Mensagem

Mensagem

sábado, 31 de dezembro de 2011

A PIADA DO ANO

A Internet sendo um  fabuloso veículo de comunicação, de cultura, de informação e que facilita imenso a vida das pessoas, tem entretanto alguns aspectos negativos, que obrigam “navegadores cibernéticos” a rodearem-se de algumas cautelas.
Já nem sequer me refiro às questões dos vírus que infectam os computadores, as manipulações possíveis para obtenção dos dados pessoais, o controle remoto de computados etc.,etc.
Refiro a facilidade como se pode enganar o próximo, desde que haja alguma ingenuidade, dissimulada irreflexão ou que as criaturas sejam facilmente influenciáveis ou candidamente crédulas.
Algumas situações deste tipo são de um asqueroso mau gosto, como por exemplo, quando se servem da miséria alheia como fonte de receita, difundem notícias falsas por puro sadismo, apelam aos generosos sentimentos para fins condenáveis, dão falsas notícias de hipotéticas burlas, etc.
Outras há, que são hilariantes, de um bom gosto notável e de uma inteligência tal, que só nos provoca admiração pelas capacidades da imaginação criativa, algumas verdadeiramente geniais.
É o caso de um vídeo que recebi há pouco, enviado por um querido amigo, que ingenuamente acreditou  na autenticidade da notícia que o antecedia, como um facto extremamente relevante, quando afinal se tratava de uma dessas graças tão bem armadilhada, que qualquer pessoa menos atenta “engole” com prazer e não regateia elogios.
O vídeo em questão e que vou reproduzir no fim deste texto, já o tinha colocado neste Blogue há mais de um ano, creio.
Na altura, porque apareceu sem qualquer comentário, devo ter referido que era um belíssimo e elaborado trabalho de computador, que certamente serviria para avaliarmos até que ponto pode ir a arte e a perícia dos técnicos, que se dedicam a este tipo de coisas.
Desta vez, o mesmo vídeo, chegou à minha caixa de correio, com uma chamada de atenção especial.
Rezava assim a recomendação que se” impunha”, para se valorizar “convenientemente” o que se ia ver:

LER ANTES DE ASSISTIR AO VÍDEO
Isso é quase inacreditável. Veja como todas as bolas caem nos cones.
Esta incrível máquina foi construída como um esforço colaborativo entre o Robert M. Trammell Music Conservatory e Sharon Wick School of Engenharia da Universidade de Iowa ..
Surpreendentemente, 97% dos componentes de máquinas vieram da John Deere Industries and Irrigation Equipamentos de Bancroft, Iowa...Sim, equipamentos agrícolas,!
A equipe gastou 13.029 horas entre set-up, alinhamento, calibragem e ajustes antes de filmar este vídeo, mas como você pode vê-lo valeu a pena o esforço.
Ele agora está em exibição no Matthew Gerhard Alumni Hall, na Universidade e já está programado para ser doado ao Smithsonian.

Independentemente de todos os pormenores de que se reveste o relato para valorizar o trabalho dos artistas que fizeram o vídeo a ideia dos equipamentos agrícolas “John Deere Industries and Irrigation Equipamentos de Bancroft, Iowa.” não lembrava ao diabo!!!
Chorei a rir, cada vez que relatei aos meus familiares e amigos a engraçada fantasia de quem acrescentou aquele requintadamente pormenorizado texto, que chega ao pormenor de avaliar em 13.029 ( ….29!!!) horas consumidas a fabricar e sincronizar (alinhar e calibrar???) aquele espantoso aparelho.
Chega ao extremo de potenciar aquela ficção, com o delirante devaneio de transformar o fruto de uma invulgar imaginação, numa peça de museu, digna de figurar entre as peças das colecções da Smithsonian Institution, não como julgo até seria possível e normal (dada a sua extraordinária qualidade) no sector de arquivos de vídeo, som, e outros recursos electrónicos, mas como materialização de vários instrumentos musicais, através da utilização de várias peças vulgarmente utilizadas nos equipamentos agrícolas da John Deere!!!
Esta máquina não existe no mundo concreto, no mundo real, nem as pessoas cujos nomes são referenciados, nem as Instituições de que eles hipotéticamente fariam parte.
Para completar a informação aos nossos leitores, os autores desta animação computadorizada em 3D é Wayne Lytle e a sua equipe na Animusic em Austin, Texas.
Agora, tal como prometemos, vamos apresentar o tal vídeo que acima referimos e que afinal já o tínhamos publicado neste Blogue, há bastante tempo.
Já que estamos com a mão na massa, aproveitamos a passagem do ano, para lhe oferecermos outra obra prima do mesmo género criado pelos mesmos autores e interpretado por robôs auto programados, tocando alguns trechos da conhecida música do repertório clássico, “Quadros de uma exposição” de Mussorgsky , onde são apresentados três quadros da suite:
Promenade, Baba Yaga e para finalizar O Grande Portão de Kiev.
Goze este maravilhoso monumento ao génio humano, quer no aspecto puramente melódico da composição, quer pela multiplicidade de técnicas utilizadas com simulacros de instrumentos, que vão das trompetes, ás tubas, ás baterias, xilofones, passando por um misterioso e particularmente esquisito instrumentista que percute uma guitarra de uma corda só



quarta-feira, 28 de dezembro de 2011


Clicar para aumentar a imagem

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

UM TEMA REVOLUCIONÁRIO !!!

TALVEZ FOSSE ESTE, O FUTURO PARA 
DOIS DÉCIMOS DA POPULACÇÃO MUNDIAL.

É de facto extraordinário, que num futuro próximo, o Capitalismo preveja  a humanidade  ser constituída por uma elite de dois décimos da população mundial e para os restantes oito décimos, esteja a reservar uma problemática sobrevivência.
Para si que não conhece a teoria da sociedade dos 2/10, antes que continue, vá ao cabeçalho deste Blogue e por baixo da palavra “Serviço Público” no título, está um link que o transporta para um texto, onde são relatados os planos que o Capitalismo ambiciona e prevê, seja objectivamente o futuro da humanidade.
Se você fizesse parte desses privilegiados dois décimos, o que pomos em sérias dúvidas, na medida em que nesse caso não deveria fazer parte dos leitores deste Blogue, o vídeo que está no fim deste texto, fá-lo há antever algumas das facilidades que o futuro informático vai poder proporcionar.
Se pelo contrário, você faz parte dos oito décimos da humanidade, a quem futuramente estará reservada uma vida de escravidão, fome, angústia e luta permanente pela sobrevivência, então está na altura de começar a lutar pela alteração das relações de produção, pelo fim da exploração do homem pelo homem, pelo direito ao trabalho, à saúde, à educação e sobretudo pela justiça social, que permita a ter filhos, a quem possa proporcionar um futuro onde a seja possível a todos beneficiar dos progressos que a informática trouxe à civilização e não só a uma premonitória reduzida minoria de privilegiados.
Este governo, como todos os que se seguiram na peugada da política de direita de Mário Soares, venderam a felicidade deste povo, a troco de um banquete para as suas elites e um prato de lentilhas para o povo.
A satisfação das ambições da sua pandilha, foi-se tornando possível, mobilizando os socialistas convictos com calúnias sobre os comunistas, dividindo a esquerda e desvirtuando o que ela tem de bom, de justo, de progressista, para satisfazer uma corte dos poderosos e seus aduladores, na perspectiva de lhes caber igualmente umas migalhas dos aproveitadores do sistema.
Foi estimulada uma sociedade despolitizada, de um do egoísmo incontrolável, de uma apetência pelo consumo desregrado, de uma ostentação parola, ajudada e estimulada por uma comunicação social absolutamente desprovida de qualquer ética deontológica.
Roubou-se e desperdiçaram-se expectativas, com tamanho despudor e tão genéricamente, que hoje raros acreditam que haja gente honesta capaz de lutar pelo bem do povo.
O silenciamento científico e o desvirtuamento habilidoso com que isolaram e deturparam os objectivos e a acção do Partido Comunista Português, serviu fundamentalmente para roubar as espectativas de uma alternativa às políticas que se praticaram.
A memória de erros cometidos na Ex-União Soviética, nunca tiveram oportunidade de análise rigorosa, isenta, com ou sem contraditório.
A ausência sistemática de comunistas em programas de análise política de grande audição, ou até as fugidias intervenções em programas, onde a sua ausência seria notoriamente ilegal, ou escandalosamente explícita, alimentaram preconceitos negativos.
Sempre se esforçaram por ocultar as acções e propostas do Partido Comunista, a força mais verdadeiramente representativa dos interesses do povo trabalhador , dos reformados, dos pensionistas, dos jovens, dos pequenos e médios empresários os maiores produtores da riqueza deste país.  até das classes médias. Hoje em dia, até das classes médias,se revêm nas propostas do Partido, devido ao ataque que estão a ser vítimas.
Do ponto de vista da cultura democrática, essa desinformação, serviu objectivamente para manter o obscurantismo das populações e um subconsciente atitude de repúdio, para avaliar de forma isenta as suas propostas e as suas acções.
Assim tornaram mais difícil o esclarecimento das populações e conseguiram uma artificial manutenção das mordomias das classes dirigentes, com consequências funestas que o povo já está a sofrer.
A única saída desta situação é a luta, por uma política alternativa.
E essa saída é possível!!!
Com o tempo e o agudizar das condições de vida, está-se a criar o caldo de cultura que levará a um esclarecimento forçoso e doloroso do caminho revolucionário que criará as condições objectivas para o desenvolvimento dessa luta e o consequente estabelecimento da necessária alternativa política.
As imagens que ireis contemplar no vídeo que se segue, são rebuçados para adoçar a boca dos ingénuos.
Se não houver uma profunda alteração nas políticas da distribuição da riqueza e uma consequente alteração das relações de produção, a criação de emprego será uma eterna falácia.
Este vídeo, lembra-me a história do burro que só andou, porque lhe penduraram uma cenoura á frente dos olhos.
O Capitalismo mostra-nos uma vida de conforto e mordomias, que coloca diante dos nossos olhos, como se fosse uma cenoura e nós fossemos os burros que continuamos a aceitar que uma reduzida elite, se aproprie do aparelho produtivo e o sistema financeiro, continua a dominar o mundo do trabalho e da produção, em exclusivo proveito de uma reduzida minoria.


segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

BILHAR

PARA QUEM GOSTE É UM DESLUMBRAMENTO


video
UMA BELA CANÇÃO DE NATAL
Todos os anos somos bombardeados com pretensas canções, próprias da quadra natalícia.
Para além de umas ternas melodias, nada mais acrescentam à melada canção do velho Bing Crosby "White Christmas", ou à estafa e clássica canção de Bobby Helms “Jingle Bells”, que já ouvimos em todas as versões e vozes imagináveis .
Nos últimos anos, desde o Rock, Rock Oriental, ou até calculem em  “Hip Hop Rap” ou na sua última versão, a modalidade “Fuba Tamang”.
Em termos musicais, a boa lembrança que nos fica deste Natal, é esta maravilhosa canção com umas maravilhosas vozes, trabalhadas certamente numa escola de grande qualidade.


domingo, 25 de dezembro de 2011

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011


BOM NATAL!!!!
ESTA É A PRENDA QUE COLOCO NO 
SAPATINHO DOS LEITORES DESTE BLOGUE

FASCISMO FINANCEIRO
 PCP E O OFF-SHORE DA MADEIRA

PCP quer administração da Caixa no Parlamento para explicar alegadas operações em "off-shore"

O PCP pediu hoje a presença da administração da Caixa Geral de Depósitos no Parlamento para esclarecer os motivos que levam o banco público a realizar alegadas operações financeiras em praças “off-shore”, que são “centros de evasão e fuga fiscal”.
O anúncio feito pelo deputado comunista Honório Novo aos jornalistas vem na sequência de uma notícia divulgada hoje pela RTP e anteriormente avançada pelo jornal Público segundo a qual a Caixa Geral de Depósitos está a transferir a operação que tem na zona franca da Madeira para o paraíso fiscal das ilhas Caimão, devido ao fim de alguns benefícios fiscais no “off-shore” da região portuguesa.

“Não é que nós valorizemos a transferência, não temos nenhuma valorização sobre o ato da transferência, o que queremos saber é porque é que o banco público tem operações financeiras em praças offshore, isto é, nas praças reconhecidamente consensualizadas como centros de evasão e fuga fiscal e de operações financeiras que permitem transferências financeiras com esse objectivo fundamental”, argumentou Honório Novo.
Para o PCP, “o banco público não se deveria permitir a este tipo de actividade”.
“Queremos explicações sobretudo pela existência de operações em ´off-shore´, menos sobre a transferência aludida, entre o ´off-shore´ da Madeira para o ´off-shore´ das ilhas Caimão”, sublinhou.



TEMPO DE ANTENA DO PCP
 O QUE EU PENSO...DITO PELO MEU PARTIDO ...
  O PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS

MAIS UM QUE LHE FUGIU 
A BOCA PARA A VERDADE

UMA QUESTÃO DE ESCUTAS
DISSE VARA A RUI PEDRO GOMES:
TEMOS DE CONTROLAR OS GAJOS QUE ESCREVEM!!!
Conversa gravada
A conversa entre Armando Vara e Rui Pedro Soares faz parte da extensão procedimental onde se investigava o crime de atentado contra o Estado de Direito. Sócrates era suspeito
21/06/09 – 23h03
Rui Pedro Soares – Só para te dizer que já está fechado. Imprimi, já tenho as assinaturas da PT.
Armando Vara – E o gajo [José Eduardo Moniz] ?
R.P. S. – Passa a conselheiro estratégico a pedido. (...) Já estava com preocupações em relação a isto.
A.V. – Em relação a quê?
R.P.S. – Em relação a esta possível operação. Os espanhóis devem ter telefonado ao gajo, cá em Portugal, e isto foi parar a Belém [à Presidência da República]
A.V. – Quem é que pôs isso em Belém?
R.P.S. – Acho que foi o consultor estratégico
A.V. – O consultor estratégico?
R.P.S. – Até ontem à noite só sabia eu e o Zeinal...
A.V. – O Oliveira [Joaquim Oliveira, da Controlinveste] ainda está cheio de coisas (...) que o consultor estava feito com os gajos da Cofina. E que o não sei quantos ia pedir a intervenção da Caixa.
R.P.S. – Estive a tentar convencer o [Francisco] Bandeira [administrador da CGD], mas a Caixa não pode financiar um euro que seja.
A.V. – Então vai fazer com quem?
R.P.S. – O BES Investimento.
A.V. – Os valores são quais? 30? 40?
R.P.S. – São 115 [milhões]?
A.V. – Como justificas isso?
R.P.S. – Nove vezes o Ebitda [lucro gerado pelo negócio].
A.V. – Ó pá, o Ebitda está uma merda [risos].
R.P.S. – Isso pode justificar-se...
A.V. – E o poder?
R.P.S. – Isso... temos o que interessa.
A.V. – Que é qual? A comunicação?
R.P.S. – Sim, a comunicação, exacto.
A.V. – É pá, temos que falar pessoalmente. Se a malta cheira que há esquema nisto dá uma borrada descomunal.
R.P.S. – É pá, mas nós não estamos inocentes nesta coisa do Benfica. [Referem-se à eventual candidatura de Moniz a presidente do clube encarnado].
A.V. – E ela? [Manuela Moura Guedes, subdirectora da TVI].
R.P.S. – Ela fica lá dentro mas na prateleira. Fora desta parte (....) [Silêncio]. Ia-te perguntar qual era o número que querias [do José Eduardo Moniz].
A.V. – É pá, é melhor não lhe falar.
R.P.S. – Em relação a este caso estratégico, o consultor [José Eduardo Moniz] vai dar uma conferência ao lado do Zeinal [Bava] e do Nuno [Vasconcellos].
A.V. – É pá, se vocês precisarem de um financiamento digam qualquer coisa. Porque se é o BES a liderar... digam qualquer coisa,
R.P.S. – Não, não é preciso. Depois a gente fala.
A.V. – Em relação a nós estou preocupado. Temos de controlar bem os gajos que escrevem. Faz parte do plano estratégico da PT, já aconteceu noutros lados do Mundo.
R.P.S. – Este é o timing.
A.V. – Há quatro anos a PT vendeu. E formalizou num período de tomada de posse.
R.P.S. – Pois foi. Há outro activo que está à venda. Mas esse não podemos ser nós a comprá-lo.
A.V.– Qual? O ‘Público’?
R.P.S. – O Correio da Manhã.
A.V. – Eles vendem porquê?
R.P.S. – Ó pá. É a Cofina toda.
A.V. – Ó, isso compra-se.
R.P.S.– Mas isso não somos nós [PT]. Vai haver reunião na quarta-feira de manhã. O Nuno [Vasconcellos] tá a tratar disso.
A.V. – Mas o ‘Público’ é que faz a opinião...
R.P.S. – Mas está a vender uma miséria.
A.V.– Mas faz as manchetes e os telejornais.
R.P.S.– Se conseguires que deixe de fazer...
A.V. – Ó pá, diz qualquer coisa quando vieres. Abraço.

