Mensagem

Mensagem

segunda-feira, 29 de março de 2010

GOOGLE MAPS

ALEMANHA - BRAMINSEE

Para armazenar-mos alguma capacidade de rir, porque a vida está difícil e no horizonte só há nuvens negras, vamos dar-lhe uma ajudinha!!!
Suponha que está na Alemanha. Viaja com o Google Maps e pede o mapa da zona “Braminsee”

E quer ir de Repente para Kagar!!!

Eis o melhor caminho!!!


domingo, 28 de março de 2010

Á ATENÇÃO DE QUEM

UTILIZA O FACEBOOK

Segundo o jornal brasileiro “O Globo” há um ataque generalizado de hackers, aos utilizadores do “Facebook”, no sentido de roubar senhas, utilizando a descarga de vários tipos de software, para o qual solicitam astuciosamente a colaboração dos utilizadores dessa rede social.
Porque a Net, está cheia de falsos avisos deste género, independentemente de já termos recomendado a utilização dos serviços da
SYMANTEC , pode ler com mais pormenor esta notícia AQUI

DUBAI


UMA ESPÉCIE DE OBSESSÃO


Para quem acompanhe este Blogue, tem imensos textos dedicados a este “furúnculo” da humanidade, que espelha e corporiza, toda a obscenidade de um Sistema Capitalista, explorador, desumanizado e violentador de todas as regras da Natureza.
A infelicidade da maioria esmagadora da humanidade e os perigos que corre a sua sobrevivência, muito fica a dever a este Sistema, que faz do papel que imprime prática e indiscriminadamente e se designa de “papel-moeda”, o pagamento do trabalho, do esforço e do suor de quem trabalha, para satisfazer as necessidades básicas e acessórias de todo o ser humano.
Eu disse faz?
Falso, devia dizer, mandam fazer, porque nem para isso, é preciso incomodar suas excelências “OS BANQUEIROS”!!!
Têm sempre quem faça tudo por eles!!!
Dubai, é a sua “Disneylandia”, exorbitante, excessiva e obscena, feita não com o dinheiro do petróleo,como vulgarmente é julgado, mas da manipulação financeira, das fugas aos impostos, das receitas dos marginais da sociedade, e dos maciços empréstimos para financiar grandes projectos, que lhe vêm da Zona Franca de Jebel Ali - Zona econômica que contém facilidades e incentivos fiscais de armazenagem e distribuição de mercadorias, onde ninguém paga impostos, aliada ás facilidades concedidas pelo seudo seu “Offshore”.


NESTE LINK



A RAZÃO DE QUEM TEM RAZÃO

PARA SER LIDO OBRIGATÓRIAMENTE POR TODOS,
ATÉ PELOS QUE SÃO ANTI-COMUNISTAS.

TALVEZ ASSIM PERCEBAM A FORÇA QUE NOS UNE, AS RAZÕES DA NOSSA LUTA E PORQUE FATALMENTE A VICTÓRIA SERÁ NOSSA, OU NÃO HAVERÁ ALTERNATIVA PARA A HUMANIDADE SOBREVIVER.

Tivemos a possibilidade de festejar o 89º Aniversário do Partido Comunista em Torres Vedras e a felicidade de ouvir a intervenção do nosso camarada Nozes Pires.
Foi um feliz capítulo da nossa vida, ter ocasião de assistir á enorme “lição de sapiência” que o camarada nos deu por ocasião do almoço comemorativo dessa efeméride.
Foi uma intervenção feita com a inteligência do saber, a sensibilidade de um ser humano de eleição, a lucidez de um Marxista que sabe do que fala, por experiência própria.
Foi um operário das letras que falou, foi um irmão do mundo do trabalho que nos emocionou, foi um militante com talento que traduziu em letras e palavras, os sentimentos de todos aqueles, que veêm no Partido, a forma organizativa para traduzir em acção, a sua vontade de construir um mundo melhor, mais justo, mais fraterno, mais solidário.
Aqueles que sentem a caridade como uma ofensa á dignidade humana, aqueles que lutam para não usufruírem do que sobra aos ricos, mas partilharem do justo valor do seu trabalho.


No 89º Aniversário do PCP


Por Nozes Pires

Dizer em público algumas palavras no aniversário do nosso Partido é necessariamente falar do aniversariante, como é de bom tom nas festas de aniversário.
Contudo, há uma diferença com essa norma, e de grande monta: é que o aniversariante não é um sujeito singular, mas um Sujeito Colectivo, não é um ele, mas um nós. Ou seja, é a nós mesmos que nos festejamos. É à nossa escolha, à nossa convicção, à nossa lealdade. Na verdade, com o Partido nenhum indivíduo acaba nele próprio, a pertença ao Partido prolonga-o, aumenta as suas capacidades, desenvolve-lhe o espírito crítico, fortalece-o. Lutar sozinho contra o mundo pode ser encantadoramente romântico, bom tema para filmes de hollywood, mas não é realista, não é eficaz. Sobretudo não se apoia numa doutrina geral sobre o mundo e sobre a vida. Uma filosofia política, realista e materialista, que há muito constatou a existência da luta de classes, mas não só a luta de classes que sempre existiu, mas a existência de uma classe especial que eliminará a sociedade de classes. Portanto, lutar sozinho de pouco vale senão lutar ombro a ombro com outros a quem chamo “camaradas”. Homens e mulheres que deixaram de ser apenas «colegas» de trabalho, na fábrica, na oficina, na lavoura, na escola, no escritório, na loja, no Banco, no laboratório, na faina da pesca, no armazém. Com os colegas convivemos, conversamos; com os camaradas, conversamos, convivemos, organizamos protestos, lutamos, transformamos cada colega num novo camarada. Quando um homem ou mulher se transforma em “camarada” é uma autêntica revolução que nele, nela, se operou. A Revolução começa aí. A Revolução é um fim, mas também é um movimento. A Revolução é política, mas também é social e mental. Revolucionamos as relações sociais que estão erradas, injustas, alienadas. Antes da sociedade comunista tivemos e temos milhões de comunistas. O comunismo está em nós, na nossa forma de viver, de pensar, de agir. O comunismo começa por ser um outro modo de viver em comunidade. Somos iguais a todos os demais, mas um pouco diferentes. Não sonhamos apenas : criamos. Não resmungamos apenas no café ou nas esquinas: agimos, lutamos. Não queremos tudo para nós mesmos: gostávamos que os justos recebessem a mesma porção de justiça. Amamos a liberdade, mas uma liberdade que é um meio para aumentarmos a liberdade.
Oitenta e nove anos de luta. Oitenta e nove anos de combates muitos dos quais em condições as mais duras e sombrias. Ninguém lutou mais e melhor do que nós. A nossa herança é a nossa esperança. Boa parte destes oitenta e nove anos lutámos sob a liderança de um indivíduo excepcional, um dos maiores e melhores políticos mundiais do século vinte: Álvaro Cunhal. E chamo-lhe líder no mais puro dos significados, porque não foi um líder que mandava e nós obedecíamos. Foi uma referência, um modelo de personalidade que admirávamos, na moral, na inteligência, na coragem, na tenacidade. Este aniversário é também o dele.
Explico-me por três afirmações que fiz:
Primeira - Não decidimos pertencer ao Partido por um mero e superficial romantismo. Não somos idealistas, isto é, não tomamos as ideias como o motor da História, por mais poderosas que elas sejam. As ideias suportam sempre um substrato material. As ideias que defendemos brotaram das condições concretas pelas quais o trabalho de um indivíduo é explorado por outro indivíduo. Digamos sem palavreados académicos: o comunismo não é um ideal abstracto. Há pregações religiosas que falam de amor universal: é um ideal abstracto. Há ideologias que pregam os «direitos humanos», enquanto os maltratam. Nós, comunistas, viemos ao Partido de corpo inteiro: com a força de trabalho físico explorada por outros, com uma cabeça esclarecida que descobriu que era uma mera mercadoria que os capitalistas exploravam. Viemos porque demos o nosso acordo a um programa que revoluciona as nossas condições de trabalho e de existência. Viemos porque verificámos que os trabalhadores não necessitam de profetas para se libertarem, não precisam da burguesia para se emanciparem, a emancipação dos trabalhadores só pode ser obra dos próprios trabalhadores. Um ideal é uma aspiração sem suporte prático, uma reflexão visionária sem os meios materiais da sua realização, às vezes um simples estado de alma. O comunismo não é um ideal. É uma possibilidade real. É uma necessidade objectiva que está contida nas condições materiais da sociedade capitalista. A Revolução bolchevique de 1917, o primeiro Governo proletário, demonstrou as certezas de Karl Marx, de Engels e de Lénine, demonstrou na prática que eram justas e realistas. O que parecia impossível tornou-se possível. Tanto assim que jamais houve um século tão revolucionário como o século vinte. Tanto assim foi que os regimes capitalistas viram-se obrigados a permitirem reformas sociais para cederem aos trabalhadores e para competirem com as sociedades socialistas. O século vinte foi um século espantoso. Nunca antes os trabalhadores estiveram tanto tempo no poder, e ainda estão, e hão-de voltar a estar. Nunca antes, em milhares de anos de história, os trabalhadores foram os senhores do seu próprio destino como em longos períodos destes quase cem anos. Ainda há poucas dezenas de anos, já éramos muitos de nós crescidos e adultos, os camponeses pobres governaram as terras abandonadas e os operários as grandes unidades fabris. Formidáveis tempos!
Segundo esclarecimento – O nosso movimento não é uma seita. Não nos encerramos em nós mesmos, trocando segredos e rituais de iniciação. Bem que os nossos adversários gostariam de nos encerrar num gueto. Mas não. Nem as prisões nos separaram do povo trabalhador. Nem as mentiras, a propaganda, as calúnias, as canalhices. Onde nos sentimos bem é no meio do povo. O nosso mundo é o mundo dos que trabalham e produzem o mundo. Não nos sentimos superiores, nem monges recolhidos em conventos. Sentimo-nos bem quando tratamos por “camarada” aquele ou aquela que trabalha ao nosso lado. Sentimo-nos como peixes na água. Por conseguinte somos simultaneamente patriotas e internacionalistas. Patriotas, porque é no nosso país que queremos contribuir com a nossa cota parte para a realização de uma sociedade mais justa e desenvolvida. Internacionalistas, porque os trabalhadores de todo o mundo são iguais entre si, igualmente explorados pelos mesmos exploradores, igualmente interessados em fazer o funeral do capitalismo mundial e imperialista. São nossos camaradas os gregos que lutam nas ruas hoje, são nossos camaradas os proletários da índia longínqua, são nossos camaradas os populares da admirável Venezuela, da Colômbia, da Bolívia, do Brasil, de Cuba, do Uruguai. Judeus comunistas de Israel lutam pela paz e concórdia com o magnífico e sofredor povo da Palestina, nossos camaradas. No Iraque há comunistas que lutam com armas na mão. São nossos camaradas os russos do Partido Comunista da Rússia, fiel depositário dos admiráveis feitos do Partido marxista-leninista.
Terceiro esclarecimento – Por vezes ouvimos dizer: “Porque é que continuais a lutar, se o socialismo já foi derrubado na União Soviética, e se Portugal está condenado a viver como é?». Ouvimos, discordamos e continuamos a lutar. Chegam sempre novos e jovens militantes, conservam-se os militantes que já levam muitos anos de vida. Porquê?
Porque nos guiamos por convicções justificadas e não por ideais efémeros. Porque as derrotas não falsificam o nosso Programa, a nossa filosofia de vida, a nossa doutrina política. Sofremos derrotas, alcançamos grandes vitórias. Só é vencido quem baixa os braços. Porque já experimentámos viver sob a ditadura do terror fascista que parecia eterna e não era eterna coisíssima nenhuma. Porque a vida individual é incomparavelmente mais curta do que a vida da humanidade. Porque as nossas lutas neste país saldaram-se não poucas vezes por vitórias. Porque há pouquíssimo tempo o PS detinha a maioria absoluta, arrogante e prepotente, e acabou por perdê-la. Porque vaticinavam que o nosso Partido estava a desaparecer e desapareceu mas foi o tanas! Está vivinho e cheio de vigor.
Porque lutar é a nossa forma de vida. Porque o amor pela igualdade, pela justiça e pela liberdade, é muito maior que os nossos pequenos egoísmos. Porque estando no Partido eu não acabo em mim.


