e perdendo muitas vezes a vida.
Estes casos têm a virtude de chamar a atenção dos cidadãos europeus, para os múltiplos déspotas que governam países daquele continente e que não se perturbam sequer, por estarem a colocar na absoluta miséria e a matar á fome os seus concidadãos .
E a Europa vai assobiando para o lado e aproveitando o saque da maior parte deste obsceno negócio.
A apresentação que se segue, é a nossa singela homenagem, aos que arriscam a vida para ter uma existência mais digna, num mundo padrasto para esses africanos.



NESTE LINK
ESTAMOS A SER ENGANADOS

O QUE ESTÁ EM CAUSA É UMA REDISTRIBUIÇÃO DA RIQUEZA

O RENDIMENTO ESTÁ A SER TRANSFERIDO DOS QUE MENOS TÊM,
PARA OS POUCOS....QUE TÊM MUITO!!!


GUINÉ EQUATORIAL

UM APELO, UM GRITO DE REVOLTA,
UMA REALIDADE INACREDITÁVEL!!!!


Acabo de ter acesso a um “power point” sobre a Guiné Equatorial.
Apesar de algumas imagens serem datadas de 2003, ainda li há pouco a propósito do Presidente Obama, que este tinha uma política dedicada ao reforço da "cooperação e amizade" com o governo do presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Obiang Nguema Mbasogo
A minha indignação, perante o relatado, não tem palavras que a possam traduzir e independentemente desta apresentação não ser actual, todos os indicadores consultados, dão a situação numa evolução negativa quase constante, em todos os índices que se analisem.
Não posso deixar de referir, como termo de comparação, que todas as reclamações justíssimas que fazemos sobre a corrupção que campeia em Portugal, a exploração a que são sujeitos os trabalhadores, a sobrevivência desesperada dos nossos reformados, as angústias de quem tem de recorrer aos serviços de saúde, o destino a que condenam a nossa juventude, com uma educação plena de deficiências, tudo isto que desclassifica, envilece e devia envergonhar e condenar os nossos governantes, ao pé do que se passa na Guiné Equatorial, potencia em nós uma angústia, que está na margem da raiva, por tão pouco ou nada podemos fazer, além de denunciar a tempestade civilizacional que a humanidade precisa.
É que corremos o risco, de dentro de alguns anos, sermos nós, portugueses…europeus…cidadãos do mundo….Igualmente vítimas e espectadores de situações semelhantes, se ingenuamente continuarmos a pensar, que o Capitalismo não está a evoluir para universalizar o seu tirânico despotismo.
Ainda me lembro de tempos atrás ter ficado surpreendido pelo facto da Guiné Equatorial ter pedido a sua admissão na CPLP, onde foi aceite como membro observador, sabendo que há pouco renovou o seu pedido de integração, pedido esse que foi rejeitado e sugerido que continuasse com reformas internas, para então poder ser admitida.
A minha perplexidade nasce do facto de julgar que nesse país, por ter sido uma colónia espanhola, se fala o espanhol (repare-se no destaque que no power point dá ao facto de todas as crianças terem as brincadeiras escolares e vocabulário, inclusive o vernáculo, igual aos espanhóis!) e só perante a condição prévia obrigatória para poder entrar, foi declarada como artifíciosamente “terceira” língua oficial o português, sendo o francês a segunda.
Na realidade nada faz crer que alguém esteja de facto a aprender português, como se pode constatar no fim da noticia do
Observatório da Lingua Portuguesa.
Perguntamos nós, o que têm então de comum connosco, a não ser ter sido descoberta em 1471 por Fernando Pó, facto que fui obrigado a memorizar quando fiz a 4ª classe e que sei ter sido posteriormente oferecida a Espanha, talvez como prenda de casamento, juntamente com o anel de noivado e um camafeu com o retrato da prometida.
A pergunta que se impõe, sem ironia, é porquê?
A resposta estará certamente no petrolífero segredo dos Deuses, e na recusada garantia da França se prestar a aparentemente dar guarida ou apoio internacional, mas á falta de palmadinhas nas costas do superactivo presidente, é que certamente Obiang, não se irá queixar!
Por outro lado, se CPLP, quer dizer Comunidade dos Países de Lingua Portuguesa e se lá se fala espanhol correntemente, não será uma expressão da nossa subserviência, a admissão deste país como membro pleno dessa comunidade.
Verdadeiramente só consigo encontrar uma resposta, que nos é favorável….
Se a maior parte dos figurões da política internacional, aparecem a apertar o “bacalhau” a sua Exª. o Presidente Teodoro Obiang Nguema Mbasogo, como por exemplo o ex-Secretário Geral da ONU, Kofi Annan, passando pelo Presidente francês Nicolas Sarkozy, o ex-Presidente do Conselho José María Aznar, ou o actual José Luis Rodríguez Zapatero, pela ex-Secretária de Estado Condoleezza Rice , que ainda há pouco brindou o seu entusiasmo pela morte de Bin Laden, definindo essa operação militar como "uma boa história de continuidade entre duas presidências". (Alguém tem duvidas que Obama é o escolhido continuador de Bush???) .
Só lá faltava para juntar à galeria de bajuladores dos tiranos, o nosso empertigado Cavacal Presidente, com o nó de gravata mais perfeito de todos os políticos conhecidos, a cumprimentar aquele facínora, fornecedor de petróleo e madeiras exóticas que de tanto roubar, é considerado pela revista Forbes, o 8º homem mais rico do mundo.
Profetizo que não faltará muito….não faltará!!!