NORONHA DIZ QUE NÃO HÁ CRIME!!!
Noronha Nascimento, presidente do Supremo Tribunal de Justiça, considerou, depois de ouvir as escutas, que não existiam indícios que configurassem crimes de atentado contra o Estado de Direito.

PINTO MONTEIRO,CLASSIFICA COMO POLÍTICO!!!
O procurador-geral da República, Pinto Monteiro, chegou a afirmar que o caso das escutas "era meramente político". Referiu também que as certidões que arquivou não apontavam para crime.

MAIS PALAVRAS PARA QUÊ? 
É JUSTIÇA À PORTUGUESA!
ESTÁ TUDO DITO!!!

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

CORREIO DA MANHÃ
CARRO DE AUTARCA CUSTA 70.000 EUROS

Guilherme Pinto, presidente da Câmara de Matosinhos, pagou 70 mil euros pelo aluguer de um carro de alta cilindrada, ao volante do qual deverá circular nos próximos três anos. Cinco vereadores da câmara tiveram também direito a viaturas novas com diversos extras incluídos, entre os quais leitor de mp3. No total a autarquia vai gastar 200 mil euros nos potentes carros.
O valor dos carros pode, no entanto, aumentar. Aqueles têm quilometragem limitada. Se for ultrapassada antes dos três anos, a Câmara de Matosinhos terá de entregar uma nova quantia.
No concurso, Guilherme Pinto fazia várias exigências. O seu carro teria de ter um motor de 3 mil cc e uma série de extras. Os cinco vereadores pediam para além de acessórios que a viaturas tivessem um leitor de mp3. O motor por seu turno era de 2500 cc.
"É uma falta de moralidade gastar quase 200 mil euros em automóveis de alta cilindrada, numa altura em que a crise afecta o País", afirmou o Pedro Vinha da Costa.
HUMOR NEGRO

ESTA CANALHA QUE NOS GOVERNA 
JÁ NEM NOS FAZ RIR, NO QUE TÊM DE CARICATO

Este “power point” tem a vantagem de nos solidarizar com quem teve a habilidade tirar a mascara a alguns destes “importantes” personagens.
Fazem-nos amargar cada dia que nasce, olhando do alto do seu “conforto” o nível de sofrimento que conseguem determinar a cada português, que não siga o seu conselho de abandonar o “conforto” da terra onde nasceu.
NESTE LINK

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

ATAQUE CARDÍACO DO CAPITALISMO!

UM VÍDEO QUE É UM RESUMO MUITO ESCLARECEDOR DA SITUAÇÃO EM QUE NOS ENCONTRAMOS

O SENHOR SILVA
ENSINA COMO FAZER UMA ESCRITURA BEM FEITA!

No dia 9 de Julho de 1998, a notária Maria do Carmo Santos deslocou-se ao escritório de Fernando Fantasia, na empresa industrial Sapec, Rua Vítor Cordon, em Lisboa, para proceder a uma escritura especial.
O casal Cavaco Silva (cerimoniosamente identificados com os títulos académicos de "Prof. Dr." e "Dra.") entregava a sua casa de férias em Montechoro, Albufeira, e recebia em troca da Constralmada - Sociedade de Construções Lda. uma nova moradia no mesmo concelho. Ambas foram avaliadas pelas partes no mesmo valor: 135 mil euros. Este tipo de permutas, entre imóveis do mesmo valor, está isento do pagamento de sisa, o imposto que antecedeu o IMI, e vigorava à época.
Mas a escritura refere, na página 3, que Cavaco Silva recebe um "lote de terreno para construção", omitindo que a vivenda Gaivota Azul, no lote 18 da Urbanização da Coelha, já se encontrava em construção há cerca de nove meses.
Segundo o "livro de obras" que faz parte do registo da Câmara Municipal de Albufeira, as obras iniciaram-se em 10 de Outubro do ano anterior à escritura, em 1997.
Tal como confirma Fernando Fantasia, presente na escritura, e dono da Opi 92, que detinha 33% do capital da Constralmada, que afirmou, na quinta-feira, 20, à VISÃO que o negócio escriturado incluía a vivenda.
"A casa estava incluída, com certeza. Não há duas escrituras.
"Fantasia diz que a escritura devia referir "prédio", mas não é isso que ficou no documento que pode ser consultado no cartório notarial de António José Alves Soares, em Lisboa, e que o site da revista Sábado divulgou na quarta-feira à tarde.
Ou seja, não houve lugar a qualquer pagamento suplementar, por parte de Cavaco Silva à Constralmada.
A vivenda Mariani, mais pequena, e que na altura tinha mais de 20 anos, foi avaliada pelo mesmo preço da Gaivota Azul, com uma área superior (mais cerca de 500 metros quadrados), nova, e localizada em frente ao mar.
Fernando Fantasia refere que Montechoro "é a zona cara" de Albufeira e que a Coelha era, na altura, "uma zona deserta", para justificar a avaliação feita.
A Constralmada fechou portas em 2004.
Fernando Fantasia não sabe o que aconteceu à contabilidade da empresa.
O empresário, amigo de infância e membro da Comissão de Honra da recandidatura presidencial de Cavaco Silva, não se recorda se houve "acerto de contas" entre o proprietário e a construtora.
"Quem é que se lembra disso agora? A única pessoa que podia lembrar-se era o senhor Manuel Afonso [gerente da Constralmada], que já morreu, coitado..."
No momento da escritura, Manuel Afonso não estava presente.
A representar a sociedade estavam Martinho Ribeiro da Silva e Manuel Martins Parra.
Este último, já não pertencia à Constralmada desde 1996, data em que renunciou ao cargo de gerente.
Parra era, de facto, administrador da Opi 92.
Outro interveniente deste processo é o arquitecto Olavo Dias, contratado para projectar a casa de Cavaco Silva nove meses antes de este ser proprietário do lote 18.
Olavo Dias é familiar do Presidente da República, por afinidade, e deu andamento ao projecto cujo alvará de construção foi aprovado no dia 22 de Setembro de 1997.
A "habitação com piscina" que ocupa "620,70 m2" num terreno de mais de1800, é composta por três pisos, e acabou de ser construída, segundo os registos da Câmara a 6 de Agosto de 1999.
A única intervenção de Cavaco Silva nas obras deu-se poucos dias antes da conclusão, a 21 de Julho de 1999, quando requereu a prorrogação do prazo das obras (cujo prazo caducara em 25 de Junho).
A família Cavaco Silva ocupa, então, a moradia, em Agosto.
A licença de utilização seria passada quatro meses depois, a 3 de Dezembro, pelo vereador (actual edil de Albufeira, do PSD) Desidério Silva, desrespeitando, segundo revela hoje a edição do Público, um embargo camarário à obra, decretado em Dezembro de 1997, e nunca levantado.
A VISÃO não conseguiu obter nenhum comentário do Presidente da República.
Aprendam com o nosso presidente, pois ele, só vai estar mais cinco anitos...