Viva O nosso Partido Comunista!
INSÓLITOS

HOJE ESTOU EM MARÉ DE COISAS CURIOSAS E ALGUMAS ATÉ DE MORRER A RIR!!!

HUMOR AFRICANO

DISCURSO DA FRELIMO PARA SURDOS

sexta-feira, 26 de março de 2010

NO REINO DE PORTUGAL

Temos Reis, Nobres, Plebe e Bobos da Corte

Este enunciado é um bocado confuso.
A descrição é complicada!!!
O grafismo……safa-se!!
Mas a conclusão está absolutamente certa!


quinta-feira, 25 de março de 2010

AS DAMAS DE BRANCO

OU A HISTÓRIA DE UM “TIRO QUE SAIU PELA CULATRA” AO IMPERIALISMO

Adoro Cuba e tenho uma admiração ilimitada pelas suas gentes.
Mais, tenho um orgulho imenso, na forma como o povo cubano luta para ultrapassar as dificuldades, que lhe são impostas pelo desumano bloqueio dos Estados Unidos, desde 1962.
Isto não nos impede, antes pelo contrário, de sempre que lemos uma notícia negativa sobre a actuação do regime cubano, procurar informar-nos detalhadamente, de forma lúcida e isenta.
Até porque aprendemos imenso, com o que se passa em Cuba.
Sempre….sempre, encontramos respostas e razões justificativas, para manter imperturbável a nossa opinião.
Reconhecemos que é necessário um especial esforço para o conseguir informação isenta, dadas as deformações e manipulações que de uma maneira geral se revestem essas notícias e a forma tendenciosa como os média dos regimes capitalistas, deturpam as situações.
Vem esta “declaração de interesses” a propósito de mais uma campanha internacional que está a ser feita contra Cuba, através do aproveitamento das actividades, comprovadamente subsidiadas pelos Estados Unidos, Espanha e outros países, a esse grupo de mulheres, organizado sobre a designação de “DAMAS DE BRANCO”
Não temos nenhuma informação privilegiada e somente utilizamos os meios publicados ao alcance de qualquer pessoa, para conseguimos as pistas necessárias, para desmascarar a forma miserável, como se pretende não só interferir na actuação do governo cubano, como denegrir a sua heróica resistência, ao seu poderoso vizinho.
Este texto, tem como finalidade principal, trazer aos leitores deste Blogue, a possibilidade de ficarem a conhecer o essencial do problema que se passa em Cuba, com a questão da Damas de Branco.


QUEM SÃO AS DAMAS DE BRANCO, O QUE PRETENDEM?


Embora haja muitos vídeos elucidativos sobre quem são e o que pretendem as “Damas de Branco”, achei este vídeo adequado, sobretudo pelo americanizado fundo musical!!!

CLIQUE AQUI

“A Constituição de Cuba”, de acordo com o artigo 62, proíbe explicitamente qualquer acção contra "os objectivos do Estado socialista".
O comportamento que os países da orla capitalista deviam ter, de acordo com as normas internacionais, era no mínimo respeitar essa Constituição, tal como é rigorosamente intransigente nessa matéria, a atitude de Cuba.
É absolutamente miserável, diríamos mesmo….é sórdido, o seu esforço para denegrir Cuba soberana e o seu governo.
Este artigo.
Em 23 de Fevereiro o canal TV2 mostrou um filme sobre as “Damas de Branco” em Cuba.
É a esse propósito que de H. Boye Svendsen, escreveu o artigo que reproduzimos a seguir e explica a origem e outros aspectos, de toda esta manobra política

“Quando George W. Bush chegou ao poder nos Estados Unidos em 2001, tinha prometido á comunidade de exilados cubanos em Miami, reforçar a guerra de baixa intensidade contra Cuba.
Com a nomeação de James Cason como chefe do Gabinete de Interesses dos Estados Unidos, junto da Embaixada da Suíça em Havana, imediatamente começou a organizar grupos que pudessem criar instabilidade em Cuba.
Entre outros, os chamados "jornalistas independentes" armados com câmaras, computadores e com o salário pago pelos Estados Unidos, cuja missão era escrever e fazer propaganda negativa, sobre Cuba. Esta actividade subversiva terminou em 2003 com a prisão de 75 chamados dissidentes.
Prestar serviços ao inimigo é um assunto sério.
Na Noruega, em 1985, condenaram Arne Treholt a 20 anos de prisão, por ter falado com os representantes de outro país com o qual temos fronteira e com quem tivemos a paz por mil anos.
Os cubanos que há anos, ao serviço dos Estados Unidos, sequestraram um barco de passageiros, foram condenados a longas penas e para 3 foram emitidas sentenças de morte. Isso não foi agora referido.
Cerca de 10 desses chamados “dissidentes” sequestraram o barco de passageiros da carreira entre Havana Velha e Casablanca, ou seja, dentro do porto de Havana.
O barco foi encontrado à deriva no Estreito da Florida, e os terroristas ameaçaram matar mulheres e crianças num total de cerca de 50 passageiros. Este incidente dramático durou vários dias e por isso, os seus 3 líderes foram condenados à morte.
Esta condenação teve grande relevo num grande número de nações europeias, porque a relação com os Estados Unidos estavam em seu nível mais baixo, por causa dos crimes de guerra cometidos durante a guerra do Iraque. Este caso com Cuba, apareceu numa altura muito oportuna, pois serviu para os países da União Europeia justificarem o apoio aos Estados Unidos no boicote político de Cuba. Curiosamente a Noruega seguiu esta linha.
As “Damas de Branco” se reúnem e marcham pela 5ª Avenida, em todos as cenas.
Esta é a avenida principal em Miramar, um bairro diplomático onde estão a maioria das embaixadas.
Há também a igreja onde eles saem.
Nesta área não é normal haver muitos cubanos, o que significa que as Damas de Branco não fazem o protesto para os cubanos, porque não encontram apoio entre eles e aí somente contam com os jornalistas estrangeiros.
Outra curiosidade é terem escolhido vestirem-se de branco.
Actualmente, o vestido branco simboliza a participação na religião cubana de Santeria, que é o maior grupo religioso do país. É uma visão comum nas ruas de Havana ver o santeros vestidos de branco.
"Em cada esquina há policiais e comités de vigilância de bairro, para as pessoas", dizem para dar a impressão de que Cuba é um Estado policial.
Os comités de bairro ou “CDRs” como são chamados, é a forma mais simples de organização da área baseados na população e abrangem todos os que vivem nos bairros. Na Noruega, podem-se comparar com os nossos grupos de trabalho. O processo de nomeação para a assembleia municipal, para o governo provincial e para a Assembleia Nacional começa no “CDRs” e envolve todos, enquanto os sistemas na Noruega envolvem apenas 5 por cento da população.
Há quase quatro anos que vivo em Havana, nunca tivemos a experiência de estar sendo observados pela polícia ou por outros.
Pelo contrário não há grande cidade no mundo onde se possa sentir tão livre e seguro como é o caso em Havana, com seus 2,2 milhões de habitantes.
Cuba tem a menor mortalidade infantil na América Latina com 4,7 por mil nascimentos.
Cuba já cumpriu os Objectivos do Milénio das Nações Unidas. E para citar o representante do Parlamento, John Alvheim: Cuba tem uma boa assistência sanitária para todos.
Mas Cuba é um inimigo forte.
Os Estados Unidos têm aterrorizado Cuba desde há 110 anos. Primeiro com 60 anos de invasão por dentro e 50, com um bloqueio a partir do exterior, com invasões directas, sabotagens, química e de guerra bacteriológica, alem de um boicote e bloqueio total.
Isso já custou 3.500 vidas e 2000 inválidos. Mas nisso nunca se fala.
Cuba tem de facto um problema com os direitos humanos: a base de Guantánamo, onde E.U. pratica o terror e a tortura de centenas de prisioneiros sem nomes, sem julgamentos ou leis. Os prisioneiros “Nacht und nebel” dos nossos aliados”.

