Mensagem

Mensagem

terça-feira, 31 de maio de 2011

A CASA MAIS CARA DO MUNDO

CONTRASTE CHOCANTE ENTRE A MISÉRIA MAIS
AVILTANTE E A OSTENTAÇÃO MAIS OBSCENA.



O “power point” de hoje, de que me limitei a traduzir o texto, apresenta um exemplo execrável, de como é possível no Sistema Capitalista, a existência de contrastes desta natureza e desta dimensão.
Neste caso, o escândalo localiza-se na Índia, uma das maiores potências económicas emergentes.
A gritante imagem de miséria que se vive nesta a gigantesca favela Dharavi, quer na sua vizinha Garibnagar, no bairro de Bandra, em Bombaim, é um exemplo esclarecedor da dimensão que pode atingir a exploração do ser humano.
Lembramos que esta barbaridade existe muito perto deste prédio , que é o mais caro do mundo e que é o leitmotiv desta apresentação.
Tristemente, continuo a interrogar-me:

COMO É POSSÍVEL???

ATÉ QUANDO???


NESTE LINK




PORTO…CUM CARAGO!!!

Para complementar um lindíssimo “power point” sobre as pontes do Rio Douro, encontramos um pequeno texto da Agência de Turismo “Douro”, que nos conta um pouco da História das pontes sobre o Rio Douro e como achamos que do ponto de vista cultural, pode ter muito interesse, achamos por bem reproduzi-lo na integra.

“A necessidade de haver uma travessia permanente entre as duas margens do Douro para circulação de pessoas e mercadorias, levou à construção da Ponte das Barcas em 1806. Antes a travessia do rio fazia-se com recursos a barcos, jangadas, barcaças ou batelões.
A Ponte das Barcas era constituída por 20 barcas ligadas por cabos de aço e podia abrir em duas partes para dar passagem ao tráfego fluvial.
O aumento do tráfego exigiu a construção de uma ponte permanente o que levou à construção da Ponte Pênsil em 1843, desmantelada anos mais tarde após a abertura da Ponte Luís I em 1886, a ponte mais antiga da cidade que permanece em actividade.
A Ponte Maria Pia, construída entre Janeiro de 1876 e 4 de Novembro de 1877 pela empresa de Gustave Eiffel, foi a primeira ponte ferroviária a unir as duas margens do Douro.
Dotada de uma só linha, o que obrigava à passagem de uma composição de cada vez, a uma velocidade que não podia ultrapassar os 20 km/h e com cargas limitadas, no último quartel do século XX tornou-se evidente que a ponte já não respondia de forma satisfatória às necessidades.
O que levou a que fosse desactivada e substituída pela Ponte de São João em 1991.
A Ponte da Arrábida tinha à data da construção o maior arco do mundo em betão armado.
Apesar da construção da Ponte do Freixo, mais a montante, a Ponte de Arrábida continua a ser a principal ligação entre a cidade do Porto e a margem sul do Douro.
Das pontes que ligam o Porto a Vila Nova de Gaia, a Ponte do Freixo é a que está mais a montante do rio. Foi construída na tentativa de minimizar os congestionamentos ao trânsito automóvel vividos nas Pontes da Arrábida e de D. uís, particularmente notórios desde finais da década de 1980.
Trata-se, na verdade, de duas pontes construídas lado a lado e afastadas 10 cm uma da outra. É uma ponte rodoviária com oito vias de trânsito (quatro em cada sentido).
A Ponte do Infante, baptizada em honra do Portuense Infante D. Henrique, é a mais recente que liga Porto e Gaia.
Foi construída para substituir o tabuleiro superior da Ponte Dom Luís, entretanto convertida para uso do Metro do Porto.”
Foi construída pouco a montante da Ponte de Dom Luís, em plena zona histórica, ligando o bairro das Fontainhas (Porto) à Serra do Pilar.


NESTE LINK
FORUM SOCIAL MUNDIAL

UM ALIADO NA LUTA DOS POVOS
CONTRA A EXPLORAÇÃO CAPITALISTA


O Fórum Social Mundial, é um espaço de debate democrático de ideias, reflexão, formulação de propostas, troca de experiências de movimentos sociais, organizações não governamentais e outras organizações da sociedade civil, que se opõem ao neoliberalismo e ao domínio do mundo pelo capitalismo.


NESTE LINK

CONSELHO SUPERIOR

UM ACTO PATRIÓTICO, A AUSÊNCIA DO
PCP E BE NA REUNIÃO COM A TROIKA.