“(...) Uma burguesia, cívica e politicamente corrupta até à medula, não descriminando já o
bem do mal, sem palavra, sem vergonha, sem carácter, havendo homens que, honrados
na vida íntima, descambam na vida pública em pantomineiros e sevandijas, capazes de
toda a veniaga e toda a infâmia, da mentira à falsificação, da violência ao roubo, donde
provém que na política portuguesa sucedem, entre a indiferença geral, escândalos
monstruosos, absolutamente inverosímeis no Limoeiro.
[Guerra Junqueiro, 1896] 



segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

 
IRS
FACTURAS QUE DEVE JUNTAR ATÉ AO FIM DO ANO


Por: Sónia Peres Pinto, publicado em 19 Dez 2011 

Tem menos de 15 dias para juntar todas as facturas que poderá apresentar na sua declaração de IRS a entregar em 2012. A tarefa é praticamente igual e por isso, não se esperam grandes surpresas. Contudo, este será o último ano em que pode aproveitar as deduções tal como as conhece até aqui. A fórmula é simples: quanto mais despesas apresentar, menor será o imposto cobrado. Mas vá-se mentalizando, o próximo reembolso de IRS deverá ser bem mais pequeno do que os anteriores devido à introdução de limites máximos nos benefícios fiscais para as famílias com rendimentos a partir do terceiro escalão. Benefícios fiscais limitados a cem euros, taxas de IRS agravadas e menos deduções vão diminuir os reembolsos. Além das habituais despesas de saúde, educação e habitação, existem outros gastos que pode apresentar e que podem fazer toda a diferença na hora do reembolso.

SAÚDE
Os gastos com a saúde estão todos os anos entre as principais facturas apresentadas pelas famílias portuguesas. À semelhança do que aconteceu no ano passado, este ano poderá apresentar 30% das despesas efectuadas com saúde, sem limite máximo. Contudo, estas despesas devem estar isentas de IVA ou terem sido sujeitas a uma taxa de IVA reduzida. Poderá também deduzir até 30% das despesas de saúde com IVA à taxa mais elevada (desde que apresente receita médica) até um limite de 65 euros ou 2,5% das despesas declaradas como isentas ou sujeitas à taxa reduzida. Mas para o ano vamos assistir a alterações neste campo. Na declaração de rendimentos a apresentar em 2013 (referente aos rendimentos auferidos em 2012) iremos assistir à redução da dedução referente a estas despesas que desce de 30% para 10%. Além disso, pela primeira vez, vamos assistir a um limite máximo destes gastos: 833,44 euros. Não se esqueça que o fisco considera obrigatório a apresentação do nome do beneficiário em todas as facturas relacionadas com os cuidados de saúde.

CASA: COMPRA E RENDA
No caso das despesas com a casa, o contribuinte poderá continuar a poder deduzir 30% dos gastos relacionados com os juros e com as amortizações. No caso do imóvel ser arrendado, as rendas também poderão ser apresentadas até um limite máximo de 591 euros. Este montante será majorado até 886,5 euros para contribuintes com rendimentos até 7.410 euros por ano. Ou seja, para contribuintes cujos rendimentos estejam enquadrados dentro do primeiro e do segundo escalão do IRS. No entanto, neste campo vamos assistir a várias alterações no próximo, ou seja, nas declarações a entregar em 2013. A partir daí, as amortizações vão deixar de ser dedutíveis e os juros serão aceites, mas apenas para os contractos de compra e venda até 31 de Dezembro de 2011. A dedução será de 15% até um limite máximo de 591 euros. Já os novos contractos vão deixar de poder apresentar estas deduções. Melhores notícias para quem tem casa arrendada, pois os contribuintes vão poder continuar a fazer as suas deduções até 591 euros quer se trate de contractos novos ou antigos.

EDUCAÇÃO
Para quem tem filhos uma das formas mais utilizadas para baixar a factura do IRS é através da dedução das despesas relacionadas com a educação. Este ano ainda é possível apresentar gastos com a escola dos filhos ou com a sua própria formação em 30% até um limite de 760 euros. Feitas as contas, este montante corresponde a uma despesa máxima de 2533 euros. O fisco aceita as mais variadas despesas relacionadas com esta área, desde a compra de material escolar a mensalidades de jardins de infância, escolas ou estabelecimentos de ensino superior. Pode também incluir gastos relacionados com deslocações e alojamento. No entanto, no caso das famílias com mais de três dependentes, a este limite é acrescido ainda um valor de 142,50 euros por cada dependente. Não se esqueça que, tal como aconteceu com a declaração apresentada no ano passado, é preciso inscrever o número fiscal dos dependentes para deduzir as despesas. Isso significa que, todas as facturas têm de incluir o número fiscal do elemento da família a que se referem.

PPR’S
Este ano os contribuintes podem continuar a gozar dos benefícios fiscais que são atribuídos aos Planos Poupança Reforma, no entanto, conte com fortes cortes, já que este produto de poupança foi fortemente penalizado. Até ao ano passado, os contribuintes que tivessem este produto de poupança ou fossem subscritores de certificados de reforma poderiam deduzir até 20% das entregas feitas nestes planos e beneficiar de um abate no IRS até 400 euros. Estas condições mantêm-se, mas o facto de este ano a soma dos benefícios fiscais dedutíveis à colecta não poder ultrapassar os 100 euros, leva a que o benefício fiscal associado aos PPR seja muito reduzido. A Associação de Defesa do Consumidor chama, no entanto, a atenção para a dificuldade de atingir este valor. A explicação é simples: este benefício fiscal só pode ser aplicado a quem estiver no terceiro escalão de IRS. Contudo, não há limite nos dois primeiros escalões, ou seja, para rendimentos até 7410. Mesmo assim, os contribuintes destes escalões não estão em vantagem. Na verdade, é tecnicamente impossível aproveitar a totalidade.

ENCARGOS COM LARES
O fisco também aceita despesas efectuadas com lares, apoios domiciliários e instituições de apoio à terceira idade. É possível deduzir 25% destas despesas na declaração de IRS até um limite de 403,75 euros. Feitas as contas, para conseguir ter acesso a este limite máximo terá de efectuar despesas no montante total de 1612 euros.


SEGUROS
Vamos também assistir à introdução de um limite de 2096,10 euros para a dedução ao rendimento referente a prémios de seguros de doença, de acidentes pessoais e de vida, no caso de profissões de desgaste rápido (e não é só para praticantes desportivos, mas também para mineiros e pescadores). Apenas os contribuintes deficientes não serão os mais prejudicados, já que estes podem continuar a apresentar os prémios dos seguros de acidentes pessoais e de vida e o fisco continua a considerar 90% dos rendimentos bruto. Isso significa que, mantém-se em vigor o regime de 2010. Por isso mesmo é possível deduzir 25% dos prémios com seguros de vida até 65 euros por contribuinte.

ENERGIAS RENOVÁVEIS
Uma das grandes novidades deste ano em matéria de deduções fiscais dizem respeito aos gastos relacionados com as energias renováveis. As facturas relacionadas com a compra de equipamentos energéticos deixaram de ser consideradas deduções e passaram a ser entendidas como benefícios fiscais. São aceites 30% das despesas efectuadas com equipamentos de energias renováveis, obras de melhoria de condições térmicas de edifícios ou a aquisição de veículos exclusivamente eléctricos. Mas nem tudo são vantagens: estes gastos só poderão ser apresentados uma vez em cada quatro anos e, além disso, o Executivo colocou um tecto máximo de 100 euros para os contribuintes poderem beneficiar destes benefícios fiscais. Feitas as contas: ser amigo do ambiente poderá representar uma poupança até 100 euros no IRS, mas apenas se estiver no terceiro escalão. Se estiver no quarto escalão, a dedução desce para um máximo de 80 euros e assim progressivamente. Isso significa que, o valor máximo a deduzir vai diminuindo à medida que aumenta o rendimento colectável do contribuinte.