Pode ver aqui o originalAQUI

Para se poder avaliar a dimensão da ilegitimidade e da manipulação da interferência externa. CLIQUE AQUI

Julgamos que será útil desde já denunciar, o comportamento do governo espanhol, na medida em que se intitula socialista e perante Cuba, se comporta como se a sua ligação a este país, que devia ser fraterna, tendo em vista os numerosos laços históricos, fosse semelhante a uma França, Alemanha, etc.etc.

VEJA AQUI

Outra importante ilação que se pode tirar deste vídeo, dá para perceber na repressão das alterações da ordem pública, até que ponto se distingue as autoridades cubanas, das suas congéneres do mundo capitalista.
Em qualquer país da orla capitalista, os provocadores, como todos nós sabemos, seriam tratados de uma maneira ferozmente agressiva e os sabotadores então, nem se fala!
A superioridade moral do sistema político socialista, é a razão da diferença deste comportamento.
Quanto aos Estados Unidos, sabemos nós, como odeiam o regime de Cuba.
Não esquecemos, nem ninguém pode esquecer o desumano e irracional bloqueio, múltiplas vezes condenado internacionalmente e que desde 1962 tenta estrangular esse heróico país, não esquecemos, nem ninguém pode esquecer, as seiscentas e tal tentativas para assassinar Fidel Castro, retrato de um regime decadente e imoral.
Traçamos a seguir o retrato que a Agência EFE, a maior agência de informações em língua espanhola deu dos acontecimentos, na passada sexta-feira de 19 de Março de 2010:


Nova manifestação das Damas de Branco transcorre sem incidentes por Havana

Havana, 19 mar (EFE).- Um grupo de 60 Damas de Branco, mulheres familiares de 75 opositores cubanos detidos em 2003, protestaram hoje pelas ruas de Havana pelo quinto dia consecutivo, rodeadas de policiais e centenas de partidários do Governo de Raúl Castro, que as insultaram e vaiaram, mas não houve incidentes maiores.
As mulheres saíram da casa de sua porta-voz, Laura Pollán, com flores na mão e roupas brancas, em duas filas, como é habitual nos protestos que se repetem desde que os dissidentes foram condenados a penas de até 28 anos de prisão, acusados de "mercenários" dos Estados Unidos. Ainda há 53 dissidentes presos.
Após desfilar por 20 minutos, as Damas de Branco entraram em uma igreja católica do centro da cidade para assistir à missa.
Os simpatizantes do regime cubano de Raul Castro seguiram as Damas de Branco de volta à casa de Pollán gritando palavras ofensivas às manifestantes ou de apoio ao Governo.
Um triplo cordão de policiais uniformizados e agentes da segurança se interpôs entre as Damas de Branco, que permaneciam caladas, e os seguidores do Governo, que as repreendiam, em uma cena habitual em Havana todo mês de Março, quando se completa o aniversário da chamada "Primavera Negra" de 2003.
O cortejo, que também incluía dezenas de correspondentes, se dissolveu pouco depois que as opositoras entraram na casa de sua porta-voz. EFE

E no dia 21 continuava a informar a mesma Agência EFE:

Havana, 21 mar (EFE).- As Damas de Branco terminaram hoje perante a sede da Assembleia Nacional de Cuba sete dias consecutivos de protestos pelo sétimo aniversário da chamada "Primavera Negra" de 2003, quando foram condenados a longas penas de prisão 75 opositores familiares seus.
Como nos seis dias anteriores, as dissidentes foram rodeados por policiais e agentes do Ministério do Interior, e foram acossadas e insultados por uma contra manifestação de centenas de partidários do regime liderado há 51 anos pelos irmãos Fidel e Raúl Castro.
Mais de 50 familiares de presos políticos, vestidas de branco, assistiram a uma missa na Igreja Católica de Santa Rita, como fazem todos os domingos há sete anos, e depois percorreram vários quilómetros até a sede do Parlamento.
Continuam presos 53 dos 75 condenados em 2003, acusados de ser "mercenários" dos Estados Unidos.
Os contramanifestantes gritaram "vivas" ao presidente cubano, general Raúl Castro, e a seu antecessor e irmão mais velho, Fidel, ainda primeiro-secretário do governante Partido Comunista, e repetiram palavras de ordem e insultos como "que vão embora", "mercenárias", "mentirosas" e "vermes".
Laura Pollán, porta-voz das Damas de Branco, assegurou aos jornalistas presentes que em seus protestos são rodeadas por cordões de "tropas paramilitares", mais do que para protegê-las, "para que o povo não se some a elas".
O grupo, que recebeu em 2005 o Prêmio Sajarov do Parlamento Europeu, esteve quase todo o caminho em silêncio, mas às vezes gritava "liberdade" e "Zapata vive", em referência ao opositor Orlando Zapata, morto em fevereiro após uma greve de fome na prisão de 85 dias.
Da mesma forma que nos dias anteriores, na marcha deste domingo estava Reyna Tamayo, mãe de Zapata, considerado "preso de consciência" pela Anistia Internacional.
A manifestação retornava ao ponto de saída quando os governistas obrigaram as mulheres a desviar-se para uma rua onde os policiais detiveram um ônibus ao qual conduziram as Damas de Branco.
Ao contrário da quarta-feira, quando foram forçadas a subir a empurrões em dois ônibus e várias ficaram feridas, hoje as dissidentes não se negaram a entrar no veículo.


O vídeo que apresentamos a seguir, corrige a penúltima frase desta noticia na medida em que o facto relatado, não corresponde em tempo ao que se passou.
Há uma confusão na notícia, que convêm esclarecer.
Quando faz referência á intervenção da polícia feminina, no antepenúltimo paragrafo, esta não se ficou a dever ao facto dos manifestantes terem decidido “retornar ao ponto de saída”, mas sim a fazer uma vigília, na Praça da Revolução, perto dos escritórios de Raul de Castro, como facilmente se percebe, pelo facto de estarem todas sentadas no chão.
Como se sabe este é um local sagrado para os cubanos, e como tal, para evitar algum incidente mais grave com a população, tiveram de retirar as manifestantes, contra a sua vontade.
O governo cubano considera as “Damas de Branco” como "pontas de lança" da subversão financiada pelos Estados Unidos, e as qualifica justificadamente de "mercenárias".
A líder do movimento “Damas de Branco”, Laura Pollán, mulher de Héctor Maseda, condenado a 20 anos de prisão, era professora de Espanhol e Literatura, tendo abandonado o seu trabalho em 2004, para se dedicar á luta política.
Esta “Dama Chefe”, á porta da igreja de Santa Rita, depois de assistir á missa, que habitualmente antecedia a caminhada silenciosa com as restantes “Damas de Branco” pela Quinta Avenida, afirmava:"ninguém nos paga, não somos mercenárias", e acusava de estar a ser vítima de "intensa campanha promovida pelo governo para nos desarticular".
Estas afirmações que ela própria noutra ocasião desmente, são confirmadas no vídeo que se segue, ao minuto 1,21.
De resto, esta acusação de mercenárias já tinha sido feita pelo prestigiado jornal “Estado de S.Paulo”:

“O movimento também tem apoio do exílio cubano na Europa e nos EUA, de quem recebe alguns recursos. São cerca de US$ 50 mensais para algumas integrantes que não têm como se manter, afirmou Laura. O governo cubano diz que essa é a prova de que as Damas de Branco são financiadas por contra revolucionários que querem desestabilizar o regime.