Hoje, no “Programa da Manhã”, da Antena 1, teve lugar um debate com Maria da Flor Pedroso e os 5 elementos que semanalmente se pronunciam sobre a situação política, no programa “Conselho Superior”, Paula Teixeira da Cruz (PSD), Ana Gomes (PS), Bagão Félix (CDS), Octávio Teixeira (PCP) e Miguel Portas (BE).

A mais fácil e principal conclusão que se pode tirar do que foi argumentado, exceptuando a peleja de paixão clubista entre Paula Teixeira da Cruz e Ana Gomes, sobre quem é que teve mais culpa no eclodir da Crise, foi que os três partidos que assinaram o Memorando, nada mais farão do que cumprir o programa do FMI/BCE, outorgando-lhe o direito a uma supervisão de 3 em 3 meses, a levar a cabo pelos “fiscais” daquelas entidades.

Por mais voltas que dessem,” os três da vida airada” ou como agora são mais conhecidos, a “Troika portuguesa”, não conseguiram libertar-se do argumento que o programa de todos eles, será o programa do FMI/BCE, nos próximos anos.

Por duas ou três vezes, apareceu pela boca de Paula Teixeira da Cruz, a condenação do PCP e do BE, por estes se terem negado a ir ao “beija-mão” da “Troika” estrangeira e portanto ter voluntariamente perdido uma ocasião apresentado os seus argumentos. A este pressuposto, acrescentava que no seu entender, a ida destes dois Partidos á reunião com a Troika, poderia ter modificado a situação.

Santa palração, que regurgita hipocrisia e que se nós acreditássemos que o louro do cabelo reflectisse a demagogia do argumento, Paula Teixeira da Cruz era certamente uma estonteante loura platinada.

Embora com grande dificuldade, dada a indisciplina reinante na discussão, Octávio Teixeira ainda conseguiu argumentar que a entidade que o PCP reconhecia como interlocutora válida e adequada para negociar com a Troika, era o Governo Português, única entidade com o direito e a capacidade de negociar o Memorando, caso o FMI/BCE admitissem qualquer espécie de negociação, o que até não foi o caso.

Bem me recordo de ouvir Octávio Teixeira e Miguel Portas, embora de forma diversa, garantirem por várias vezes e em ocasiões diferentes, que o documento que foi apresentado a todos os partidos políticos, era “ipso facto” o mesmo que foi aprovado e assinado pelos três partidos.

Conclusão, a reunião com a Troika estrangeira, só serviu para dar aos Partidos o conhecimento do que iam assinar, porque não houve qualquer alteração no texto, e nestas circunstâncias morre pela base a crítica á ausência do PCP e do BE, nessas pseudo negociações.

Facilmente se percebe, que não tendo havido qualquer negociação e consequentemente qualquer alteração ao célebre Memorando, a ausência do PCP e do BE, revestiu-se de uma forma de censura e lição de patriotismo, aos três da “vira airada” e de defesa da soberania, contra os desígnios da Troika estrangeira.

É um orgulho como português, ser militante de um Partido, que tão lúcida e patrioticamente, defende os interesses de Portugal e dos portugueses.

Que viva o PCP, exemplo de consistência ideológica, na luta contra a exploração do homem pelo homem e na defesa do povo e dos trabalhadores.

segunda-feira, 30 de maio de 2011

A ISLÂNDIA

Dedicamos hoje o nosso "dia a dia" à Islândia, país de pobres recursos, mas que está a dar uma grande lição de unidade popular, a toda a Europa.
A sua luta contra o Capitalismo, é exemplar.
Comecemos por nos familiarizar com o seu meio ambiente e depois procuremos informar-nos sobre as características da luta deste povo.


NESTE LINK

.

Depois para conhecer melhor a luta que este orgulhoso povo trava contra o Capitalismo, pode clicar AQUI, ou AQUI, ou ainda AQUI, ou por fim AQUI


TESTE DE RAPIDEZ DE REFLEXOS

Mais um teste, desta vez para avaliar os seus reflexos.
Vamos pôr a sua paciência à prova.
Desista ou não, temos no fim um bom conselho para o/a compensar e inspirar.