PENSÕES DE ALIMENTOS
Os contribuintes podem deduzir na sua declaração de rendimentos, os encargos com pensões de alimentos, mas o valor a apresentar terá limites e, para estes gastos serem aceites, terão de ter sido estipulados pelo tribunal. Por exemplo, se aumentar voluntariamente o valor da pensão de alimentos, o novo montante só é reconhecido quando o tribunal ou o conservador do registo civil o homologarem. Para isso, o contribuinte tem de propor o novo montante, indicar os motivos do pedido e a razoabilidade do valor apresentado. As quantias pagas só podem ser deduzidas a partir da data do novo acordo ou sentença. Ao todo, é possível apresentar 20% destas despesas até um limite de 1048,05 euros mensais por cada beneficiário. Até ao ano passado, o contribuinte podia deduzir 20% dos valores pagos sem outro limite. Mas para o ano, o cenário já será diferente. Os gastos a apresentar na declaração de IRS serão ainda mais restritos e, de acordo com o Orçamento de Estado para 2012, o valor total a deduzir no IRS não poderá ultrapassar os 419,22 euros por mês.
O MEU PRESENTE DE NATAL
OS COMUNISTAS JÁ NÃO COMEM CRIANCINHAS, NEM MATAM OS VELHOS COM UMA INJECÇÃO ATRÁS DA ORELHA.
AGORA ESTÃO MAIS INTELECTUALIZADOS!!!

O vídeo "5 maneiras de descobrir se seu amigo é comunista" satiriza a propaganda anticomunista dos norte-americanos.
Repleto de clichês utilizados pelos EUA durante a Guerra Fria, o vídeo demonstra, de uma maneira bem-humorada, o quanto é absurdo condenar as pessoas pelo seu comportamento.
Da mesma maneira, a propaganda americana propaga hoje que todos os homens barbudos e islâmicos são terroristas e que só há democracia nos EUA e naqueles países governados por seus aliados.
É de rir… para não chorar!!!

domingo, 18 de dezembro de 2011

POBRE ZÉ POVINHO
TEM UM GOVERNO, QUE SE SENTE TÃO INCOMPETENTE...
QUE ATÉ O ACONSELHA A EMIGRAR!!!

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

DECRETO LEI Nº 496/80 DE 20 DE OUTUBRO

OS SUBSÍDIOS DE NATAL E DE FÉRIAS SÃO INALIENÁVEIS E IMPENHORÁVEIS

PELO QUE CONSTA NESTE DECRETO-LEI, OS SUBSÍDIOS DE NATAL E DE FÉRIAS SÃO INALIENÁVEIS E IMPENHORÁVEIS E ATÉ AO MOMENTO A LEI AINDA NÃO FOI REVOGADA, NEM ALTERADA.

HAVERÁ ALGUMA ALMA CARIDOSA, 
QUE  SAIBA EXPLICAR O QUE SE PASSA???

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

BANCO CENTRAL EUROPEU (BCE)
.
UM CURIOSO PSEUDO-DIÁLOGO PEDAGÓGICO, ENVIADO POR UM AMIGO, SOBRE O QUE É E COMO FUNCIONA O BANCO CENTRAL EUROPEU
O BCE é o banco central dos Estados da UE que pertencem à zona euro, como é o caso de Portugal.

E DONDE VEIO O DINHEIRO DO BCE?
- O dinheiro do BCE, ou seja o capital social, é dinheiro de nós todos, cidadãos da UE, na proporção da riqueza de cada país. Assim, à Alemanha correspondeu 20% do total. Os 17 países da UE que aderiram ao euro entraram no conjunto com 70% do capital social e os restantes 10 dos 27 Estados da UE contribuíram com 30%.
E É MUITO, ESSE DINHEIRO?
- O capital social era 5,8 mil milhões de euros, mas no fim do ano passado foi decidido fazer o 1º aumento de capital desde que há cerca de 12 anos o BCE foi criado, em três fases. No fim de 2010, no fim de 2011 e no fim de 2012 até elevar a 10,6 mil milhões o capital do banco.
ENTÃO, SE O BCE É O BANCO DESTES ESTADOS PODE EMPRESTAR DINHEIRO A PORTUGAL, OU NÃO?
COMO QUALQUER BANCO, PODE EMPRESTAR DINHEIRO A UM OU OUTRO DOS SEUS ACCIONISTAS.
- Não, não pode.
PORQUÊ?!
- Porquê? Porque... porque, bem... são as regras.
ENTÃO, A QUEM PODE O BCE EMPRESTAR DINHEIRO?
- A outros bancos, a bancos alemães, bancos franceses ou portugueses.
AH PERCEBO, ENTÃO PORTUGAL, OU A ALEMANHA, QUANDO PRECISA DE DINHEIRO EMPRESTADO NÃO VAI AO BCE, VAI AOS OUTROS BANCOS QUE POR SUA VEZ VÃO AO BCE.
- Pois.
MAS PARA QUÊ COMPLICAR? 
NÃO ERA MELHOR PORTUGAL OU A GRÉCIA OU A ALEMANHA IREM DIRECTAMENTE AO BCE?
- Bom... sim... quer dizer... em certo sentido... mas assim os banqueiros não ganhavam nada nesse negócio!
AGORA NÃO PERCEBI!!..
- Sim, os bancos precisam de ganhar alguma coisinha. O BCE de Maio a Dezembro de 2010 emprestou cerca de 72 mil milhões de euros a países do euro, a chamada dívida soberana, através de um conjunto de bancos, a 1%, e esse conjunto de bancos emprestaram ao Estado português e a outros Estados a 6 ou 7%.
MAS ISSO ASSIM É UM "NEGÓCIO DA CHINA"! SÓ POR IREM A BRUXELAS BUSCAR O DINHEIRO?
- Não têm sequer de se deslocar a Bruxelas. A sede do BCE é na Alemanha, em Frankfurt. Neste exemplo, ganharam com o empréstimo a Portugal uns 3 ou 4 mil milhões de euros.
ISSO É UM VERDADEIRO ROUBO... COM ESSE DINHEIRO ESCUSAVAM ATÉ DE CORTAR NAS PENSÕES, NO SUBSÍDIO DE DESEMPREGO OU DE NOS TIRAREM PARTE DO 13º MÊS.
As pessoas têm de perceber que os bancos têm de ganhar bem, senão como é que podiam pagar os dividendos aos accionistas e aqueles ordenados aos administradores que são gente muito especializada.
MAS QUEM É QUE MANDA NO BCE E PERMITE UM ESCÂNDALO DESTES?
- Mandam os governos dos países da zona euro. A Alemanha em primeiro lugar que é o país mais rico, a França, Portugal e os outros países.
ENTÃO, OS GOVERNOS DÃO O NOSSO DINHEIRO AO BCE PARA ELE EMPRESTAR AOS BANCOS A 1%  E DEPOIS ESTES EMPRESTAM A 5 E A 7% AOS GOVERNOS QUE SÃO DONOS DO BCE?
- Bom, não é bem assim. Como a Alemanha é rica e pode pagar bem as dívidas, os bancos levam só uns 3%. A nós ou à Grécia ou à Irlanda que estamos de corda na garganta e a quem é mais arriscado emprestar, é que levam juros a 6%, a 7 ou mais.
ENTÃO NÓS SOMOS OS DONOS DO DINHEIRO E NÃO O PODEMOS PEDIR AO NOSSO PRÓPRIO BANCO!...
- Nós, qual nós?! O país, Portugal ou a Alemanha, não é só composto por gente vulgar como nós. Não se queira comparar um borra-botas qualquer que ganha 400 ou 600 euros por mês ou um calaceiro que anda para aí desempregado, com um grande accionista que recebe 5 ou 10 milhões de dividendos por ano, ou com um administrador duma grande empresa ou de um banco que ganha, com os prémios a que tem direito, uns 50, 100, ou 200 mil euros por mês. Não se pode comparar.
MAS, E OS NOSSOS GOVERNOS ACEITAM UMA COISA DESSAS?
- Os nossos Governos... Por um lado, são, na maior parte, amigos dos banqueiros ou estão à espera dos seus favores, de um empregozito razoável quando lhes faltarem os votos.
MAS ENTÃO ELES NÃO ESTÃO LÁ ELEITOS POR NÓS?
- Em certo sentido, sim, é claro, mas depois... quem tem a massa é quem manda. É o que se vê nesta actual crise mundial, a maior de há um século para cá.
Essa coisa a que chamam sistema financeiro transformou o mundo da finança num casino mundial, como os casinos nunca tinham visto nem suspeitavam, e levou os EUA e a Europa à beira da ruína.
É claro, essas pessoas importantes levaram o dinheiro para casa e deixaram gente como nós, que tinha metido o dinheiro nos bancos e nos fundos, a ver navios. Os governos, então, nos EUA e na Europa, para evitar a ruína dos bancos tiveram de repor o dinheiro.
E ONDE O FORAM BUSCAR?
- Onde havia de ser!? Aos impostos, aos ordenados, às pensões. De onde havia de vir o dinheiro do Estado?...
MAS METERAM OS RESPONSÁVEIS NA CADEIA?
- Na cadeia? Que disparate! Então, se eles é que fizeram a coisa, engenharias financeiras sofisticadíssimas, só eles é que sabem aplicar o remédio, só eles é que podem arrumar a casa.
É claro que alguns mais comprometidos, como Raymond McDaniel, que era o presidente da Moody's, uma dessas agências de rating que classificaram a credibilidade de Portugal para pagar a dívida como lixo e atiraram com o país ao tapete, foram... passados à reforma. Como McDaniel é uma pessoa importante, levou uma indemnização de 10 milhões de dólares a que tinha direito.
E ENTÃO COMO É? COMEMOS E CALAMOS?
- Isso já não é comigo, eu só estou a explicar...
O ANTES E O DEPOIS
DIFERENÇAS ENTRE O PRIMEIRO 
E O ÚLTIMO PRESIDENTE DA REPUBLICA