Os próprios vizinhos, sabem que elas não trabalham e acusam-nas de serem os dólares dos Estados Unidos que as sustentam, como igualmente se poderá ver no vídeo AQUI

O acompanhamento mediático e a presença de numerosos diplomatas estrangeiros, controlando os efeitos da campanha das “Damas de Branco”, dizem bem a que ponto vai a interferência estrangeira, na questão de Cuba.

VEJA AQUI

Em algumas das caminhadas as “Damas de Branco”, ao passarem frente a instituições como o Parlamento, ou mais recentemente no Sindicato dos Jornalistas de Cuba, aproveitavam para gritar ” liberdade, liberdade”.
Episodicamente tentaram distribuir flores ou folhetos com a “Declaração Universal dos Direitos Humanos”, ou objectos marcados com a palavra "liberdade", aos passantes.
Noutra ocasião como já referimos, ao tentaram realizar uma vigília nas proximidades da Praça da Revolução, simbólico coração político de Cuba, esta terminou quando policiais femininas as obrigaram a sair do local e entrar num autocarro, que as conduziu à casa da sua líder, Laura Pollán.

VEJA AQUI

Há neste vídeo duas observações a fazer, que nos parecem importantes:
1º Os adjectivos utilizados pela locutora, para classificar a “dureza” da intervenção das polícias femininas.
2º O número de prisioneiros por “delito de opinião”, que no dizer do “papagaio” que faz a intervenção final, passaram a ser 200 e não se percebe como, a propósito da manifestação, esteja a falar de telemóveis (???) e autorizações para os cubanos se poderem hospedar nos hotéis(???), porque não têm mais nada para denegrir a imagem de Cuba.
Enfim, continuemos!!!
As “Damas de Branco” têm um site, sustentado por quem as protege e financia, que pode ver
AQUI

Nele pode ler-se algumas estranhas confissões:

Durante el trayecto, las féminas fueron escoltadas por cordones conformados por fuerzas combinadas del Ministerio del Interior. Funcionarios diplomáticos de los Estados Unidos, Polonia, Suecia, Alemania y República Checa, presentes en las calles, comprobaron ocularmente el acto de repudio de que fueron víctimas las féminas.

Mais adiante também se pode ler:

“No hubo violência física, pero sí insultos y gritos contra las Damas de Blanco. "Pin-pon-fuera, abajo la gusanera", repitieron los manifestantes castristas durante más de un kilómetro de recorrido, entre el barrio del Vedado y la casa de Laura Pollán, la portavoz de la agrupación opositora, en la calle de Neptuno”

E sobre a gravidade dos ferimentos :

Algunas han resultado heridas en los forcejeos y empujones al ser arrastradas al interior del autobús, según informa desde La Habana, la corresponsal de TVE Sagrario G. Mascaraque, quien ha afirmado que están siendo tratadas de heridas leves en el hospital.

Voltando novamente ao site, pode ver na parte superior do lado esquerdo da 1ª página, “Viajes solidários a Cuba”, “Vuelos baratos a Cuba” e “Travel to Cuba“ .
Clicando no primeiro título (Viajes solidários a Cuba), temos acesso a uma página, onde na parte de baixo tem uma espécie de foto de DVD que diz: “Guia turística e solidária de Cuba”.

Clicando
AQUI tem acesso ao documento integral.

Como o documento é muito extenso, devido às listagens, vamos reproduzir as partes essenciais desse “Guia”, para se perceber como actua a interferência externa, na sabotagem do processo revolucionário de Cuba.
Nele se relatam os modos como se podem ajudar os contra-revolucionários, dão moradas, formas e precauções a tomar nessa actividade.
No que se refere ao numero de organizações para apoiar os ditos ”prisioneiros de consciência”, pouco lhes deve importar, ser maior o numero de organizações apoiantes, que os apoiados.
Esta actividade claramente contra-revolucionária, utiliza artificiosamente algumas informações turísticas, características locais, e outras indicaçõe gerais, para disfarçar a utilidade deste documento.

Descreve a existênci hipotéticos Partidos “ilegais”, (Partido Unión Libre Cuba-Estados Unidos, Partido Liberal Democrático, Partido Paz Amor e liberdade, Movimiento Cristiano de Liberacion, Corrente Socialista Democrática, etc., etc.) que na realidade mais não são, que uma irrelevante fantasmagoria (Com indicação de moradas e números de telefone) como se confirma pela escassez de militantes, bem patentes nas fotos que mostramos.
No PDF do “Guia turística e solidária de Cuba” encontra uma profusa informação “turística”

Começa este documento por esclarecer:

“Combinamos algo de información meramente turística con la información de ayuda solidaria.
De modo que, por un lado, ofrecemos a los que van a la isla datos de interés turístico
de las distintas provincias de Cuba - sitios para visitar, señas culturales, historia…-. Y por
otro lado, damos información que facilita al viajero ejercer la solidaridad.”


Já lhe tenho ouvido chamar muita coisa, mas…….. solidaridade????

O recurso a chamadas “Bibliotecas Independentes”é um dos artifícios que utilizam astuciosamente, para aproveitar a legislação em vigor.
De facto, o regime cubano ao fomentar intensivamente a cultura, promoveu a criação de centros culturais com grande liberalidade.
Os reaccionários, aproveitando essas facilidades, criaram artificiosamente em suas casas umas prateleiras com livros, chamam-lhes “bibliotecas”, dão-lhe nomes pomposos (há uma que tem o nome de Laura Bush!!!) e vão aproveitando para fazer a circular textos, livros e outros materiais contra-revolucionários.
Curioso e com importante significado, são as instruções e precauções a tomar, quando convidam os turistas a levar livros para oferecer a essa “bibliotecas”.
Dão-lhes uma classificação por cores (verde, amarelo e vermelho) consoante o valor do seu conteúdo contra-revolucionário. Verde = Leituras infantis, Amarelo=Literatura, filosofia, políticos genéricos, Vermelho= Leituras contra-revolucionárias, anti-marxistas ou panfletárias.
A forma sub-reptícia como classificam o tipo de livros que podem ser levados, de acordo com os objectivos político dessas pseudo-bibliotecas, demonstra a intenção subversiva que lhe está subjacente.

No PDF do “Guia turística e solidária de Cuba” encontra uma profusa informação “turística”.
Começa este documento por esclarecer:


“Combinamos algo de información meramente turística con la información de ayuda solidaria.
De modo que, por un lado, ofrecemos a los que van a la isla datos de interés turístico
de las distintas provincias de Cuba - sitios para visitar, señas culturales, historia…-. Y por
otro lado, damos información que facilita al viajero ejercer la solidaridad.”

Eis o que o documento entende por “Informação Solidária”

2. Información solidaria
1.Iglesias y centros de donaciones
2.Bibliotecas independientes
3.Familiares de presos políticos
4.Defensores de la democracia y los derechos humanos
En la guía se pueden encontrar direcciones de centros donde donar, como Iglesias, centros
religiosos o bibliotecas independientes bajo los epígrafes de "Iglesias y centros de donaciones"
y "Bibliotecas", respectivamente.

Sobre o papel atribuído á Igreja, basta ver a copiosa lista de que fazem parte centenas de igrejas e comunidades religiosas (Católica, Presbiteriana, Batista, Pentecostal etc.) indicadas no referido documento, como centros de recolha de doações.
Pensamos sinceramente que se estão a servir do prestígio dessas instituições, para dar cobertura ás suas secretas motivações e sobretudo como meio de propaganda, para influenciar o instinto religioso das pessoas.
Ao utilizar a dimensão respeitável, prestigiosa e relevante destes receptadores, mascaram artificiosamente a interferência política, confundindo a intenção dos beneméritos e a fictícia seriedade do movimento.

Quanto ao capítulo 3 e 4, percebe-se perfeitamente a nojenta intenção.
Mas, para alem de toda a infame e primária manipulação do texto, do tipo “gato escondido com o rabo de fora” a pregar como S.Tomaz “Faz o que ele diz…..”, não se coíbem de dizer coisas interessantes, como por exemplo:

“Las playas son espectaculares y los hoteles lujosos, pero están reservadas a los extranjeros,
los cubanos de a pie no pueden acceder a las mejores playas ni a los mejores hoteles -además
no podrían pagarlos”.

Não sei se os hotéis de luxo cubanos podem ter praias reservadas.
Sei que antes da revolução, nenhum cubano tinha acesso a 1 metro de praia que fosse.
Estavam TODAS interditas aos cubanos e reservadas ao turismo, principalmente americano.
Cuba era considerada o prostíbulo dos Estados Unidos, onde se ia para comer uma sandes e dar uma “Queca”, pois 60% das mulheres cubanas, viviam da prostituição.
Não nos esqueçamos que é na dignidade recuperada, que assenta a grande força moral do povo cubano.
É no sistema social que politica e militarmente o defendeu, que vai buscar forças e lealdade para resistir a um incomensurável inimigo, o Capitalismo, que tem no seu poderoso vizinho, os Estados Unidos a força bruta que que melhor o representa.