NESTE LINK
ANTÓNIO ARNAULT CONFESSA-SE

ESTE TEXTO FOI-ME ENVIADO POR UM CAMARADA


António Arnault, um dos históricos do PS anda na campanha eleitoral de Sócrates. Já tinha participado assim noutras recentes.
Que há então de especial para trazer para aqui este facto?
Analisemos e pensemos nas palavras e frases de uma entrevista sua dada à revista Visão em 25 de Julho de 2007 (ver entrevista completa em anexo):

- «Não há marcas de esquerda neste Governo»
- «O PS perdeu alma e identidade»
- «A geração que está no poder aprendeu com Maquiavel»
- «O partido desviou-se tanto para a direita que, porventura, até estarei quase a sair», desabafa.
- A continuar assim não pode chamar-se socialista, tem de mudar de nome.
- O socialismo é encurtar diferenças sociais e reduzir desigualdades. No fundo, mudar a vida.
- Nada em política é por acaso. O vermelho é a cor histórica da esquerda, dos que querem transformar o mundo. E o PS até a bandeira vermelha trocou, agora usa brancas e amarelas!
- Sempre fui moderado no PS. Hoje estou na extrema-esquerda e sou o mesmo! O partido desviou-se tanto para a direita que, porventura, até estarei quase a sair.
Visão: Como descreve a geração que está no poder?
Vivem do imediatismo, da conquista do poder.
Conquistado, vivem para aguentá-lo.
Esta geração vale-se mais da astúcia do que da seriedade. E aprendeu os ensinamentos de Maquiavel.
Visão: Não há tiques de autoritarismo?
Não existe um clima de medo.
A precariedade no trabalho é que tornou as pessoas subservientes.
Visão: Pantrampismo?
Pantrampismo, tudo é trampa!
Temos de viver com a trampa, mas escolher os espaços livres e limpos.
Mesmo a Justiça já está contaminada pela corrupção e influências. E meto nisto a PJ, Ministério Público, juízes e advogados.
A Justiça foi permeável aos ventos dominantes.
Você sabe que às vezes ligo para o partido e me tratam por senhor doutor e professor?!
Há tempos, irritei-me e disse: «Mas ouça lá, eu não estou a ligar para o PS?! Estou? Então trate-me por camarada!» A telefonista até rejubilou, mas disse-me: «Sabe, eles agora querem ser todos tratados por doutor e professor...»
Não há marcas de esquerda neste Governo.
Dentro do Estado Social o direito à Saúde é fundamental. E aí as marcas não são de esquerda...
Visão: São de quê, então?
Até a direita critica pela esquerda a política de Saúde do PS!
É absurdo, uma contradição, um escândalo!
Não sei como se há-de chamar a isto!
Visão: O PS faz no Governo o que a direita teria vergonha?
O PS faz reformas que não devia.
Se a direita fosse poder, não teria coragem de atacar o Serviço Nacional de Saúde [SNS] como o PS.
O SNS é património insubstituível do povo e é dos melhores do mundo.
Quanto melhor, maior a procura e a despesa.
Mas a direita é que, normalmente, quer acabar com o Estado Social, para fazer da Saúde um negócio.
Curioso é ser um ministro do PS a adoptar os mesmos métodos.
Flexigurança, está a ver? Entretanto, há centenas de médicos a sair do sector público e anunciam-se grandes investimentos nos privados.
Esses grupos só investem por uma razão: sabem que a política actual conduz ao definhamento do SNS.
Voltamos ao tempo de Salazar, com uma diferença: já não é preciso o atestado de indigência para ter atendimento gratuito.
Dá-se um cheque para as pessoas serem operadas nos privados, quando os blocos operatórios estão desertos
E aqui em Coimbra há muita gente a ir à sopa dos pobres!
Tenho amigos no Banco Alimentar e como maçon sei a que carências a maçonaria tem acudido.
Já não é só um problema de pobres, chegou ao empregado de escritório.
Mesmo assim, há gastos sumptuários, grandes festas e inaugurações.
O Governo que assuma a soberania!
A banca tem uma função social importante, mas não pode ter lucros fabulosos, quase não pagar impostos, esfolar vivas as pessoas e ainda ir ver se há alguma coisa depois de mortas
Há uma verdadeira ditadura do capital sobre o trabalho.»


Veja a entrevista completa em anexo.AQUI


Que pode levar um homem como Arnault, a denunciar coisas como estas de Sócrates e da máquina que domina o PS???
Será por Arnault ser maçon e como se sabe, a seita da MAÇONARIA ter ganho muito com o PS no Poder e agora a "vaca deixou de dar leite"
Uma coisa é certa, os
grandes "tachos" que o partido lhes distribuiu, permite que possam dar umas migalhas para a sopa dos pobres, sem lhes fazer grande diferença.
AS VIRGENS OFENDIDAS

Esta foto mostra as escadas em Coimbra pintadas.
Foram os vandalos da CDU????

NÃO! ESPERA... É UMA PINTURA DA JS!!!