UM RETRATO POLÍTICO DO PRIMEIRO PRESIDENTE DA REPUBLICA – MANUEL DE ARRIAGA
Oriundo de famílias aristocráticas, o pai deixou de lhe pagar os estudos e deserdou-o, certamente pela sua vocação republicana.
Trabalhou, dando lições de inglês para poder continuar o curso. Formou-se em Direito.
Foi advogado, professor, escritor, político e deputado.
Foi também vereador da Câmara Municipal de Lisboa.
Foi reitor da Universidade de Coimbra.
Foi Procurador-Geral da República.
Passou cinquenta anos da sua vida a defender uma sociedade mais justa.
Com 71 anos foi eleito Presidente da República.
Afirmou na tomada de posse: "Estou aqui para servir o país. Seria incapaz de alguma vez me servir dele..."
Recusou viver no Palácio de Belém, tendo escolhido uma modesta casa anexa a este.
Pagou a renda da residência oficial e todo mobiliário, do seu bolso.
Recusou ajudas de custo, prescindiu do dinheiro para transportes, não quis secretário, nem protocolo e nem sequer Conselho de Estado.
Foi aconselhado a comprar um automóvel para as deslocações, mas fez questão de o pagar também do seu bolso.

UM RETRATO POLÍTICO DO ÚLTIMO PRESIDENTE DA 
REPUBLICA – ANIBAL CAVACO SILVA
Para uma estadia de cinco dias nos Açores os Cavacos levaram atrás deles uma comitiva de 30 pessoas.
2- Chefe da Casa Civil e respectiva esposa
12- Agentes de segurança (o sítio é cheio de perigos)
2- Consultores
4- Assessores
1- Médico pessoal
1- Enfermeira
2- Bagageiros
2- Fotógrafos oficiais
1- Mordomo ( cúmulo da futilidade e pirosismo )

BEM PREGA O FREI TOMAZ
Segundo o Diário de Notícias a Presidência da República de Cavaco Silva, custa 16 milhões de euros por ano (163 vezes mais do que custava Ramalho Eanes), ou seja, 1,5 euros a cada português.
Dinheiro que, para além de pagar o salário de Cavaco, sustenta ainda os seus 12 assessores e 24 consultores, bem como o restante pessoal que garante o funcionamento da Presidência da República.
Os 16 milhões de euros que são gastos anualmente pela Presidência da República colocam Cavaco Silva entre os chefes de Estado que mais gastam em toda a Europa, gastando o dobro do Rei Juan Carlos de Espanha (oito milhões de euros) sendo apenas ultrapassado pelo presidente francês, Nicolas Sarkozy (112 milhões de euros) e pela Rainha de Inglaterra, Isabel II, que ‘custa’ 46,6 milhões de euros anuais
É inconcebível, é no mínimo imoral, ouvir o actual Presidente da República dizer que nenhum português está imune a sacrifícios e que TODOS temos que os fazer, para vencer a crise!!!

SERÁ QUE ELE PENSA QUE SOMOS TODOS PARVOS???

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

TEMPOS DE LOUCURA 
OU OS INFELIZES CONCEITOS DOS NOSSOS PRIMEIROS MINISTROS
Depois de durante uns dias ter soçobrado às agruras de uma fortíssima gripalhada, sou surpreendido na primeira tentativa que faço para ver televisão, por uma entrevista ao nosso primeiro-ministro Passos Coelho, feita por Nuno Rogeiro e Martin Cabral no programa “Sociedade das Nações”, da “Sic Noticias”.
É assustador, ouvir este homem que tem o poder de decidir sobre o meu futuro, dos meus familiares e dos meus concidadãos, afirmar com toda a calma do mundo, quando Nuno Rogeiro lhe pergunta se não lhe custa que a Europa seja vendida a retalho aos chineses, mesmo cumprindo todas as regras do mercado, responder:
“A mim não me repugna coisa nenhuma”.
Perante tão perturbante e abrangente afirmação, Nuno Rogeiro instintivamente contesta:
“Espero que lhe repugne alguma coisa”
Reagindo instintivamente ao intempestivo escrúpulo do entrevistador, viu-se obrigado a melhorar o desabafo acrescentando:
“Não, não no que respeita á venda de activos. Eu julgo que quando alguém não tem dinheiro suficiente para manter uma grande empresa, se quer manter a criação de riqueza e de emprego, deve entregar a gestão dessa empresa a quem tem dinheiro para a gerir e também quem a saiba gerir.”
Está tudo dito e não é preciso acrescentar mais nada, para se perceber a canalha de bufarinheiros, que nos saiu na rifa.
Que pesadelo para um cidadão, acabar sair de um governo em que o seu principal responsável José Sócrates, esbanjou toda a capacidade económica e financeira do país, e não satisfeito, hipotecou grande parte do futuro de Portugal, porque defende a peregrina ideia de:
”Para países como Portugal e Espanha pagar a dívida é uma ideia de criança”.
O senhor que se seguiu, é outro que entre as belas qualidades que possui,  não lhe repugna nada vender o património português, a um qualquer grupo chinês, alemão ou de qualquer outra nacionalidade, desde que em primeiro lugar tenha dinheiro para o comprar e em segundo o saiba gerir bem.
Neste gerir bem, está certamente a primordial preocupação de que  eles possam enviar bastantes “royalties” e dividendos, para as suas contas nos paraísos fiscais.
Também provou que não lhe repugna nada, alimentar a gula dos banqueiros, esfolando o povo trabalhador, os reformados e pensionistas, bem como roubar o futuro às novas gerações, que só têm como opção emigrar, à média de 400 por dia.
Nada melhor para terminar este texto  que uma paródia musical do grupo “The Codice”, com o título “A Injecção da Banca”, numa adaptação de uma conhecida música de Quim Barreiros, que um amigo me enviou, onde a brincar a brincar, dizem absolutas evidências da libertina cumplicidade, entre o governo e os banqueiros.
Embora na tragédia dos tempos que correm, cause perplexidade um tempo para sorrir, permitimo-nos colocar esta brincadeira musical, onde se retracta de forma sorridente, até que ponto, nós os parolos deste país, estamos condenados a morrer à mingua, para a minoria dominante não perder as habituais mordomias.


sábado, 10 de dezembro de 2011

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

PARA AINDA PODERMOS IR VENDO 
ALGO VERDADEIRAMENTE BELO!!!