“También es indudable que cualquier tipo de represión o de acto contra un extranjero que realice un acto solidário tendría repercusión internacional y por ende un costo para la "imagen" del gobierno
cubano………….Por tanto, la realidad es que puede haber ciertos riesgos asociados a algunas de estas actividades solidarias, ……. Lo que podemos hacer es recomendar algunas medidas que sin duda reducirán esos posibles riesgos. Por ejemplo, llevar medicinas ….…..o a una iglesia o llevar libros infantiles a una biblioteca independiente es una actividad con menos riesgo que llevar libros de carácter político sobre el régimen cubano o sus dirigentes y distribuirlos.
Nuestras recomendaciones para minimizar los riesgos son:
􀂈 Visita a distintos activistas, familiares o instituciones, no siempre al mismo muchas veces; así llamas menos la atención y puedes apoyar a más gente.
􀂈 Sé discreto acerca de las labores solidarias, especialmente si vas a visitar a los activistas más conocidos, no lo comentes con cubanos para evitar que se entere “Raimundo y todo el mundo”
􀂈 Y finalmente, en Cuba, no critiques abiertamente al gobierno cubano ni a Fidel Castro Ruz (ni a su hermanooo Raúl, pillín)


Pillin = pícaro, bandido

Estes carrascos da solidariedade a querer dar lições de como “ser solidário”, ao povo mais solidário do mundo.
Estes arautos do egoísmo individualista, a sugerir generosidade, a quem faz dela o seu dia-a-dia.
Estes mestres da exploração capitalista, que propõem esmolar uma nação, que embora com grandes dificuldades, resiste tenazmente a que lhe imponham a possibilidade de no seu território, um homem possa explorar outro homem.
Estes pobres de espírito, que aconselham a levar remédios, para o país que tem o serviço de saúde mais evoluído e progressista do mundo.
Estes falsos devotos, que aproveitam as igrejas, para camuflar o mais ignóbil chantagem, sobre as dificuldades económicas que estão propositadamente a criar, para vergar a vontade daquela gente.
Estes imundos propagandistas de um mundo que faz de cada homem um alvo para explorar, erraram no alvo que escolheram.

Cuba vencerá!!!

domingo, 21 de março de 2010

POR FAVOR!......POR FAVOR !!!

VEJAM ESTE VÍDEO....VEJAM, QUE AINDA HÁ
ESPERANÇA PARA A HUMANIDADE!!!

DEPOIMENTO DE UM VETERANO DE GUERRA AMERICANO.
POR FAVOR...VEJAM E DIVULGUEM!!!




sábado, 20 de março de 2010

SÓCRATES PARECE

UMA OBSESSÃO

Considerá-lo como tal, é dar uma importância demasiada, a um ser tão insuportavelmente abjecto.
Acontece que ele se disfarça camuflado pelas mordomias próprias de um primeiro-ministro, e como legalmente nada se pode fazer, a não ser denunciar as suas bacocas manobras, cá vamos levando a nossa cruz ao calvário.
Quanto a nós, bem pior foi aturar o Mário Soares, e conseguimos sobreviver.
Este seu émulo, sem categoria e numa versão saloia, (sem ofensa para os saloios genuínos!!!) também nos dá água pela barba.
Alguma coisa há-de acontecer, para nos vermos livres desta praga e tornar suportável ser português em Portugal.

É da natureza das coisas!!!

NESTE LINK

.

UMA GOTA DE ÁGUA NO OCEANO

Com este título foi-me enviado um “power point”, que repete algumas das informações que já noutras alturas tivemos ocasião de denunciar.
Não é despiciendo que aproveitemos a ocasião para relembrá-las, até porque são situações que não podemos nem devemos esquecer.
Por outro lado, esta apresentação tem muitas outras informações que são preciosas para avaliarmos a que ponto chegou a degradação destes políticos.
Li, já não sei onde, “o cheiro da matéria fecal manifestamente não incomoda o Primeiro-Ministro”.
Nós sabemos, que os pobres dos “almeidas” que despejam os caixotes do lixo, já não dão pelo cheiro nauseabundo que eles exalam, por deformação pituitária, ou pelo hábito.
Quanto ao Primeiro-ministro, a questão não é muito diferente.
Ou não tem a pituitária, ou para a pouca que lhe reste, utiliza um desodorizante chamado PODER, que produz o aroma perfeito, exalado pelo dinheiro e pelas benesses que forem necessários e suficientes, para ocultar o fedor da “Corte”.
Faz o seu caminho, impávido e sereno, dono de um poder que só os Deuses podiam reclamar e que o Capitalismo tornou humano, servindo-se dos instintos mais negativos e dos atrasos e deficiências , que infelizmente a humanidade ainda manifesta.
Por cá, país retrógrado, nunca recuperado do efeito “Pina Manique”, traído quando abriu a porta da Esperança, em 25 de Abril, é tudo muito fácil.
Somos tão pindéricos nalgumas coisas, politicamente tão ingénuos, emprenhamos tão facilmente pelos ouvidos, a carga de humilhações que temos às costas desde tempos imemoriais, tornam-nos tão susceptíveis á manipulação, que pouco atenção dispensamos a pensar pela nossa cabeça e raciocinar um pouco mais, nas coisas importantes que se passam á nossa volta, determinantes do nosso destino.
No entanto, as potencialidades de transformação que estes fenómenos criam nas massas, existem, só que são muito difíceis de avaliar.
Quando explodem, demonstram que a natureza humana tem um privilegiado e natural sentido de sobrevivência, de justiça e de solidariedade, em contradição com uma pueril benevolência para durante algum tempo, aceitar o inaceitável.
Os poderosos, colocam as soluções políticas num plano tão complexo e inacessível, que facilmente obrigam as consciências a um divórcio das suas responsabilidades cívicas, sem aparente problema de consciência.
Por exemplo:
Quando se vê colocar á frente Tribunal de Contas um homem honesto, que vai “denunciando umas coisas”….e depois????
Quem tem poder e coragem de reclamar e exigir o cumprimento da Lei.
Quando se utilizam os “príncipes” da justiça para dar um ar de legalidade, ás mais vergonhosas ilicitudes.
Quem somos nós, para discutir o Direito com os especialistas???
Quando tudo aparentemente concorre para, como dizia outro opinativo da nossa praça “quanto mais apodrecido o Governo estiver, mais difícil será pô-lo no lixo”.
A um povo despolitizado, manipulado, sem referências, ou com graves dificuldades de ter acesso a referências justas e equitativas, é natural pensar: Saindo este, vai um qualquer alternativo do PSD que é exactamente a mesma coisa e sendo assim, poupa-se mais deixar estes estarem lá.
Esta é aparentemente a nossa realidade!!!
Mas é uma realidade virtual!!!
Que não tem em conta o poder e a sabedoria do povo.
Que não tem em conta a História.
E fundamentalmente, que não tem em conta o jogo das oposições que provisoriamente se conciliam, para logo se gerar um novo processo antitético.
A questão que sobra e nos ultrapassa, é saber quanto tempo será preciso!!!

NESTE LINK

sexta-feira, 19 de março de 2010

A VIDA SECRETA DE SÓCRATES

COMO É SECRETA......NÃO DIGO NADA!!!!



AVATAR 2

AVATAR 2 é um filme de ficção política passado em Pandorugal.
Os colonizadores pré-humanos apoderaram-se dos recursos da nação, remotamente controlados pelos Euros’vi.
Os nativos escravizados humanóides, entram em guerra pelos seus direitos e vencem os colonizadores pré-humanos, substituindo a sua bebida preferida, a tintura azul mitilene por fenolftaleína.
Vão acabar por ficar "vermelhos"........ porque são muito básicos!!!!





































quarta-feira, 17 de março de 2010

Poema de:Fernando Peixoto

Tem apenas doze anos o miúdo !
Doze séculos, já, de frustração,
Doze séculos inteiros de absurdo
E poucos, muito poucos de ilusão.

Doze anos num rosto de graúdo
E tantos, já, na luta pelo pão !
Meu menino lindo a quem falta tudo !
Meu menino, meu filho, meu irmão !

Teu corpo frágil move-se na dança
Horripilante dum trabalho duro
C'o a música das máquinas por fundo.

As tuas mãos, pequenas, de criança,
Ganham calos brincando c'o Futuro
Enquanto esperas que melhore o mundo


NESTE LINK



SINAIS DE FOGO
Miguel Sousa Tavares, Entrevista
D. Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas

Uma primeira nota.
Não consigo compreender como nos tempos que correm, ainda se coloca o Dom antes do nome do “dignitários” da hierarquia da Igreja.
Também não há muito tempo que a Igreja se dava ao trabalho de seleccionar para os seminários, todos aqueles que nas escolas mais se distinguiam pela inteligência.
Este comportamento tinha algum sucesso, na medida em que as crianças escolhidas sabiam ser aquela a única forma de continuarem os seus estudos e a carreira eclesiástica permitia-lhes libertarem-se do destino a que estavam condenados pelo trabalho escravo e pelas humilhações, a que os trabalhadores rurais estavam sujeitos.
Por outro lado, o clero, ao hierarquizar o seu poder, tinha o privilégio de pode acenar com a “cenoura” do título “Dom qualquer coisa”, para mobilizar a fidelidade e controlar os melhores entre os melhores e pelas benesses que tais cargos proporcionavam.
Esta promoção de classe, embora ilusória, era de facto uma tentação, que disciplinava muitas vontades mais rebeldes.
É bom não esquecer que naqueles tempos, para se subir na escala social, a via mais fácil, era pela porta da Igreja.
Trepar até ser “Dom qualquer coisa”, era um poderoso aliciante, mesmo sendo um sucedâneo, passava a usufruir um tratamento em tudo semelhante á aristocracia dominante, o que era verdadeiramente sedutor na época.
Mas hoje???
É simplesmente ridículo!!!