Denunciar, é o que está ao meu alcance.

Despertar consciências, é a minha intenção.

Apelar á cidadania, é o que está ao meu desejo.

Tentar mobilizar os justos, é a minha tarefa.


NESTE LINK
.
.

A PROPÓSITO DO FENÓMENO DE EXPLORAÇÃO DO PAÍSES AFRICANOS, PELOS PAÍSES OCIDENTAIS, TIVEMOS ACESSO A UM TEXTO QUE TOCA NA FERIDA, EXPLICA A SUA ORIGEM, E CONSEQUÊNCIAS.

AO SITUAR A SUA PRINCIPAL CAUSA, COMO CONSEQUÊNCIA DA QUEDA DO MURO DE BERLIM, OU SEJA NO FIM DA UNIÃO SOVIÉTICA, NÃO ESTÁ A FAZER MAIS DO QUE ENUNCIAR O ROTEIRO DO CAPITALISMO, PARA A DESENFREADA EXPLORAÇÃO A QUE ESTAMOS A ASSISTIR , NÃO SÓ DOS TRABALHADORES EM PARTICULAR, COMO DAS NAÇÕES EM GERAL.

NÃO FORA TER ACABADO A
UNIÃO SOVIÉTICA...

E OUTRO GALO CANTARIA!!!


EIS UMA PEQUENA PARTE DESSE TEXTO QUE TRADUZIMOS


“A primeira coisa a ter em conta é que, apesar dos pavorosos índices desenvolvimento humano que nos oferecem as Nações Unidas, podemos dizer que nenhum país de África é pobre.
Todos e cada um dispõem de recursos económicos e humanos suficientes para se desenvolverem harmoniosamente.
A explicação para esse aparente paradoxo é que essas riquezas não são controladas pelos países produtores, nem servem os interesses do desenvolvimento de suas populações.
Podem-se colocar tantos exemplos quantos países africanos existem.
Basta no entanto colocar alguns, como por exemplo o Níger, que está entre os mais baixos em todos os indicadores de desenvolvimento, tem importantes minas de urânio, exploradas por empresas europeias.
A Guiné Equatorial apesar de ser a terceira produtora de petróleo da África subsaariana, com qualquer coisa como 700.000 barris de petróleo diários, 80% dos poucos 500.000 dos seus habitantes, vive na miséria.
A guerra que desde há uma década assola a República Democrática do Congo, não tem origem tribal, como ardilosamente tem sido apresentada nos meios de comunicação social ocidentais, mas apenas promovem e alimentam determinadas empresas ocidentais, que lutam entre sis por entrepostos africanos, para controlar as imensas riquezas minerais, sobretudo o Coltan, componente indispensável na fabricação de telemóveis.
Outros conflitos como os que tiveram lugar em Angola, Serra Leoa, Sudão ou os que recentemente se desencadearam na Costa do Marfim e no Chade só se explicam nesta perspectiva.
Isto não são afirmações gratuitas.
Estão avalisadas por diversas informações da ONU, do FMI, Fundo Monetário Internacional e de prestigiosas organizações de defesa dos Direitos Humanos. “
PRECISAR .....PRECISA!!!

MAS MUDAR??? MUDAS É O TANAS!!!



Mais um que ainda vai ter um AVC de tanto trabalhar...

Os amigos começam a ocupar os bons lugares e, mesmo quando dizem que querem poupar e reduzir nas despesas, quando aumentam impostos, quando aumentam os transportes, a saúde e anunciam qua ainda agora começaram os sacrifícios, não têm vergonha de aumentar o número de administradores da CGD de sete para onze. Há que haver lugares para todos e aos Barões não serve qualquer um. Têm de ser lugares de luxo e prestigio que são gente importante.


António Nogueira Leite vai ser vice-presidente executivo da Caixa Geral de Depósitos e ganhar mais de 20 mil euros por mês. O académico, que foi conselheiro de Pedro Passos Coelho (quem diria?), vai assumir funções executivas, ocupando o lugar de número dois do próximo presidente executivo do banco público.

Actualmente já é:
- administrador executivo da CUF,
- administrador executivo da SEC,
- administrador executivo da José de Mello Saúde,
- administrador executivo da EFACEC Capital,
- administrador executivo da Comitur Imobiliária,
- administrador (não executivo) da Reditus,
- administrador (não executivo) da Brisa,
- administrador (não executivo) da Quimigal
- presidente do Conselho Geral da OPEX,
- membro do Conselho Nacional da CMVM,
- vice-presidente do Conselho Consultivo do Banif Investment Bank,
- membro do Conselho Consultivo da Associação Portuguesa para o Desenvolvimento das Comunicações,
- vogal da Direcção do IPRI- Instituto Português de Relações Internacionais

E CLARO….É membro do Conselho Nacional do PSD desde 2010.
OS REIS ESTÃO NA CÔRTE

OS BÔBOS ESTÃO CÁ FORA!!!




Deve viver-se bem num Palácio, ali mesmo ao pé dos pastelinhos de Belém com um orçamento de 45 mil euros por dia.
São 16 milhões por ano de orçamento para a Presidência da República, mais que o dobro daquilo a que tem direito a Casa Real Espanha que se fica pelos 7 milhões.