E quem é que é da JS?
O presidente da AAC é o tal que se juntou aos indignados das escadas.




domingo, 29 de maio de 2011

50 MOMENTOS

O nosso “power point” do dia, mostra 50 instantâneos que, extraordinários fotógrafos, por talento ou pura sorte, fixaram num instante exacto.
Colocámos no antepenúltimo slide, uma metáfora satânica, no momento exacto em que a glória divina desiste, e entrega ao representante mais fiel do povo, o poder de decisão.


NESTE LINK
A TINA E O TITTYTAINMENT

O “Expresso” desta semana, traz na página 17, no primeiro caderno, sob o título “A TINA E O TITTYTAINMENT”,um artigo de Ludovico Agrícola, que aborda o tema da Globalização.
Curiosamente fala exactamente da matéria do artigo que deu origem a este Blogue
“A ARMADILHA DA GLOBALIZAÇÃO”"A SOCIEDADE DOS DOIS DÉCIMOS”.
Foi de facto, ao chegar ao nosso conhecimento esse texto,a enormidade do sofrimento que desenhava para o futuro da humanidade, nos decidimos publicitá-lo o mais possível.
Foi assim que no fim de Fevereiro de 2008, nasceu este Blogue e nele foi reproduzido o texto de Werner Schwab,
OS SENHORES DO MUNDO A CAMINHO DE OUTRA CIVILIZAÇÃO"
Neste texto agora referido pelo “Expresso”, explica o autor que:
“ TINA refere-se a um refrão que se tornou slogan e símbolo da vulgata económica neoliberal, atribuído a Margaret Thatcher e utilizam as iniciais da frase “There Is No Alternative”, ou seja no portuguesíssimo idioma “não há alternativa”
Recordamos que é nesta onda que onda mundial que teve sua origem no Chile de Pinochet, sob orientação dos Chicago Boys, que seria depois seguida por Thatcher, na Inglaterra (thatcherismo) e por Ronald Reagan (reaganismo), nos Estados Unidos.
Explicitando o seu pensamento, no artigo do "Expresso", Ludovico Agrícola, acrescenta:
“Este dogma que está na origem desta grande crise e dos programas de austeridade selvagens feitos á medida do célebre “Consenso de Washington”,
mais não é, dizemos nós, que o reajuste levado a cabo pelo imperialismo durante a década de 70, conhecido por Neoliberalismo, para através de uma política monetarista e de reforma do FMI e Banco Mundial, recuperar o controlo das decisões centrais através de políticas de exclusão social e concentração dos recursos, nas mãos dos ricos.
A financeirização do capital e consequente domínio do capital financeiro sobre o conjunto das actividades produtivas, constituiu o essencial da estratégia do sistema designado de GLOBALIZAÇÂO.
Esmera-se o autor do artigo dizendo que a explicação de:
“TITTYTAINMENT, podemos encontra-la no neologismo criado por Zbigniew Brzezinski , por uma contracção das palavras “entretainment” (entretenimento) e “tits” (tetas em calão americano)”.
”Não é um convite ao sexo, mas sim ao entretenimento embrutecedor (TV sobretudo) e a uma alimentação suficiente (metáfora das tetas que dão leite), com o propósito de manter a boa disposição da população frustrada deste planeta globalizado”.
A esta reflexão acrescenta este brilhante raciocínio que vem clarificado nesse documento:
“Duas décimas da população activa cheguem para manter a actividade da economia mundial”. O que fazer então das oito décimas restantes para evitar o dilema “to have lunch or nbe lunch” (ter de comer ou ser comido)?. Pois, recorrer ao “Tittytainment”, para que todos os excluídos se mantenham tranquilos.”Pão e Circo”, em suma, como na antiga Roma Imperial. Esta é a nova ordem social que os poderosos desejam impor-nos: um universo de países ricos sem classe média digna desse nome".

E agora, povo do meu país, se ainda estás na modorra do futebol e da telenovela….acorda!!!

Repara nas consequências de ires dar apoio aos subservientes bajuladores e servis mandatários da troika estrangeira, PS, PSD, e CDS, que se pode ler neste artigo como conclusão do texto original:

“Diminuir as despesas do Estado, baixar os salários, cortar nas prestações sociais, nos abonos de família, nos subsídios de férias, de desemprego e de doença, segundo um modelo de austeridade rígido, acompanhado de privatizações e desmantelamento sistemático do Estado “.