Depois deste desabafo, vamos ao assunto do programa da SIC, “Sinais de Fogo”

Os temas da entrevista de Miguel Sousa Tavares (MST) a D. Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas, eram os casamentos homossexuais e o abuso de menores pelos padres, entre outros.
Numa altura em que os padres estão debaixo de fogo por causa de abusos a menores, despertou-nos a atenção perceber como um alto quadro da Igreja Católica encarava o problema.
Não gostamos do MST, porque os seus esgares de arrogância, e malcriadas demonstrações de sobranceria, não correspondendo em substância, á prosápia que pretende lhe sirva de escudo.
Para ele não é novidade o que pensamos, pois já lho dissemos por escrito e portanto, estamos de consciência tranquila.
No primeiro programa de “Sinais de Fogo” a que tínhamos assistido com enorme expectativa, a matéria-prima era de primeira qualidade e prevíamos que MST, fosse espremer o 1º ministro até ao tutano.
Mas pelo contrário, foi uma completa frustração.
Se houve alguém que fosse espremido, foi o MST!
Sócrates, tem conhecidamente comportamentos e problemas, que permitiriam a um qualquer iniciado repórter televisivo, brilhar a grande altura e fazer um trabalho estimulantemente patriótico, na medida em que tivesse a coragem de enfrentar o “animal feroz”.
Mas não, pelo contrário.
Não queremos pensar que fosse por cobardia, que o MST nos deu a impressão de incompetente.
Ele deve ser mesmo incompetente, porque ficámos com a sensação de que nem sequer tinha feito o trabalho de casa.
Já na entrevista do ex-Inspector da polícia judiciária Gonçalo Amaral, pelo contrário, sentiu-se que tinha feito tanto esforço no trabalho de casa, que passou o tempo a querer demonstrá-lo.
Perdão, eu disse que tinha sido uma entrevista, mas exagerei!
Queria dizer, aproveitou a presença do ex-inspector para emitir as opiniões que tinha, desde sempre ou adquiridas na preparação da entrevista, sobre o desaparecimento da Madie Maccann.
Foi um autêntico libelo acusatório ao ex-polícia.
Nunca lhe deu margem, para se poder defender das acusações que entretanto lhe ia fazendo e nem sequer lhe consentiu que elaborasse um raciocínio completo.
Fez àquele infeliz, o que eventualmente gostaria de ter feito ao Sócrates.
Chegamos a ter a impressão que Gonçalo Amaral estava a perder a paciência e acabaria por abandonar o estúdio a qualquer momento.
De facto, só não deve ter feito, por até ao fim deve ter mantido a expectativa de poder dar a versão da sua intervenção na referida tragédia.
Esperança baldada, pois não teve oportunidade de expor minimamente as suas razões.
Com o Bispo D. Januário, passou-se exactamente o contrário.
A entrevista ao Bispo das Forças Armadas, foi a antítese da anterior
Foi totalmente diferente.
De comum, só a igual falta de qualidade, do entrevistado e do entrevistador.
O Bispo debitou, debitou e estranha e inusitadamente o MST limitou-se a pequenas perguntas e raras opiniões pessoais, o que permitiu ficar a perceber em pouco tempo, que o nível intelectual do Bispo era tão deficiente, como a sua dicção e argumentação.
Ficámos também com a certeza , que o estilo “acutilante” ou melhor dizendo “malcriado” “petulante” e “insolente” de MST, só funciona às vezes e depende essencialmente dos convidados, pelos vistos e pelos ouvidos
Não podemos testemunhar se foi assim até ao fim da entrevista, pois a páginas tantas desistimos.
Não tínhamos coragem de continuar, era demasiadamente doloroso.
D, Januário, numa tentativa de amenizar a responsabilidade dos padres abusadores, fez uma afirmação monstruosa e inadmissivelmente aberrante.
Nós explicamos.
A páginas tantas MST, coloca interrogação, se do celibato dos padres, não seria uma das razões da proliferação de casos de pedofilia na Igreja Católica.
D, Januário com hipócrita humildade contesta:
“O celibato não resolve, porque o próprio celibato, até se torna de facto um perigo” .
MST interrompeu, para emitir a sua opinião, como lhe está na massa do sangue afirmando:
“Que o celibato se torna um perigo, sim, concordo consigo, está á vista”.
Nesta altura o “Dom Bispo” para esclarecer a sua opinião sobre o casamento de um padre, vomita:
“o que eu vou dizer é uma enormidade. Aquele que casar, vai ter filhos a quem vai violar. Desculpe-me isto é terrível, mas….
Aí, enojados, não resistimos e mudámos de canal.
Estava tudo dito!!!!

terça-feira, 16 de março de 2010

Em memória de

Natália de Oliveira Correia

13 de Setembro de 1923 — Lisboa, 16 de Março de 1993

Auto-retrato

Espáduas brancas palpitantes:
asas no exílio dum corpo.
Os braços calhas cintilantes
para o comboio da alma.
E os olhos emigrantes
no navio da pálpebra
encalhado em renúncia ou cobardia.
Por vezes fêmea. Por vezes monja.
Conforme a noite. Conforme o dia.
Molusco. Esponja
embebida num filtro de magia.
Aranha de ouro
presa na teia dos seus ardis.
E aos pés um coração de louça
quebrado em jogos infantis.



Natália Correia
EU DURMO QUANDO EU QUERO

Este é o titulo do “power point" de hoje.
Esta presentação, é um hino á ternura, por contraste ás violências descritas no texto que se segue , na coluna que hoje iniciamos «O JUSTICEIRO DE N'OZ».



NESTE LINK
.

E NÃO ESQUEÇA DE CLICAR DEPOIS, EM F5




O JUSTICEIRO DE N'OZ

Começamos hoje uma nova coluna, intitulada “O JUSTICEIRO DE N’OZ” que mais não tenta ser, do que o sítio reservado á denúncia dos corruptos e das corrupções.
Apropriando-se de uma alegoria ao celebérrimo “FEITICEIRO DE OZ” nós, tal como a pequena Dorothy heroína da história, levada pela tempestade, escondemo-nos não como ela, numa pequena casa de uma terra desconhecida, mas num Blogue de uma terra, onde até a desvergonha é cumpliciada pelo governo.
Não tenho a pretensão que o meu Blogue tenha sobre ele (governo mais a sua corte), o mesmo efeito que a casa que caíra sobre uma perigosa bruxa, matando-a, (mas se pudéssemos, já tínhamos corrido com eles há muito tempo!!!).
É nas múltiplas denúncias das malfeitoria e desgoverno em que navegamos e da divulgação dos delitos da sua corte, que vão surgindo e multiplicando, que se pode fazer germinar, algumas soluções para o nosso descontentamento.
Acreditamos, aliás temos a certeza, que se todos aqueles que se empenham em ter um país decente, evoluindo para a civilização, dirigido por gente honesta, interessada em defender o povo, terá nesta actividade uma chamada “janela de oportunidade” de municiar essa revolução.
As denúncias das manobras desonestas e o esclarecimento das alternativas, são o anteparo que fará germinar os exércitos que irão aparecendo, não como os homenzinhos - os Munchkins – que na referida história eram dominados por aquela malvada “Bruxa do Leste”mas por cidadãos informados, sabedores que o “Leste”, é somente uma inspiração e possam adquirir a qualidade de apaixonados “linguareiros” a espalhar a censura aos “malfeitores” que assolam este país, rastilho para uma nova esperança revolucionária, na busca da justiça social.
Começamos pelo nosso/vosso presidente Narcísico Cavaco Silva, que desconfio gostaria de ser nesta altura o maior “linguareiro”, para poder correr com o socrático governo, mas lá se vai desculpando esfarrapadamente, apesar do seu irrepreensível formato trapezoidal…invertido (atenção, que me estou a referir ao nó!!!), ao seu distintíssimo…..nó da gravata!!!
É impossível que aquela rigorosa perfeição, não seja reflexo, de acribomania (mania do rigor, da exactidão!)
Nós estamos a começar a ficar preocupados, com a nossa própria saúde mental.
Sempre pensamos que o nosso problema era do foro da habromania (distúrbio mental caracterizado por grande alegria e jovialidade)
Agora achamos que estamos a ficar lipemaníacos (perturbação mental caracterizada por tristeza profunda).
Antigamente era o sorridente esgar do nosso Narcísico Cavaco Silva, que atraía a nossa atenção, sempre á espera de descortinar um brilho nos olhos, que correspondesse uma vez que fosse, ao arreganhar da boca, no artificial e denodado esforço de querer fazer parecer, que se estava a rir ou pelo menos a sorrir.
Agora só olhamos para o seu sempre impecável, nó de gravata, para ver se conseguimos descortinar uma vez que seja, uma ligeira ruga, um ínfimo desaperto no pescoço, uma desprezível assimetria no laço, uma depressão que sempre acontece quando se ajeita o aperto.
Não senhor, aquilo deve ser feito á base de goma laca. Desata só com á martelada!!!
Estou a ficar muito deprimido….vou tomar um Bromalex, para poder continuar…..já está!!!!.