O TOURO TOUREIRO
O TOUREIRO TOUREADO

 
MAIS O CASO DE UM SER  BURLESCO, TOUREADO

QUE NEM SEQUER DÁ POR ISSO, PORQUE NÃO PERCEBE NADA DO QUE SE ESTÁ A PASSAR!!!

São dois vídeos, que mostram as mais hilariantes formas, de que se pode revestir a “Festa Brava”
Certamente quem já tenha visto o vídeo que coloquei no passado sábado dia 3 de Dezembro, com o primeiro título,  que encabeça este texto e vê agora mais dois vídeos, abordando o mesmo tema das touradas, estará a deduzir que mudei radicalmente de opinião e comecei a esmerar-me nas delícias da Festa Brava.
Não é um início insidioso de deterioração progressiva de valores, "esclerose", ou síndroma demencial, próprios da idade avançada.
Acontece que nunca tinha visto touradas com estas características, e estas sim, são do meu inteiro agrado.
No primeiro vídeo que já referi,  o touro...vira toureiro!!!.
Hoje para meu contentamento, apresento já de seguida outro caso de um touro que vira toureiro, mas como não sabe falar, em vez de descompor o toureiro por palavras, fá-lo por actos!
E como é que ele faz isso… pergunta você?
Fácil, respondo eu…pelos meios rudimentares de que a natureza o dotou.
O segundo caso (segundo vídeo) também é uma questão de Natureza.
Só que desta vez mais elaborada, porque se trata da “Dialéctica da Natureza”, que é algo mais sofisticado.
Neste primeiro vídeo, não está com meias medidas, o touro utiliza a natureza da força.
No segundo...o caso é mais requintado…são utilizadas as forças da Natureza.
E por causa disso:
O pobre do touro, manso como uma vaca leiteira em pasto verdejante, sacudiu o rabo entre as pernas e limitou-se a contemplar a assistência.

CONTINUAVA A NÃO PERCEBER  NADA…. DO QUE SE ESTAVA A PASSAR!!!


quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

REVELANDO O QUE A CULTURA
PODE FAZER E FAZ, POR UM POVO

 
A MODESTA VERSÃO PORTUGUESA DE UM 

“FALSH CONCERT”
Com este este separador e a parte a azul deste título, publicámos neste Blogue em 23 de Outubro 2011, um texto com vários vídeos, mostrando iniciativas do tipo “Flash concert” ou seja numa leitura mais ou menos livre, um “concerto espontâneo” ou inesperado…diremos nós!
Explicávamos nós então, que estas iniciativas, tipo “Flash”, são sempre apresentados de surpresa e organizados de molde a que os artistas, fazendo-se passar por normais utilizadores de um espaço, como naqueles casos, fazendo -se passar por passageiros dos comboios ou frequentadores de feiras, festas ou enormes restaurantes, onde os artistas começavam a actuar um a um e terminando com o envolvimento de toda a companhia, para enorme prazer de quem, por coincidência, estivesse a passar para apanhar o comboio, ou para festejos num restaurante e por essas razões tivessem o privilégio de ali se encontrar, naqueles precisos momentos.
Foi assim no átrio de uma estação de caminho-de-ferro de Antuérpia, um grande bailado com a intervenção de um conjunto de dezenas e dezenas de bailarinos, num terminal de Filadélfia, com a interpretação de uma companhia de ópera interpretando o trecho “Brindsi” da ópera “La Traviata” de Verdi, começando aquele texto com o vídeo e a descrição de uma belíssima interpretação do Bolero de Ravel, na Gare Central da Estação de Copenhaga pela Orquestra Filarmónica de Copenhaga.
Vem tudo isto a propósito de um vídeo que acabo de receber, com a tentativa portuguesa de imitar um “Flash Concert” na Gare do Oriente, por quatro cantores de Opera, que até cantaram muito bem, mas que dada a dimensão da intervenção e a forma modesta e dispersa como se revestiu a intervenção, não produziu a mobilização que certamente os seus autores esperariam e mereciam, pela sua qualidade.

NOTA- Aconselhamos a ver este vídeo em ecrã inteiro

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

ASSASSINOS!!!
ESTE É UM GOVERNO DE ASSASSINOS E COLABORADORES DE ASSASSINOS

Não é calúnia de um qualquer cidadão extremista, radical, fala barato, ou irresponsável!!!
A certeza de que o aumento para o dobro das taxas moderadoras, vai causar muitas mortes, quer por falta de assistência, ou tratamento, quer pela impossibilidade de fazer exames que também foram aumentados.
Esta é uma realidade, uma certeza absoluta!!!.
Para chegarmos até aqui, é porque de certeza os governantes e inclusivamente o presidente da Republica, já colocaram a nossa Constituição no lixo.
A CONSTITUIÇÃO DA REPUBLICA PORTUGUESA, no Nº 2 do seu ARTIGO 64ª determina inequivocamente, que o Serviço Nacional de Saúde, seja TENDENCIALMENTE gratuito.
Acontece que a dimensão deste aumento já nem pode sequer ser considerada como taxa moderadora, mas sim, um co-pagamento.
É preciso recordar que todos os serviços de saúde que temos beneficiado (até há bastante tempo atrás), foram sempre prestados gratuitamente, porque o seu pagamento estava incluído nos descontos que os trabalhadores faziam.
A sua extensão a não contribuintes, foi uma das grandes conquistas sociais do 25 de Abril, com a criação do Serviço Nacional de Saúde (SNS).
Coloquei o “até há bastante tempo atrás” entre parêntesis, porque já com o governo “Socialista”, fomos obrigados a pagar as taxas moderadoras, com o artifício de diminuir o acesso exagerado a esses serviços.
Agora aproveitando a crise, para poderem continuar a encher os bolsos aos banqueiros, aumenta as taxas normais para 10 euros e 20 euros nas urgências, esquecendo de dizer os aumentos que tratamentos, exames e analises irão ter, a pontos de António Arnaud encolerizar-se, por considerar que haverá doentes que terão de pagar mais de 100 euros.
Artificiosamente, desculpam-se com um pequeno aumento do número das isenções, para quem receber “per capita”, mais de 630 euros.
Como se 630 euros, fosse um valor que desse para mais, do que não morrer á fome!!!
O que me causa perplexidade é o descaramento dos governantes e alguma comunicação social, passar como “cão por vinha vindimada”, sobre os constantes atropelos que estão a fazer á Lei Fundamental.
O que me causa a maior perplexidade, é o Exmº Senhor Presidente da Republica, Professor Aníbal Cavaco Silva, preocupar-se mais com a irrepreensibilidade da sua aparência exterior em termos de sua toilete e da particularíssima atenção que dedica ao seu nó da gravata, do que ter uma palavra, um gesto em defesa do Constituição que jurou defender.
Nós estamos em crise???
Não…nós estamos em guerra!!!
O povo, os trabalhadores, os explorados deste país, estão a ser assassinados das mais variadas maneiras!
400 de nós consegue fugir ou emigrar todos os dias, desta luta que travamos com o nosso principal inimigo…que é o governo deste país e os partidos que o sustenta.
Esta é uma consequência directa da política iniciada por Mário Soares e continuada pelos dirigentes e quadros do Partido “Socialista” que se seguiram.
Essa política visava em primeiro lugar uma disfarçada campanha contra os trabalhadores e o povo, elegendo os comunistas e nomeadamente o Partido Comunista Português, como seu alvo preferencial, caluniando não só a sua acção política, como as suas intenções, para furtivamente destruírem as conquistas de Abril.
Não fora a sua acção e certamente o panorama da situação política e económica do nosso país e talvez da Europa, fosse outra, completamente diferente.
O cerco mediático, que tem sido feito ao Partido Comunista Português, desde 1975; a mentira, a calúnia, o silêncio sobre a sua actividade política e a maioria das suas propostas, as mentiras e falsidades sobre a integridade dos seus dirigentes, autarcas e militantes, tem servido para alimentar preconceitos e visões deturpadas, sobre a sua intransigente luta na defesa dos interesses do povo português.
Longe da Europa, outro povo heróico, o povo cubano, sustenta de forma exemplar desde 1960, uma luta tenaz, contra um bloqueio económico desumano, para manter a sua dignidade e a sua independência, em condições extremamente duras, e enfrentando igualmente as calúnias, traições e mentiras dos exploradores e inimigos do povo.
Fidel Castro é apresentado como perverso e Cuba, como um inferno.
No entanto é ele que se interroga justamente:
"Em vez de nos agredirem como nos agridem, por que é que não fazem simplesmente uma pergunta: como é possível que Cuba em 30 anos tenha feito o que a América-Latina não fez em 200 anos?"
Salvando as devidas proporções, também Álvaro Cunhal e o Partido Comunista Português, foram e são igualmente diabolizados.
É preciso não esquecer, que para alem daquele desumano bloqueio que Cuba sofre desde 1960, toda e qualquer empresa, onde haja o mais ligeiro interesse ou intervenção de norte-americanos, em qualquer parte do mundo, está proibido de fornecer seja o que for a Cuba.
Toda esta enorme pressão económica, juntamente com a crise mundial que se faz sentir, não impediu Cuba de ter o melhor desenvolvimento humano da América Latina, com a mais baixa mortalidade, a mais elevada esperança de vida, o melhor acesso à saúde e á educação. A sua saúde sexual e reprodutivo, e os indicadores de envelhecimento de sua população, continuam a ter valores semelhantes e por vezes maiores que as grandes nações industrializadas.
Todas estas considerações foram feitas por uma entidade insuspeita o FUNDO DE POPULAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS, que considerou Cuba com um desenvolvimento equivalente a um quarto de século de avanço, em relação aos demais países da América Latina e do Caribe.