E termina o articulista:

Impressiona-me a quantidade de economistas reaccionários formados pelo vosso ISEG, que se orgulham das estadas no (e do) FMI e se encostam aos partidos políticos que alternam no poder! Foram vãos os esforços para atenuar as brutais medidas de austeridade, contraditórias e insensatas do ponto de vista económico: como crescer com políticas recessivas? Culpa dos credores, que querem vergar à viva força os devedores.
É estupidez rematada, mas o FMI e o BCE só têm olhos para os credores!

sábado, 28 de maio de 2011

ÁFRICA MINHA?

NÃO!!!ÁFRICA NOSSA - COM A EUROPA ENCERRADA

Este “power point” é um grito á consciência de uma África , secularmente explorada, oprimida e violentada, por uma Europa dita “Civilizada”.


NESTE LINK
A ANTÍTESE COMO TESE

CURIOSAS REFLEXÕES, APROPRIADAS A UM PERÍODO DE ELEIÇÕES, QUE CORREM O RISCO DE ELEGER OS PRINCIPAIS INIMIGOS DO POVO, NUMA PURA DEMONSTRAÇÃO DO PODER DE MANIPULAÇÃO DOS MEIOS DE INFORMAÇÃO.

TEMOS VONTADE DE GRITAR!!!

ACORDA, MEU POVO,
ANTES QUE SEJA TARDE DEMAIS!!!



NESTE LINK




CASUALIDADE, CASUALIDADE

2011-05-26

Talvez tenha visto mal mas não me apercebi de que, como vem sendo feito na Net, algum jornal se tenha ainda interrogado sobre a sucessão de três notícias em pouco mais de dois meses que, isoladas, talvez só tivessem lugar nas páginas de Economia mas que, juntas, e com um director ou um chefe de redacção curiosos de acasos, até poderiam ter sido manchete.

A primeira, de 16 de Março, a da renúncia - dois anos antes do termo do seu mandato - de Almerindo Marques à presidência da Estradas de Portugal (para que fora nomeado em 2007 pelo então ministro Mário Lino), declarando ao DE que "no essencial, est[ava] feito o [s]eu trabalho de gestão".

A segunda, de 11 de Maio, a de uma auditoria do Tribunal de Contas à Estradas de Portugal, revelando que, com a renegociação de contratos, a dívida do Estado às concessionárias das SCUT passara de 178 milhões para 10 mil milhões de euros em rendas fixas, dos quais mais de metade (5 400 milhões) coubera ao consórcio Ascendi, liderada pela Mota-Engil e pelo Grupo Espírito Santo. Mais: que dessa renegociação resultara que o Estado receberá, este ano, 250 milhões de portagens das SCUT e pagará... 650 milhões em rendas.

E a terceira, de há poucos dias, a de que Almerindo Marques irá liderar a "Opway", construtora do Grupo Espírito Santo.

O mais certo, porém, é que tais notícias não tenham nada a ver umas com as outras, que a sua sucessão seja casual e não causal.
IR DEREPENTE PARA KAGAR


Você anda a fazer turismo na Alemanha, almoçou muito bem, e quer ir DEREPENTE para KAGAR só tem de seguir as indicações que lhe damos no mapa. Se depois de KAGAR quiser ir para outro sítio, facilitamos-lhe um mapa da Google clicando AQUI.
PEROLAS EM DISCURSO DIRECTO

Ao que é católico convicto, ao que está certo das doutrinas, também sociais, da Igreja, não devemos dizer: ”Nós queremos trazer-te para o Socialismo; portanto deixa de lado essas doutrinas…..Mas devemos perguntar-lhe: quais os valores que desejas ver realizados quando falas de uma Sociedade Cristã?”

Palmiro Togliatti, dirigente comunista italiano, 1964

A Igreja, pela sua própria natureza, é uma sociedade desigual. Apenas a hierarquia nela decide e manda.
Quanto às multidões, é seu dever sofrerem, deixarem-se conduzir submissamente e obedecerem às ordens daqueles que as dirigem.

Papa Pio X, Vaticano, 1906

sexta-feira, 27 de maio de 2011

UMA ORIGINALÍSSIMA FORMA DE FAZER MÚSICA !!!

AS COISAS MAIS EXÓTICAS DO MUNDO

É de facto um mundo muito esquisito.
Não conseguimos escalar por ordem de grandeza o insólito das situações.
Limitámo-nos a guardar para o fim o conjunto que consideramos mais excêntrico e extravagante.


NESTE LINK
UMA HISTÓRIA DE VIDA

CORRESPONDÊNCIA ENTRE DOIS AMIGOS QUE AVALIAM A VIDA DE PERSPECTIVAS DIFERENTES.