Então comecemos pelo Narcísico Cavaco Silva.Ele foi claro:

” Não acredita que o Governo desconhecia o negócio PT/TVI”

e conclui, admitimos nós que com a voz embargada e controlando-se para não se emocionar, a pensar no seu PSD:

” o Presidente não pode demitir o Governo apenas por falta de confiança política”.

Agora falemos não da Bruxa do Leste, mas daquele socrático mitómano, que faz os possíveis para a emular, alérgico ao vermelho, não por lhe lembrar a cor do diabo, seu parente afastado, mas uma rubra bandeira cujo tom esmaecido os seus “compagnon de route” trocaram por um anémico rosa pálido, em resultado de terem enviado o socialismo, dizendo que o colocavam numa gaveta, mas de facto atirando-o às ortigas.

-- Ministério Público investiga novas pistas contra Sócrates no Caso Freeport:
Segundo a edição deste sábado do semanário 'Expresso' o primeiro-ministro, José Sócrates não é arguido no processo”Freeport”, no entanto o Ministério Público está a investigar novas pistas contra Sócrates.
Estão em causa os 2.000.000 de Euros que com mais dois capangas, segundo as notícias de hoje, terão de dar explicações, onde foram parar.
-- Agora outra questão: Sócrates afirmou, no debate televisivo com Francisco Louçã em 08 de Setembro de 2009: “não era a altura para aumentar os impostos e que limitar os benefícios fiscais no IRS prejudicava a classe média”.
-- Segundo José Eduardo Moniz:” Basta consultar os arquivos do debate de Sócrates com Louçã, nas últimas legislativas, para ver como são frágeis os pressupostos em que assentam os seus argumentos, sobretudo, à luz do que o seu líder dizia, na altura, sobre a redução dos benefícios fiscais, hipótese que contrariava, porque a entendia contrária ao interesse dos cidadãos, em particular da classe média”.
-- Tambem afirmou o primeiro-ministro, durante a assinatura de um acordo entre o Governo e a Associação Nacional de Municípios Portugueses: “A verdade é que nós temos um sistema fiscal que permite àqueles que têm mais elevados rendimentos terem mais benefícios fiscais".
-- Se antes das eleições José Sócrates defendeu que limitar os benefícios fiscais no IRS prejudicava a classe média, garante agora que são os contribuintes ricos os prejudicados.

Afinal em que é que ficamos?
Será que este sofre de logomania (loquacidade exagerada, que se observa em certos doentes neuróticos e psicóticos)

-- Segundo o Expresso on-line, Hugo Monteiro garantiu ter recebido autorização de Sócrates para usar a relação de parentesco numa reunião com o director de marketing do Freeport, Simon Jobling, conforme confirmou ontem o Correio da Manhã. O primo do primeiro-ministro foi ontem ouvido no Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP) no âmbito do processo Freeport .

Esta não é exclusivamente de Sócrates, mas envolve o seu Varal ”alter-ego” e um lobo esfomeado por “pilim” que veste a pele de “Cordeiro” chamado João.

-- Na Revista Sol, num texto assinado por Graça Rosendo, a jornalista escreve que as escutas interceptam Armando Vara a diligenciar ao mais alto nível para que o Conselho de Ministros fizesse um decreto, como "EXIGIA" João Cordeiro, presidente da Associação de Farmácias!
O Governo alterou um decreto-lei sobre a concessão a privados das farmácias hospitalares, a pedido do presidente da Associação Nacional de Farmácias (ANF), João Cordeiro, e nos termos em que este pretendia, já depois da sua aprovação em Conselho de Ministros. Isto foi possível após diligências junto do primeiro-ministro, realizadas pelo então vice-presidente do BCP, Armando Vara -- cujas conversas foram interceptadas, enquanto arguido, no processo Face Oculta.
O diploma em causa foi a Conselho de Ministros no dia 23 de Julho de 2009 – e alterado, ao que tudo indica, no dia seguinte, para se adequar à versão pretendida pela ANF.
-- João Cordeiro foi ‘apanhado’ nas intercepções telefónicas do processo de Aveiro por diversas vezes, quando, durante o mês de Junho, Julho e Agosto do ano passado, conversou com Vara e com o empresário Lopes Barreira, também arguido e sob escuta no Face Oculta.
-- As escutas demonstram igualmente que a ANF (Associação Nacional de Farmácias) negociou o “despedimento” de Correia de Campos e do Secretário de Estado Francisco Ramos.

Ainda mais uma!!!!

--O duvidoso contrato do filho da ministra da saúde Ana Jorge
A psicóloga Raquel Mendes trabalhou três anos gratuitamente na Escola 2,3 João das Regras, na Lourinhã.
Esta psicóloga acusa a direcção escolar: “de contratar, em Fevereiro, o psicólogo Miguel Carvalho, apenas por este ser filho da ministra da Saúde, Ana Jorge”.
Fará igualmente assessoria técnico-pedagógico e será remunerado.

Já agora …..mais outra!!!

-- José Penedos, ex-presidente da REN, recebeu um prémio 160.000 mil euros, correspondente a seis ordenados de 27.000 mensais.
Apesar de já ter deixado a presidência da REN, José Penedos teve direito a prémio na empresa pública.
O arguido no processo "Face Oculta" recebeu 243 750 euros de bónus referentes ao ano passado.
A este valor soma-se ainda ao salário de 27 mil euros por mês.
No total, a REN atribuiu quase 3,2 milhões de euros em salários e prémios aos seus administradores, quer executivos, quer não executivos.
Só em prémios, os gestores executivos receberam, na totalidade, mais de um milhão de euros.
Filipe Botton, dono da “Logoenergia”, representante dos privados que discordaram totalmente das indemnizações e prémios dados ao conselho executivo por proposta da “Parapública” (organismo que representa o Estado com 46%) afirmou hoje, que eram uma vergonha tais pagamentos.

E mais outra!!!

-- Rui Pedro Soares, renunciou ao mandato após a divulgação das escutas do caso 'Face Oculta', vai receber da PT uma indemnização de 600 mil euros!!!
Isto em vez de ser obrigado a pagar uma indemnização ao povo português, por gestão danosa de uma entidade pública.


Para terminar por hoje, colocamos no fim, para entrar na cabeça dos que ainda tem coragem de defender este governo, uma pergunta fundamental, feita por Daniel de Oliveira, jornalista, e se prende com o nosso futuro como nação soberana e independente. Se for levada a cabo, é uma autêntica traição ao povo português.
Dizia ele:
”Ninguém parece estar a ligar muito ao assunto, mas consta que o Governo pensa privatizar CTT, REN, EDP, Galp e TAP. Um passo de enormes consequências, que acabaremos por pagar caro”.


segunda-feira, 15 de março de 2010

PRIMAVERA NO JAPÃO

A primavera que já se desenha no horizonte, o calorzinho que já nos aconchega, as roseiras onde já despontam novas folhas, flores que já começam a aparecer nas árvores e a despertar a nossa imaginação, finando estas novas belezas que têm estado hibernadas, abusando de um calendário, que já não é respeitado.
Recebemo-las com ansiedade e com a memória ferida por tanta dureza nesta invernia, tanta desgraça a castigar hiperbolicamente o povo da ilha da Madeira, tanta intempérie a desgraçar os pequenos e médios agricultores, tanta estufa destruída, arvores derrubadas, telhados esventrados, o regresso da triste memória das inundações do rio Tejo, que mais uma vez isolou no Ribatejo as suas martirizadas populações, em conclusão, um terrível inverno que não deixará de ser de uma apavorante memória, tão de pressa.
O nosso “power point” de hoje, vai servir para ajudar a nossa imaginação a recordar como é bela a Primavera, embora as imagens que ele nos mostra, sejam reflexo dos exageros com que a Natureza brinda os japoneses, deixando em nós, alguns laivos de inveja.
Tenho esperança que lá chegaremos, quando já pudermos olhar para as nossas misérias, como um “mau inverno” passado e encontremos numa evolução que tarda, a capacidade para poder dedicar algum do nosso tempo colectivo a embelezar o nosso quotidiano, e a facilitar á Natureza alguma da maquilhagem, com que felicidade também se adorna.



NESTE LINK



PARIS VIRTUAL EM

26 GIGAPIXELS

ESTE TRABALHO COMEÇOU A SER FEITO EM 8 DE SETEMBRO DE 2009
TERMINOU E FOI COLOCADO NA INTERNET NO PASSADO DIA 11 DE MARÇO DE 2010

Estas imagens de Paris, construidas com uma definição de 26 gigapixels, mostram Paris numa coleção de 2.436 fotografias individuais.
Esta fotografia é a maior imagem panorâmica, em alta definição, feita em todo o mundo.
Se pensar que um gigapixel é de um bilião de pixels, imagine o que pode ser feito com 26 biliões de pixels.