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

A ARMADILHA DA GLOBALIZAÇÃO
ÉS BRUXO OU ESTÁS A ARMAR AOS CÁGADOS?!!!

É O QUE DIRIA QUEM ME TIVESSE OUVIDO DIZER… EU JÁ SABIA!!!
OU NÃO TIVESSEM LIDO O DOCUMENTO QUE ESTÁ NA ORIGEM DESTE BLOGUE

Eu explico, estas bazófias iniciais.
Não andámos a bruxear, nem temos nenhum fétiche.
O que se passa é o seguinte:
Acabamos de ouvir na rádio, durante o noticiário da Antena 1, o Primeiro-ministro, Passos Coelho e Pedro Mota Soares - Ministro da Solidariedade e Segurança Social, anunciar a intenção de criar uma “Rede Nacional de trabalho voluntário”. Creio que disseram “Rede Nacional de Voluntariado”.
Há muito que estava à espera de ouvir tal resolução.
Foi essa proposta, que esteve na origem das nossas aparentes bazófias, com que iniciámos este texto.
Acontece que em Fevereiro de 2008, chegou às nossas mãos um documento:
“A ARMADILHA DA GLOBALIZAÇÃO””A SOCIEDADE DOS DOIS DÉCIMOS” e o subtítulo “OS SENHORES DO MUNDO, A CAMINHO DE UMA OUTRA CIVILIZAÇÃO” , que pela sua transcendente importância, nos levou a construir e desenvolver este Blogue.
Publicámos esse texto no dia 28 de Fevereiro de 2008, para ir alertando os leitores dos perigos que estavam germinando para a humanidade, o tipo de relações de produção actualmente existente.
A evolução dos processos de mecanização permitidos pela robótica, o desenvolvimento dos automatismos permitidos pela evolução da informática e o explosivo desenvolvimento da nanotecnologia, faziam adivinhar a absoluta necessidade de serem alteradas as condições em que funciona o aparelho produtivo.
A crise em que o mundo está mergulhado, com especial incidência na Europa e particular gravidade na Grécia, Portugal, Irlanda e Itália, para não falar da Inglaterra e já a afectar a França e a Alemanha, que eram os “intocáveis” aparentemente, aceleraram a rotura da economia e como tal era de prever, tinham de ser os trabalhadores as suas principais vítimas e por arrasto os reformados os pensionistas e logo de seguida a classe média.
Os capitalistas e os especuladores, fazem como Pilatos e lavam daí as suas mãos, mantendo os privilégios e mordomias.
Referimos que a crise acelerou o processo, mas com esta crise ou com outra qualquer, era para um mundo de desemprego e de miséria, que a maioria esmagadora da humanidade  caminhava.
A crise só veio acelerar o processo de degradação, clarificar quanto execrável e desumano é o Sistema Capitalista e a urgência de uma mudança.
Quando a crise na sua vertiginosa evolução, tornou evidentes e objectivamente indesmentíveis as “profecias” contidas no texto da “SOCIEDADE DOS DOIS DÉCIMOS”, colocámos por baixo do cabeçalho do Blogue um link, que permite acesso directo a esse documento.
Para facilitar a sua leitura, deve-se ir à “BARRA DE MENUS” e em “VER”, fazer o zoom, para aumentar e facilitar a leitura das catastróficas ameaças para os trabalhadores, expressas no documento.
Essas ameaças, são resultado das conclusões a que chegaram alguns dos principais expoentes mundiais do capitalismo financeiro e industrial, que se reuniram em finais de 1995, na Fundação Gorbatchev, nos Estados Unidos, para discutir o futuro da humanidade.
Nessa reunião uma das “sábias” conclusões a que chegaram, foi:
“DOIS DÉCIMOS DA POPULAÇÃO, CHEGARÃO PARTA SATISFAZER TODAS AS NECESSIDADES DA ACTIVIDADE DA ECONOMIA MUNDIAL, NOMEADAMENTE NO CAMPO DA PRODUÇÃO DE MERCADORIAS E DA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS”.
E quanto algumas dessas “luminárias” questionaram “ingenuamente” o que fazer com os restantes oito décimos da população, a resposta evasiva foi:
“HÁ ESSES VÃO TER PROBLEMAS CONSIDERÁVEIS”
Em conclusão aqueles congressistas, que deveriam ter-se reunido para discutir o futuro do trabalho, só se preocuparam unir esforços para uniformizar as medidas para o desemprego.
Aos milhões e milhões de desempregados, que lutarão quotidianamente pela sobrevivência, procurando penosamente soluções para conseguirem um trabalho temporário, propões como primeira solução
“ PARA DAR SENTIDO A EXISTÊNCIA E GARANTIR A INTEGRAÇÃO”
” A PRIMEIRA SOLUÇÃO É O TRABALHO VOLUNTÁRIO”.
Como se vê, os nossos governantes, não perdem pitada das instruções que o Grande Capital lhes ordena.
Mostram-se bons (excelentes) alunos, para merecerem continuar a viver “à tripa forra” e os trabalhadores portugueses que se lixem.
Não tardarão, para cumprir religiosamente as instruções recomendadas nesse Congresso da Fundação Gorbatchev, fazer com que  os trabalhadores portugueses, tal como os restantes trabalhadores de todo o mundo, se quiserem sobreviver :
“E  SEREM CONSCIENTES DO SEU PRÓPRIO VALOR, SE CONTENTEM COM UMA REMUNERAÇÃO MODESTA, TAL COMO ACONTECERÁ COM MILHÕES E MILHÕES DE CIDADÃOS”
E tal como esse patronato industrial prevê :
 “COM A “NOVA CIVILIZAÇÃO” E A CURTO PRAZO, NOS PAÍSES INDUSTRIALIZADOS, SEJAM POSTAS PESSOAS A VARRER AS RUAS, POR UM SALÁRIO PRATICAMENTE NULO, OU UM EMPREGO, A TROCO DE UM MISERÁVEL ALOJAMENTO”  
 

SE OS TRABALHADORES NÃO LUTAREM…É O QUE OS ESPERA!!!

ISTO AGORA, NÃO É UMA PROFECIA…. É O PLANO DO CAPITALISMO, PARA TODA A HUMANIDADE!!!