UM AMIGO ESCREVIA-ME À DIAS E DIZIA A PÁGINAS TANTAS:

Há uma diferença entre nós: Tu lutaste e lutas com o objectivo quase inatingível, pelo seu ideal de vida em sociedade.
Eu por meu lado, já não acredito nem em milagres. Enquanto houver nem que seja só dois homens, sobreviventes neste
Planeta, matar-se-ão um ao outro.
O homem é animal predador. Até ao nível do nosso dia-a-dia se verifica isso. Se há coisas que separam as pessoas, é o
poder, o dinheiro, mais até que as convicções e lutas de cada um.
Lamento, até gosto de ouvir alguns dos teus camaradas, nomeadamente o líder do teu partido, aliás o único líder actualmente que me parece honesto.
Nesta altura, sem independência e sem estruturas, confiantes e enfermas, aqui e por essa Europa, pelo mundo, pouco há a fazer.
Quanto a mim, isto assemelha-se a um estado terminal, que a natureza também ela adversa, parece encarregar-se de limpar gradualmente.
Pena que passemos por este mundo maravilhoso deste modo, mas enfim, está em nós modificar atitudes, viver com o que a vida nos dá, respeitarmos a natureza e uns aos outros.
Nos mais novos tenho alguma esperança, que não cometam os crimes dos pais e dos avós.
Pode ser, que um dia…. quem sabe?.....

ESTE É UM PONTO DE VISTA BASTANTE VULGAR, COM QUE NÃO CONCORDO E QUE MERECEU DA MINHA PARTE A SEGUINTE RESPOSTA:

É muito estimulante poder trocar com uma pessoa lúcida como tu, argumentos que fundamentam a razão da existência do homem sobre a terra.
É neste tipo de diálogo que nos vamos aproximando do divino.
Repara, o ser humano tem do ponto de vista histórico-civilizacional muito poucos anos.
A comparação feita pelos estatísticos, dá numa imagem figurada, desde que o homem adquiriu a sua identidade até á pré-história por exemplo 1.000 anos.
Pois bem, daí até hoje medeiam 2 a 3 segundos.
Esse é que é o problema. O homem ainda não se conseguiu libertar de muitos dos seus instintos primários, e a organização social não ultrapassou a tendência de explorar o próximo, na medida em que esta faculta, através de uma hierarquização, obter garantias de um maior conforto e segurança.
Um primeiro indício de que as coisas estão a mudar, manifesta-se na difusão cultural.
Tendo em conta que os recolectores nossos antepassados naturalmente eram naturalmente auto-convencidos da origem divina dos fenómenos naturais, como por exemplo o nascer e pôr do sol, as trovoadas, tempestades, nevões, vulcões etc.
A religião apoderou-se dessa realidade, para em seu proveito criar uma classe que assumiu um papel tão importante, que teve a seu cargo durante séculos administrar as superstições, adequando-as a cada nível do patamar civilizacional.
Calcula tu, como estamos ainda atrasados, que gente normal, culta, inteligente, intelectualmente evoluída, aceitam por exemplo que seja feito santo um papa, porque uma freira disse que tinha Parkinson e acordou curada.
Mais significativo foi o caso da tua avó, que tinha cavernas nos pulmões devido á tuberculose e em poucos dias a dita Nossa Senhora de Fátima fez o "milagre" de a curar.
Explicação….não tenho, mas sei que um dia ela será dada pela ciência e nada terá de divino, se considerarmos que a força interior não é coisa divina..
Há forças, energias que ainda não são do nosso conhecimento científico. É por ai que iria o Sherlok Holmes e o seu impagável Watson ou Dupont e Dupond, para justificar o fenómeno.
A electricidade sempre existiu, mas só há bem pouco se tornou fenómeno familiar e totalmente identificado.
No aspecto material, a sobrevivência foi mais complicada.
Quando a humanidade se começou a organizar em família, o clã, a tribo, etnia, etc., a organização e distribuição das tarefas foi-se racionalizando e a experiência dos velhos, o seu índice de conhecimento e experiência, era determinante para a evolução civilizacional.
A complicação das tarefas, exigiu a especialização e destas nasceram os diferentes graus e classes da sociedade.
Da realização do trabalho á organização da sociedade actual, nasceram dois tipos de actividade, que de forma sucinta podemos resumir em: trabalho/produção e política/administração.
Se bem reparares, é isto que explica a origem da luta de classes e ainda hoje assim funciona.
É a partir daí que simbolicamente se discute o que é de Esquerda ou de Direita.
Repara que se pode diferenciar os interesses da Esquerda, como os interesses dos trabalhadores e da produção.
A Direita diz respeito aos interesses do capital ou seja o que resulta da exploração do trabalho ou dos seus resultados e da manipulação do dinheiro e do código fiduciário.
Procurei descrever toda a evolução da sociedade e o processo das relações de produção, em pouco mais de uma dúzia de linhas, mas para te significar fundamentalmente, que estamos ainda muito atrasados na evolução da humanidade.
Temos a nosso favor a sabedoria de experiência feito, que garante a evolução ser imparável e daí o grande orgulho que sinto em ter tido a oportunidade de me colocar na trincheira certa, independentemente dos sacrifícios que tal exige.
A Grande Revolução de Outubro, tal como a igualdade apregoada por Jesus, ou praticada na Comuna de Paris, são cada uma por si, a referências e a luz que ilumina o caminho do futuro.
Por outro lado é principalmente a dialéctica da Natureza, que delimita uma alternativa ao homem; ou respeita-a, ou desaparece da face da terra.
Nós comunistas, procuramos aperfeiçoar-nos nos comportamentos, nos objectivos, nos incentivos á investigação, experimentação e evolução, em todos os campos, em estar de acordo com a natureza das coisas e proporcionar o equilibro nas relações humanas, em coerência com essa dialéctica da Natureza.
O primeiro passo lúcido, é lutar contra a exploração do homem pelo homem e o resto vem por acréscimo e lucidez da inteligência, cimentada na cultura e na ciência.
A forma como os donos dos vários poderes têm controlado as populações, faz com que nós comunistas, porque assim pensamos e agimos, sejamos o inimigo público a abater.
A História mostra que o maior martirológio da humanidade é o dos comunistas.
Milhões e milhões têm sido presos, torturados e mortos, porque exigem e lutam por uma comunidade onde todos tenham os mesmos direitos e oportunidades e que o ser humano caminhe para uma sociedade depois de proporcionar a cada um segundo o que produz, possa dar a cada um segundo as suas necessidades.
Esperemos que o patamar mais avançado da civilização continue a permitir que a livre circulação e discussão das ideias, faça parte do nosso quotidiano.
Mas repara há quanto tempo é assim????
Muito poucos anos, atrever-me-ia a dizer poucos meses, (se pensarmos nos que se está a passar no mundo árabe), tantos quando a debacle dos Estados Unidos obrigou o Capital e os autocratas a remeterem-se á defesa.
Pensa nisto e gostaria que encontrasses aqui propostas de reflexão, que muitas pessoas como tu, talvez nunca tenham tido oportunidade de desenvolver.
Não subestimes a forma científica como têm sido manipuladas as populações.
Se não estivermos atentos, facilmente cederemos às tentações e estímulos que nos chegam de todo o lado e por todos os meios.
Nem se dá por isso, tal a unanimidade das fontes que educam o nosso comportamento e os valores que nos obrigam a aceitar as regras, de forma aparentemente intuitiva.
Analisa as origens das tuas convicções, à luz da tua consciência e da tua cultura e se puderes vai à origem das coisas.
Tenho a certeza que se o fizeres, vais entender-me facilmente.

ESTA MENSAGEM É PARA TI, ELEITOR QUE NO DIA 5 DE JUNHO TENCIONAS.…(OU NÃO!!)… EXERCER O TEU DIREITO DEVOTO!!!

REFLETE…E FAZ A TUA PEQUENA PARTE PARA MELHORAR O MUNDO

É UMA OBRIGAÇÃO QUE TENS….PORQUE PENSAS….PORQUE SENTES ….PORQUE VIVES!!!!
PORTUGAL A VER-SE AO ESPELHO

Este vídeo, conta em estilo de fábula, uma questão de natureza política que se passa no Canadá e é em tudo semelhante ao que se passa em Portugal (e nã só!!!).
O enorme interesse que nos mereceu esta história da "Ratolândia", deriva do facto de estando os portugueses em campanha eleitoral, na trágica situação em que nos encontramos, as próximas eleições legislativas assumem uma importância, ainda mais crucial.
Não é possível, nas circunstâncias actuais a CDU ganhar as eleições, mas é possível e necessário, aumentar muito a sua votação e torná-la mais forte.
Tal percepção causa-nos grande amargura, na medida em que os enormes sacrifícios que vão ser exigidos ao povo português, poderiam em grande parte ser evitados, se a opção maioritária da votação, incidisse na CDU e no seu projecto alternativo.
Outra política e outro rumo será possível e poupará imensos sacrifícios ao nosso povo.
Estamos condenados, bem o sabemos, a só com muita persistência, determinação e sentido patriótico, conseguir alterar a actual correlação de forças, mas a nossa confiança nos objectivos que perseguimos, e solidez das nossas convicções, não terão outro futuro, que não seja vencer.
Para já, depende de cada um de nós fazer o que for possível, para que a próxima votação da CDU, seja uma grande votação, para dar ao nosso Grupo Parlamentar, a força necessária para defender os interesses do nosso povo.
E essa vitória, será a vitória do povo português, a vitória de Portugal.