No entanto as dificuldades a superar para esta realização, chegaram ao ponto de ter em considerar os fluxos de ar quente, cuja existência, era o suficiente para provocar perturbação, na focagem das imagens.
Agora pode fazer uma visita virtual a Paris e ver numa perspectiva única, todos os famosos monumentos da capital francesa, tais como a Torre Eiffel, La Defense, Louvre, Montmartre e Sacre Coeur, Beaubourg, Notre Dame de Paris etc., etc..
Segundo os autores, a definição das imagens são de tal grandeza, que permitem a impressão numa base de 2.000 metros quadrados, mantendo uma qualidade excepcional.

Utilize os códigos assinalados:colocar em ecrã inteiro, ver em flash ou alta definição e para girar ou parar a imagem.
Não se esqueça de utilizar o botão "scroll" do rato e para aproximar e afastar as imagens.
Agora só lhe falta
CLICAR AQUI, para ter acesso a esta autêntica obra-prima da técnica fotográfica.


domingo, 14 de março de 2010

LÓGICAS E SENTENÇAS,

SOBRE ALIMENTAÇÃO

Fazer escolhas saudáveis não é assim tão simples!!!
A verdade é que digam lá o que disserem, há receitas, que quando uma coisa que faz bem, vem logo outra que dá cabo de nós!!!


NESTE LINK

GUIA-ME A SÓ A RAZÃO

Fernando Pessoa,
in "Cancioneiro
"

Guia-me a só a razão.
Não me deram mais guia.
Alumia-me em vão?
Só ela me alumia.

Tivesse quem criou
O mundo desejado
Que eu fosse outro que sou,
Ter-me-ia outro criado.

Deu-me olhos para ver.
Olho, vejo, acredito.
Como ousarei dizer:
«Cego, fora eu bendito» ?

Como olhar, a razão
Deus me deu, para ver
Para além da visão —
Olhar de conhecer.

Se ver é enganar-me,
Pensar um descaminho,
Não sei. Deus os quis dar-me
Por verdade e caminho.

sábado, 13 de março de 2010

CHE GUEVARA

ERNESTO GUEVARA DE LA SERNA
“HASTA LA VITÓRIA, SIEMPRE"
Dedicamos o “power point” de hoje, a Ernesto Che Guevara.
Fazemos isto, porque o texto que se segue, tem relação com alguns dos problemas, que fizeram dele um revolucionário.
A sua bravura e firmeza na luta contra o Sistema Capitalista, fez dele um exemplo, que todo o mundo reconhece e admira.

A sua vida é uma lição para todos nós.

Recordemo-lo também através de alguns dos seus pensamentos:

«O conhecimento nos faz responsáveis».
« Derrota após derrota, até a vitória final».
« Lutam melhor os que têm belos sonhos».
« Se o presente é de luta, o futuro nos pertence».
« As amizades que se fundam a partir do interesse, por interesse terminam».
« Os poderosos podem matar uma, duas ou três rosas, mas jamais conseguirão deter a primavera».
« Correndo o risco de parecer ridículo, deixem-me dizer-lhes que o verdadeiro revolucionário é guiado por grandes sentimentos de amor».

Para fechar com chave de ouro, esta afirmação de Fidel Castro,

«De Che nunca se poderá
falar no passado».


MEUS SENHORES

ISTO É VERDADE, POR MAIS INACEITÁVEL QUE SEJA!!!

A importância de certos factos, ora relativizados, ora disfarçados, ora desmentidos, ora ocultados, ora ….ora….ora, pelos media nacionais e internacionais, não transformam em bom o Sistema Capitalista, raiz de todos os problemas que inquinam a paz do mundo.
A justiça social existe pontualmente, mais como uma válvula de escape para evitar convulsões populares, do que, como meta traçada para obtenção de uma sociedade mais evoluída e civilizada.
A dialéctica da natureza é uma aliada dos homens honrados, que lutam por um mundo equilibrado e racional.
É nesta perspectiva que uma informação manipulada e castradora do natural e harmonioso desenvolvimento da humanidade, se torna uma aberração.
Sendo assim, que fenómeno igualmente poderoso se poderia opor, para corrigir esta anomalia da evolução natural?
A resposta veio através dos computadores, que com as sua enormes potencialidades, vieram proporcionar ás massas, acesso a formas de comunicação, que podem servir de equilíbrio ás forças a que se lhes opõe (não estou a propor que se leia Engels, mas dava geito!!!).
Olhando ao que se passa ainda, com a informação controlada pelo Sistema, o aparecimento dos Blogues, das Redes Sociais e outros meios informáticos de fácil acesso, mais não são do que um evidente reflexo da sua natureza dialéctica.
A ultrapassagem daqueles corpos estranhos ao desenvolvimento harmónico da sociedade, que constituem os meios de comunicação social manipulados pelos interesses dos capitalistas, seus proprietários, encontraram na informática a porta de saída necessária.
Hoje felizmente, todo o mundo principia a ter possibilidades de acesso e participação numa informação mais ampla e correcta.
De facto, a informática neste campo, mais não é que a resposta possível á normalização de uma evolução positiva, na medida em que pode corrigir o desvio que as coisas estavam a levar nesta área e a desfigurar a proporcionalidade que deve existir nos factores influenciam o desenvolvimento.
Esta afirmação pode parecer exagerada, mas corresponde plenamente ao desequilíbrio que a desinformação proporciona, quando na prática beneficia uma parte, em prejuízo da outra.
Esta dicotomia não é natural, não é saudável e a continuar, poderia vir a provocar a longo prazo, situações de conflito, que poderiam eventualmente degenerar em confrontos colocando em risco, a própria sobrevivência do homem.
Por outro lado, o somatório de uma informação imparcial, aliada a um correcto conhecimento e a uma sólida cultura, criará exigências e comportamentos, que forçosamente se traduzirão num equilibrado e justo desenvolvimento das relações humanas no seu todo, normalizando caótico estado em que a situação se encontra actualmente, consequência directa da imoral divisão do produto do trabalho e das relações de produção.
Se todas estas condições se produzirem, a evolução racional da sociedade humana estará em coerência com a própria natureza, o que torna esperançoso o futuro da humanidade.
Se pelo contrário não se verificar rapidamente uma profunda alteração do Sistema, quer no plano político e económico, quer no plano social, as consequências serão dramáticas.
Vêm todas estas considerações a propósito de noticias que chegaram ao nosso conhecimento, através do jornal “Avante” e que a comunicação social em geral, quase ocultou, deturpou, ou reduziu á sua expressão mais simples.
O conteúdo dessas notícias de capital importância, deveriam ter sido largamente divulgadas, mas aconteceu exactamente o contrário.
Na sua Crónica Internacional, Jorge Cadima, começa por abordar uma questão económica, sobre a qual pensamos em breve publicar um texto específico.
Em seguida, escreveu:
Está por explicar a decisão de Obama em não vir à prevista (e depois cancelada) Cimeira EUA-UE. Especula-se abertamente sobre uma eventual saída da Grécia do Euro ou até dum colapso da moeda europeia (Samuel Brittan, FT, 19.2.10), o que alivia a pressão sobre um acossado dólar. Zangam-se as comadres e descobre-se que o cumprimento dos famigerados critérios de adesão ao Euro foi, em muitos países (incluindo o nosso, segundo o FT, 16.2.10), uma fraude. A Grécia «basicamente hipotecou os aeroportos e auto-estradas do país» para cumprir os critérios, e os bancos dos EUA desempenharam um papel fulcral nisso (New York Times, 14.2.10)”.
E mais adiante:
“A UE retirou o direito de voto à Grécia na próxima reunião sobre a sua situação e ameaça aplicar poderes especiais de gestão directa, ao abrigo do novo e antidemocrático Tratado de Lisboa (Telegraph, 18.2.10). O vice-primeiro ministro grego responde dizendo que a Itália ainda fez mais falcatruas nas suas contas públicas e acusando a Alemanha de «ter levado o ouro que estava no Banco da Grécia [durante a II Guerra Mundial] e nunca o ter devolvido» (BBC, 24.2.10).”
«aviões israelitas estão a efectuar incursões diárias no espaço aéreo libanês, criando uma situação muito perigosa» (Reuters, 23.1.10)”.
E continua:
“Paul Craig Roberts, ex-secretário de Estado do Tesouro de Ronald Reagan e ex-director e colunista do Wall Street Journal e Business Week, mas agora «dissidente», escreve: «Já cercaram o Irão com bases militares. O governo dos EUA pretende neutralizar a China, tomando controlo do Médio Oriente e impedindo o acesso da China ao petróleo. [...] Os mentecaptos em Washington estão a promover o impensável: a guerra nuclear. A louca corrida visando a hegemonia americana está a ameaçar a vida na terra» (globalresearch, 26.2.10)”.
Faço minhas e assino por baixo, as judiciosas palavras, com que Jorge Cadima termina a sua crónica:
“ESTÁ NA HORA DE SEREM OS POVOS, A TOMAR O SEU DESTINO NAS MÂOS”