quinta-feira, 26 de maio de 2011

AVISO IMPORTANTÍSSIMO

O aluguer de contadores de água, luz e gás acaba no próximo mês de Maio de 2011.
Os consumidores vão deixar de pagar os alugueres de contadores de água, luz ou gás a partir de 26 de Maio de 2011 próximo.
Também entra em vigor a proibição de cobrança bimestral ou trimestral destes serviços.
A factura de todos aqueles serviços públicos vai ser obrigatoriamente enviada mensalmente, evitando o acumular de dois ou três meses de facturação, indica a Lei 12/2008.
A nova legislação passa a considerar o telefone fixo também como um serviço essencial e inclui igualmente nesta figura as comunicações móveis e via Internet, além do gás natural, serviços postais, gestão do lixo doméstico e recolha e tratamento dos esgotos.
O diploma põe fim à cobrança pelo aluguer dos contadores feitos pelas empresas que fazem o abastecimento de água, gás e electricidade.
Também o prazo para a suspensão do fornecimento destes serviços, por falta de pagamento, passa a ser de dez dias após esse incumprimento, mais dois dias do que estava previsto no actual regime.
FESTA DAS FLORES NA MADEIRA

Um dos grandes atractivos da Ilha da Madeira, além das bacoradas do Alberto João Jardim, é a celebre “Festa das Flores”.
Estes festejos atraem imensos turistas para assistirem ás mais variadas manifestações de ruas com tapetes de flores, carros alegóricos repletos de arranjos florais, crianças e adultos
exuberantemente adornados com flores, que enchem as ruas do Funchal múltiplos odores florais.
Lembrei-me de colocar este "power point" para "perfumar" o ambiente, porque as notícias que vão chegando sobre a revisão da lei do aborto cheira tão mal, que é para compensar.



NESTE LINK
É FARTAR VILANAGEM!!!

RELATÓRIO DA CMVM – COMISSÃO DO
MERCADO DE VALORES MOBILIÁRIOS


20 ADMINISTRADORES OCUPAM MAIS DE MIL LUGARES DE ADMINISTRAÇÃO

20 administradores das empresas cotadas na bolsa que conseguem ter, entre eles, 1.000 cargos em mais de 30 empresas e ganhar uma média de 297 mil euros por ano em cada cargo?





.
.
.
EXTRACTO DO RELATÓRIO ANUAL DA COMISSÃO DO
MERCADO DE VALORES MOBILIÁRIOS (CMVM)


Sobre o Governo das Sociedades Cotadas em Portugal
"Cerca de 20 administradores acumulavam funções em 30 ou mais empresas distintas, ocupando, em conjunto, mais de mil lugares de administração, entre eles os das sociedades cotadas".
O caso mais extremo refere-se a um administrador que pertencia aos órgãos de administração de 62 empresas.
75% dos 426 administradores desempenhavam funções de administração em mais de uma empresa.
Por cada um destes lugares recebiam, em média, 297 mil euros por ano, ou, no caso de serem administradores executivos, 513 mil euros.
O valor máximo registado para a remuneração média paga a este tipo de administradores foi de 2,5 mil milhões de euros e o valor médio mínimo foi de 49 mil euros.
Além dos salários elevados, cerca de um em cada quatro administradores recebeu parte da sua remuneração, proveniente de outra empresa do respectivo grupo.
A instituição tece ainda críticas à falta de independência dos auditores, já que, em média, entre as empresas integrantes do PSI 20, apenas 51,6% das remunerações pagas aos auditores se referem a serviços de auditoria.
"Estes valores significam que as empresas de maior dimensão e liquidez contratam às auditoras externas um volume muito relevante de outros serviços (incluindo de fiscalidade), o que poderá colocar em causa a sua independência e originar importantes conflitos de interesse na prestação de tais serviços, os quais evidentemente poderão (e tenderão) a ser resolvidos de forma contrária às conveniências dos accionistas"